sexta-feira, 27 de novembro de 2015

25 Anos FPO: Núcleo de Aventura e Desporto de Albergaria dos Doze




Numa altura em que festejamos os 25 anos da FPO, qual a palavra que de imediato lhe vem à mente?

Jorge Gaspar (J. G.) - “Já”. Pois é, o tempo passa rápido e, apesar de não ter 25 anos ligado a Orientação, já tenho mais de 20 anos, e tudo passou muito depressa.

Qual a "dívida" que o N.A.D.A. tem para com a Federação em matéria do seu aparecimento e desenvolvimento?

J. G. - O N.A.D.A. - Núcleo de Aventura e Desporto de Albergaria dos Doze foi fundado em 11 de Outubro de 1996 com o principal objectivo de promover, divulgar e praticar actividades de desporto, aventura e lazer. Esta associação surgiu no seguimento das ideias de um grupo de amigos que sentia a necessidade de criar alternativas ao desporto rei (futebol), única modalidade praticada na altura em Albergaria dos Doze. Quando o N.A.D.A. surgiu algumas modalidades começaram a ser praticadas/divulgadas por este núcleo, o BTT, os Carros de Rolamentos, a Pesca, o Rally, o Tiro ao Prato, a Canoagem, o Paint Ball, as Actividades com Cordas, os Jogos Populares, o Cicloturismo e a Orientação, estas foram e são algumas das actividades que os Albergarienses passaram a ter ao seu dispor. A Orientação continua a ser a única modalidade de competição em que somos federados, e onde alcançamos alguns resultados interessantes, nomeadamente alguns títulos de Clube Campeão e Vice-campeão Nacional de Orientação em BTT quer em seniores quer em veteranos. A juntar a estes resultados o N,A.D.A. também tem alguns resultados a nível individual bastante interessantes e ainda algumas internacionalizações de atletas. Tem sido através dos resultados alcançados sobre tudo na Orientação em BTT, e através dos eventos organizados que temos conseguido alguma projecção e reconhecimento a nível nacional, por isso podemos dizer que esta é a principal “divida” do N.A.D.A. à Orientação.

Como definiria o N.A.D.A. neste momento?(por favor, exemplifique com alguns feitos alcançados em 2015 e com iniciativas relevantes agendadas já para 2016 e 2017)

J. G. - O N.A.D.A. é um clube de aldeia, no lote de todos os atletas que passaram pelo clube cerca de 90% são residentes em Albergaria dos Doze. Neste momento um grande motivo de orgulho é ter atletas Albergienses a representar as cores da nossa selecção de Ori BTT, quer em seniores quer em jovens. Quanto ao futuro a nível organizativo na Orientação o N.A.D.A. não se candidatou para os próximos anos a nenhum evento de nível nacional, porque entendemos que nos deveríamos focar nos próximos tempos num projecto que temos em mãos, o Parque de Aventura e Lazer de Albergaria dos Doze, esse sim é o principal objectivo dos próximos anos.

Como vê o atual estado da Orientação em Portugal?

J. G. - Se por um lado os eventos internacionais realizados em Portugal estão de saúde e recomendam-se, também é sabido que os eventos de âmbito nacional têm pedido muitos atletas, á 7/8 anos atrás tínhamos eventos com muitos participantes desde então ano após ano somos cada vez menos. Temos de repensar o quadro competitivo nacional, provavelmente temos de voltar em força as provas regionais, parece-me que é por que temos de caminhar para ver novamente a orientação portuguesa crescer.

Três ideias breves para três tópicos muito concretos: Comunicação, Desporto Escolar e
Provas Locais.

J. G. - Comunicação: É a base, se não comunicamos ficamos isolados de tudo e de todos, tem de se apostar forte na comunicação para atrair novos praticantes.

Desporto Escolar: Importantíssimo para incutir o bichinho e o gosto pela modalidade.

Provas Locais: É o futuro, se não voltarmos às provas locais/regionais a modalidade vai continuar a perder atletas, temos de criar um quadro competitivo de âmbito regional alargado para ter um quadro competitivo nacional forte, estável e participado.

Um desejo neste soprar das 25 velas.

J. G. - Qualidade nos eventos já temos, só falta mesmo é os participantes, portanto o meu desejo é
que o número de atletas aumente significativamente, caso contrário …


Saudações orientistas.

Joaquim Margarido

Sem comentários: