sábado, 24 de maio de 2008

A ORIENTAÇÃO NA COMUNICAÇÃO SOCIAL


Apesar de não ter ainda chegado ao fim, é lícito afirmá-lo: Maio foi um grande mês para a promoção da Orientação no nosso País, tendo em conta a exposição mediática de que foi alvo. Numa modalidade que “teima” em quedar-se no anonimato, as menções surgidas fazem pensar que algo pode estar a mudar. É hora de aproveitar o balanço.

É o suplemento dominical do Jornal de Notícias e do Diário de Notícias. Falamos, naturalmente, da “Notícias Magazine”, uma publicação de carácter generalista cuja Editora Executiva é Sofia Barrocas. Na sua edição de 11 de Maio, “a revista mais lida em Portugal” dedica quatro páginas à Orientação, com chamada desenvolvida e foto no Sumário. Lá dentro, a Reportagem toma o título “Competição em Serralves”, tendo por base as fotografias (belíssimas, diga-se) de João Pedro Marnoto e parecendo submeter-se à ideia de que “uma imagem vale mais que mil palavras”. Apesar de muito simples, o texto contém uma definição de Orientação que é uma verdadeira pérola: “É um desporto de paixão. Não arrasta multidões, mas arrasta toda a família.”



E já que estamos nos suplementos, espreitamos o “Mundo da Corrida”, suplemento da Revista de Atletismo nº 318 (Maio.2008), cujo Director / Editor é António Manuel Fernandes. Também aqui pudemos encontrar a habitual abordagem à Orientação nas “Secções Fixas” e com chamada no Índice. Necessário se torna folhear praticamente toda a revista para chegarmos às duas páginas pretendidas, com texto e fotos de Joaquim Margarido. Espera-nos uma Reportagem sobre o O’Porto Park Race, com o sugestivo título “No mais belo dos palcos”, e ainda uma entrevista com Maria Sá (Grupo Desportivo 4 Caminhos), onde a Campeã Nacional de Distância Média e de Sprint fala de si, do seu mundo e se define como “uma orientista em crescimento, com muita ambição e vontade de melhorar em tudo”.

Finalmente, após largos meses de interregno, a SportLife volta a conceder um espaço à Orientação. A revista dirigida por Isabel Pinto da Costa começa com uma chamada de atenção no Sumário, lançando a pergunta “Ori BTT, já experimentaste?”, que remete para as páginas centrais. Lá dentro, num artigo intitulado “Não te percas…”, seguimos à descoberta dos inúmeros segredos da Ori-BTT pelas mãos do experiente Daniel Marques. Com fotos de Pedro Lopes e texto de Pedro Justino Alves, somos levados a conhecer “os 10 mandamentos do Ori-BTT”, quais os materiais necessários para a prática da modalidade, as grandes diferenças entre um mapa de Orientação Pedestre e um mapa de Ori-BTT, entre outros. E ainda ficamos a conhecer o plano de treino que Daniel Marques traçou entre os dias 1 de Maio e 6 de Junho, véspera do Campeonato Ibérico de Ori-BTT (Madrid, 7 e 8 de Junho), para o qual está seleccionado.

Saúda-se a importância que os responsáveis das publicações referidas reconhecem na Orientação e aplaude-se o esforço de promoção e divulgação da modalidade, traduzido em belíssimos textos e imagens. Para quem estiver interessado em ver com os seus próprios olhos, é possível encontrar ainda nas bancas tanto a Revista de Atletismo como a SportLife. Não se atrase e… boas leituras.

Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO

Sem comentários: