quarta-feira, 19 de agosto de 2015

WMTBOC 2015: Depois da prata, o ouro para Luca Dallavalle e Martina Tichovska



Melhor do que a prata, só mesmo o ouro! Vinte e quatro horas após a conquista do segundo lugar na prova de Distância Média dos Campeonatos do Mundo de Orientação em BTT 2015, Luca Dallavalle e Martina Tichovska correram hoje para a vitória na prova Sprint, disputada em Turnov. Nos Mundiais de Juniores, Angus Robinson e Veronika Kubinova arrebataram a medalha de ouro.


O programa do segundo dia de competição dos Campeonatos do Mundo de Orientação em BTT 2015 foi todo ele dedicado às finais de Sprint. As imediações do Estádio Ludvík Daněk, em Turnov, foram palco de intensos duelos, com a indefinição quanto aos vencedores a permancer até ao derradeiro segundo. No escalão de Elite masculina, o italiano Luca Dallavalle foi o mais rápido, conquistando para o seu país uma medalha de ouro histórica, a primeira de sempre da Orientação em BTT italiana. Dallavalle já ontem tinha ameaçado o primeiro lugar, concluindo a prova de Distância Média de prata ao peito, a escassos cinco segundos do vencedor, o russo Anton Foliforov. Inconformado e combativo, o atleta italiano encarou a prova de hoje com determinação, evidenciando a "garra" que faz dele um grande campeão e levando de vencida o seu percurso com o tempo de 20:58.

Numa prova acesamente disputada - os dez primeiros classificados terminaram separados entre si por margens inferiores a um minuto -, o checo Vojtech Stránsky alcançou o segundo lugar, tendo gasto mais 4 segundos que o vencedor. A terceira posição coube ao Campeão Europeu em título, o estoniano Lauri Malsroos, com o tempo de 21:18. Com um total de quatro atletas nos dez primeiros lugares, a República Checa esteve em grande destaque no dia de hoje. Campeão do Mundo de Sprint em 2014 e grande estrela do primeiro dia dos Campeonatos, Anton Foliforov concluiu na 12ª posição com um tempo de 22:17. Quanto aos portugueses, Davide Machado voltou a ser o nosso melhor representante, terminando a sua prova no 35º lugar, a 2:35 de Dallavalle.


Tichovska também faz história

Conforme já referido, a história da prova feminina escreve-se exatamente com as mesmas palavras da prova masculina. Um registo de 21:52 foi quanto bastou para que Martina Tichovska conquistasse uma medalha de ouro também ela histórica, a primeira em Campeonatos do Mundo para a República Checa no setor feminino. Os 55 segundos de vantagem sobre a finlandesa Susanna Laurila, segunda classificada, são bem demonstrativos da supremacia da atleta checa, alias já evidenciada em Idanha-a-Nova, no passado mês de Junho, onde alcançou o título europeu de Sprint, impondo-se à tual líder do ranking mundia, a britânica Emily Benham. A terceira posição coube à sueca Cecilia Thomasson, com o tempo de 22:49, enquanto a finlandesa Marika Hara, Campeã do Mundo de Sprint em 2014, concluiu na 6ª posição. Com o tempo de 30:11, a que correspondeu o 43º lugar, Ana Filipa Silva foi a melhor representante portuguesa nesta prova.

Nos Mundiais de Juniores, o australiano Angus Robinson sagrou-se campeão do Mundo ao concluir a sua prova em 21:27, contra 21:48 do suíço Silvan Stettler. Com mais 36 segundos que Robinson, o sueco Oskar Sandberg - grande vencedor da prova de Distância Média disputada ontem e Campeão do Mundo de Sprint em 2014 - concluiu no terceiro lugar. Afonso Barreiros foi o melhor português, tendo terminado no 38º lugar com o tempo de 26:24. A prova feminina confirmou a checa Veronika Kubinova como a grande favorita, ela que defendia ante o seu público o título mundial conquistado no ano transato em Bialystok, Polónia. Recuperando do fracasso da prova de ontem, onde foi desqualificada, Kubinova vingou o segundo lugar dos Campeonatos da Europa ante Lou Denaix, vencendo com o tempo de 22:15. Denaix repetiu o segundo lugar da prova de Distância Média, tendo gasto mais 4 segundos que a vencedora. Também a russa Daria Mikryukova voltou a repetir a subida ao degrau mais baixo do pódio nestes Mundiais, quedando-se a 15 segundos de Kubinova. A terminar, como nota de curiosidade, referência especial para a medalha de ouro conquistada pelo australiano Angus Robinson, a primeira de sempre em termos absolutos dum atleta junior australiano em Campeonatos do Mundo. Também Silvan Stettler ofereceu à Orientação em BTT junior masculina da Suiça a sua primeira medalha de sempre da mais importante competição do calendário internacional de Orientação em BTT neste escalão.


Resultados

M21

1. Luca Dallavalle (Itália) 20:58 (+ 00:00)

2. Vojtech Stransky (República Checa) 21:02 (+ 00:04)

3. Lauri Malsroos (Estónia) 21:18 (+ 00:20)

4. Hans Jorgen Kvale (Noruega) 21:23 (+ 00:25)

5. Jussi Laurila (Finlândia) 21:26 (+ 00:28)

6. Frantisek Bogar (República Checa) 21:33 (+ 00:35)

(...)

35. Davide Machado (Portugal) 23:33 (+ 02:35)

43. Daniel Marques (Portugal) 24:21 (+ 03:23)

55. Carlos Simões (Portugal) 24:45 (+ 03:47)

58. João Ferreira (Portugal) 25:02 (+ 04:04)

66. Luis Barreiro (Portugal) 25:46 (+ 04:48)

77. Mario Guterres (Portugal) 27:08 (+ 06:10)


W21
1. Martina Tichovska (República Checa) 21:52 (+ 00:00)

2. Susanna Laurila (Finlândia) 22:47 (+ 00:55)

3. Cecilia Thomasson (Suécia) 22:49 (+ 00:57)

4. Emily Benham (Grã-Bretanha) 23:06 (+ 01:14)

5. Gaelle Barlet (França) 23:07 (+ 01:15)

6. Marika Hara (Finlândia) 23:12 (+ 01:20)

(...)

43. Ana Filipa Silva (Portugal) 30:11 (+ 08:19)

45. Susana Pontes (Portugal) 30:46 (+ 08:54) 

51. Tânia Covas Costa (Portugal) 33:41 (+ 11:49)


M20

1. Angus Robinson (Austrália) 21:27 (+ 00:00)
2. Silvan Stettler (Suiça) 21:48 (+ 00:21)

3. Oskar Sandberg (Suécia) 22:00 (+ 00:33)

4. Vyacheslav Chernykh (Rússia) 22:07 (+ 00:40)
5. Matej Muller (Eslováquia) 22:12 (+ 01:45)

6. Vaclav Snuparek (República Checa) 22:37 (+ 01:10)
(...)

38. Afonso Barreiros (Portugal) 26:24 (+ 04:57)
43. Paul Roothans (Portugal) 27.04 (+ 05:37)
48. Duarte Lourenço (Portugal) 28:00 (+ 06:33)
57. Diogo Barradas (Portugal) 31:52 (+ 10:25)

André Ramalho (Portugal) mp

W20

1. Veronika Kubinova (República Checa) 22:15 (+ 00:00)

2. Lou Denaix (França) 22:19 (+ 00:04)

3. Darya Mikryukova (Rússia) 22:30 (+ 00:15)

4. Constance Devillers (França) 22:59 (+ 00:44)

5. Doris Kudre (Estónia) 23:29 (+ 01:14)

5. Viktorija Michnovic (Lituânia) 23:29 (+ 01:14)


Resultados completos e demais informações em http://www.wmtboc2015.cz/.


Saudações orientistas.

Joaquim Margarido

1 comentário:

Dani disse...

Obrigado ao Joaquim Margarido pela excelente cobertura jornalística deste mundial de Ori-BTT. Queria chamar a atenção por esta prova representar um marco histórico para a modalidade, dado que houve uma cobertura televisiva em directo num canal público checo que durou quase 2 horas. Deixo também o reparo que o Paul Roothans não fez mp e ficou em no lugar 43 a 5,37 do primeiro lugar.