quinta-feira, 8 de outubro de 2015

6º Jogos Mundiais Militares do CISM: Russos dominam na Orientação



Disputadas que estão as duas provas individuais de Orientação dos 6º Jogos Mundiais Militares do CISM, Tatiana Ryabkina é, inquestionavelmente, a grande figura da competição. No setor masculino, Dmitriy Tsvetkov e Matthias Kyburz repartiram o ouro entre si.


Decorre desde o passado dia 02 de Outubro, na região de Mungyeong, na Coreia do Sul, a 6ª edição dos Jogos Mundiais Militares do CISM. Distribuído por oito municípios, no centro daquele país asiático, o evento abarca um conjunto de 24 modalidades distintas, envolvendo um total aproximado de 8.700 atletas em representação de 110 países. A Orientação volta a ser uma das modalidades representadas nos Jogos, tendo atraído a atenção de 204 atletas masculinos e femininos, envergando as cores das grandes potencias mundiais, como a Suécia, a Suiça, a Dinamarca ou a Rússia, ou de países menos conhecidos nestas andanças, casos da Georgia, da Indonésia ou dos Emiratos Árabes Unidos.

A competição arrancou ontem com a realização da prova de Distância Média, disputada nos arredores da Universidade Dongyang e envolvendo a participação de 141 atletas masculinos e 63 femininos. No setor masculino, a vitória sorriu de forma clara ao russo Dmitriy Tsvetkov com o tempo de 33:22, contra os 34:26 do seu compatriota Andrey Khramov. O suiço Matthias Kyburz concluiu na 3ª posição, a 1:10 do vencedor. No setor feminino, a Rússia ocupou igualmente as duas primeiras posições, com Tatiana Ryabkina a ser a mais rápida com o tempo de 35:20, relegando Yulia Novikova para a segunda posição com mais 1:05. Aija Skrastina, da Letónia, foi a terceira classificada a 2:03 da vencedora. Nesta prova vale a pena referir o surpreendente 10º lugar da coreana Soo Ji Park, à frente de atletas de superior nomeada.


Brasileiros em bom plano

No regresso aos terrenos em torno da Universidade de Dongyang, já hoje teve lugar a prova de Distância Longa, na qual Matthias Kyburz foi o mais rápido entre os 135 participantes masculinos. O atleta suiço concluiu o seu percurso creditado em 1:23:32, após luta titânica com o francês Frederic Tranchand, segundo classificado, a 1:05 do vencedor. Andrey Khramov foi o terceiro classificado, enquanto o polaco Wojciech Kowalski repetiu o quarto lugar alcançado na véspera. No setor feminino, entre 62 participantes, Tatiana Ryabkina e Yulia Novikova repetiram as posições alcançadas na véspera, ainda que a diferença entre ambas tenha sido hoje bastante mais dilatada. Ryabkina necessitou de 1:02:55 para completar a sua prova, contra 1:07:04 de Novikova. A medalha de bronze voltou a ir para a Letónia, desta feita graças ao desempenho de Laura Vike, terceira classificada com o tempo de 1:08:35. De referir que o somatório dos quatro melhores tempos de cada país na prova masculina e dos três melhores tempos na prova feminina permitiu gerar uma classificação coletiva, na qual a Rússia, em ambos os setores, foi uma convincente vencedora.

O Brasil fez deslocar à Ásia um conjunto de 10 atletas – seis masculinos e quatro femininos -, indo a nota de destaque para o 18º lugar alcançado hoje por Franciely de Siqueira Chiles. De referir que as brasileiras haviam estado já em plano de evidência no primeiro dia de provas, com três atletas no top25, enquanto no setor masculino vai valendo o excelente 23º lugar de Sidnaldo Farias Sousa na prova de Distância Longa como o melhor resultado alcançado até ao momento pelos atletas do país irmão. Coletivamente, o Brasil classificou-se na 9ª posição em masculinos e no 8º lugar em femininos na prova de hoje.

Toda a informação em http://cism-orienteering.com/.

[Foto: 2015-MWG / www.cism-orienteering.com]


Saudações orientistas.

Joaquim Margarido

Sem comentários: