domingo, 8 de novembro de 2015

I PreO Ori-Mondego: João Pedro Valente e Ricardo Pinto fecham temporada da melhor forma



Já com os vencedores encontrados, a Taça de Portugal de Orientação de Precisão Invacare 2015 viu disputada, na tarde de ontem, a sua derradeira etapa. No regresso ao Bom Sucesso e às paisagens idílicas da Lagoa da Vela, João Pedro Valente e Ricardo Pinto chamaram a si a vitória nas classes Aberta e Paralímpica, respetivamente.


A Taça de Portugal de Orientação de Precisão Invacare 2015 chegou ao fim. A derradeira etapa teve lugar na quente tarde de ontem, nos belíssimos terrenos de floresta na parte oeste da Lagoa da Vela, na freguesia do Bom Sucesso (Figueira da Foz) e contou com a participação de 33 atletas, dos quais 6 na Classe Paralímpica. A organização esteve a cargo da Associação Desportiva do Mondego – Ori-Mondego, Federação Portuguesa de Orientação, Câmara Municipal da Figueira da Foz e Junta de Freguesia do Bom Sucesso, com Direção de Prova e Traçado de Percursos de António Neto e Supervisão Nacional de Nuno Pires. Refira-se ainda que o percurso, na distância de 1300 metros, contou com 20 pontos desenhados no terreno, constituindo, no seu conjunto, um enorme desafio devido ao elevado grau de qualidade e complexidade.

Na Classe Aberta, João Pedro Valente (CPOC) mostrou uma vez mais o porquê de ser um dos maiores valores nacionais nesta exigente disciplina, vencendo a prova com um total de 17 pontos em 20 possíveis. Esta foi a segunda vitória do atleta na presente edição da Taça de Portugal, depois de ter levado de vencida, no passado mês de Fevereiro, o Portugal O' Meeting 2015. Com menos um ponto que o vencedor classificaram-se Grigas Piteira (GafanhOri) e Cláudio Tereso (ATV), valendo a maior rapidez e certeza nas respostas dadas nos pontos cronometrados para desempatar a favor de Piteira. O Campeão Nacional de PreO 2015, Jorge Baltazar, concluiu na 4ª posição. Referência ainda para o 5º lugar de José Bolrão e para o facto do seu clube, o Clube de Orientação do COC, se ter feito representar nesta prova por onze atletas, garantindo quatro posições nos dez primeiros lugares da Classe Aberta.

Quanto à Classe Paralímpica, o mais internacional atleta português nesta disciplina, Ricardo Pinto (DAHP), foi o grande vencedor, estabelecendo um registo de 16 pontos em 20, o segundo melhor em termos absolutos neste I PreO Ori-Mondego. Este resultado surge na linha da excelente prova realizada em Pataias no passado mês de Outubro – onde já tinha alcançado o segundo melhor registo absoluto – e vem comprovar o bom momento do atleta neste final de temporada, depois duma participação pouco feliz nos recentes Campeonatos do Mundo. José Laiginha Leal e Júlio Guerra, ambos igualmente do DAHP, concluíram por esta ordem nas segunda e terceira posições, a 4 e 5 pontos, respetivamente, do vencedor.


Resultados

Classe Aberta
1. João Pedro Valente (CPOC) 17/20 pontos (32 segundos)
2. Grigas Piteira (GafanhOri) 16/20 pontos (76 segundos)
3. Cláudio Tereso (ATV) 16/20 pontos (159,5 segundos)
4. Jorge Baltazar (GDU Azoia) 15/20 pontos (29 segundos)
5. José Bolrão (COC) 15/20 pontos (206 segundos)
6. Rafael Miguel (Ori-Estarreja) 14/20 pontos (16 segundos)

Classe Paralímpica
1. Ricardo Pinto (DAHP) 16/20 pontos (24 segundos)
2. José Laiginha Leal (DAHP) 12/20 pontos (34,5 segundos)
3. Júlio Guerra (DAHP) 11/20 pontos (89 segundos)
4. Cláudio Poiares (DAHP) 7/20 pontos (109 segundos)
5. António Amorim (DAHP) 6/20 pontos (215,5 pontos)
6. Ana Paula Marques (DAHP) 4/20 pontos (188 segundos)

Resultados Completos e demais informações em http://cna2015.admondego.pt/.


Saudações orientistas.

Joaquim Margarido
  

Sem comentários: