domingo, 6 de dezembro de 2015

25 Anos FPO: Associação Desportiva de Cabroelo



Numa altura em que festejamos os 25 anos da FPO, qual a palavra que de imediato lhe vem à mente?

Daniela Alves (D. A.) - Parabéns! Por ter evoluído ao longo destes 25 anos e pela constante batalha em elevar a Orientação.

Qual a “dívida” que a AD Cabroelo tem para com a Federação em matéria do seu aparecimento e desenvolvimento?

D. A. - A Associação Desportiva de Cabroelo foi fundada em 19 de Novembro de 1994 com o objetivo de promover e fomentar o desporto e a cultura junto dos seus associados e população em geral. O seu âmbito de ação abrange todo o território Nacional. Participou no Campeonato de Futebol amador do Concelho de Penafiel, entre 1994 e 2000, passando a apostar forte na Orientação Pedestre a nível federado desde 2001 e também na Orientação em BTT desde 2010, com 37 atletas federados. Já participou em mais de 500 etapas dos rankings da Federação Portuguesa de Orientação. Atualmente também pratica BTT, filiado desde 2013 na Associação de Ciclismo do Porto, e conta com atletas na vertente de Trail Running, mas a Orientação continua a ser a modalidade rainha e onde o clube pretende continuar apostar.

Como definiria a AD Cabroelo neste momento?

D. A. - A evoluir. A AD Cabroelo tem crescido bastante nos últimos anos, tendo cada vez mais jovens na modalidade da Orientação, conseguindo assim mais resultados e um melhor posicionamento no ranking da Taça de Clubes. A evolução dá-se também na organização de provas, dado os recursos financeiros que o clube tem. Para 2016 queremos continuar a crescer.

Como vê o atual estado da Orientação em Portugal?

D. A. - De boa saúde. Numa altura em que a oferta a nível desportivo e de lazer é muita, é bom ver famílias inteiras a escolher a Orientação como melhor opção para os seus fins de semana.

Três ideias breves para três tópicos muito concretos: Comunicação, Desporto Escolar e
Provas Locais.

D. A. - Comunicação -É necessário uma constante comunicação e maior divulgação da modalidade, numa altura em que são dadas tantas possibilidades de provas todos os fins de semana.

Desporto Escolar – Carece de maior incentivo e investimento, oferecendo mais provas ao longo do ano lectivo.

Provas Locais – Provas locais, principalmente urbanas, ajudam na divulgação e na maior proximidade entre a população e curiosos à modalidade. Realçar também que as principais provas da época (Campeonatos Nacionais e Absoluto) deveriam ser melhor distribuídos geograficamente, não sendo todas a Norte ou todas a Sul.

Um desejo neste soprar das 25 velas.

D. A. - Evolução, continuação do apoio aos clubes e atletas. É necessário incentivar os atletas para uma continua participação e aumentar o nível competitivo.


Saudações orientistas.

Joaquim Margarido

Sem comentários: