sábado, 22 de agosto de 2015

WMTBOC 2015: Áustria e Finlândia vencem Estafeta



A grande surpresa estava guardada para o último dia dos Campeonatos do Mundo de Orientação em BTT 2015. Com uma prestação a todos os títulos brilhante, a Áustria conquistou o título mundial de Estafeta masculina, naquela que foi a mais disputada final de sempre. No setor feminino a vitória coube à Finlândia, enquanto nos Mundiais de Juniores a França foi a grande vencedora em ambos as categorias.


Conferindo aos Campeonatos do Mundo de Orientação em BTT 2015 a grande nota de sensação, a Áustria foi a grande vencedora da prova de Estafeta masculina, que teve lugar esta manhã. Começaram melhor os checos, por intermédio de Frantisek Bogar, ante a forte oposição de russos, finlandeses, austríacos e... portugueses. Com efeito, Davide Machado teve uma prestação brilhante neste primeiro percurso, passando o testemunho a Daniel Marques na segunda posição, a escassos 36 segundos da liderança. No lote dos cinco primeiros, só Marques soçobrou no segundo percurso, pelo que a decisiva manga oferecia a perspetiva duma intensa luta pelo ouro entre finlandeses, checos e russos, com a Áustria a ser a grande outsider nesta emocionante Estafeta. Portugal ocupava então a sexta posição, com uma vantagem de 3:59 sobre a Estónia, campeã do mundo em título e agora sétima classificada.

Mas foi precisamente a Áustria a dar a nota de sensação e a cotar-se como a grande surpresa dos Campeonatos. Andreas Waldmann - agora a cumprir a sua primeira época no seio da Elite, depois de em 2014 se ter sagrado Campeão do Mundo Junior de Distância Longa - soube aguentar a pressão de ter atrás de si nomes como os do checo Vojtech Stransky, do finlandês Jussi Laurila e do russo Anton Foliforov, correndo o derradeiro percurso sempre no limite e concluindo com uma mais que saudada vitória em 2:32:15, contra 2:32:23 da Rússia e 2:32:26 da Finlândia. Onze segundos apenas a separar os três primeiros classificados, naquela que se torna na mais disputada final de Estafeta masculina em treze edições dos Campeonatos do Mundo, dão à Áustria um título saboroso e particularmente merecido. Portugal conlcuiu no 7º lugar, a 15:38 da Áustria, alcançando desta forma o seu melhor resultado de sempre na Estafeta em Campeonatos do Mundo.


Finlândia recupera título mundial feminino

No setor feminino, a Suécia jogou a sua maior cartada no primeiro percurso, com Cecilia Thomasson a ser a mais rápida entre as 19 atletas que alinharam à partida. Todavia, Sanna Wallenborg rapidamente se deixou ultrapassar pelas suas adversárias mais diretas, com a Rússia e a República Checa a anularem a desvantagem superior a um minuto que tinham à partida para o segundo percurso. À russa Anastasiya Bolshova e à checa Marie Brezinova viria a junatr-se pouco depois a finlandesa Marika Hara, mercê duma prestação exímia, a ganhar quase três minutos às suas adversárias e a lançar Susanna Laurila na liderança da prova à partida para o decisivo percurso. Grandes figuras da final de Distância Longa, onde arrecadaram as duas primeiras posições, a checa Martina Tichovska e a russa Svetlana Poverina não foram capazes, no derradeiro percurso, de anular a diferença que as separava da finlandesa, restando-lhes a discussão da medalha de prata, com Poverina a levar a melhor após vigoroso sprint. No final, vitória da Finlândia em 2:08:19, que recupera assim o título que lhe fugira em 2014, precisamente para a Rússia.

O Campeonato do Mundo de Juniores de Orientação em BTT JWMTBOC 2015 teve na França o denominador comum no tocante ao vencedor das categorias masculina e feminina. Vitórias por margens confortáveis, em ambos os casos sobre a Rússia, com Finlândia em masculinos e Suécia em femininos a ocuparem o terceiro lugar das respetivas tabelas. Muito disputada no início, a prova masculina teve no francês Samson Deriaz a grande figura, ao afastar-se significativamente da concorrência no segundo percurso, abrindo a vitória a um Florian Pinsard que não se fez rogado. Nas senhoras, o segundo percurso de Constance Devillers também foi decisivo, mas Lou Denaix, com um começo fulgurante, fui igualmente importante na vitória das francesas, que Lou Garcin se encarregou de confirmar.


Resultados

M21
1. Áustria (Kevin Haselsberger, Bernhard Schachinger e Andreas Waldmann) 2:32:15 (+ 00:00)
2. Rússia (Ruslan Gritsan, Valerii Glukhov e Anton Foliforov) 2:32:23 (+ 00:08)
3. Finlândia (Pekka Niemi, Samuli Saarela e Jussi Laurila) 2:32:26 (+ 00:11)
4. República Checa (Frantisek Bogar, Marek Pospisek e Vojtech Stransky) 2:35:06 (+ 02:51)
5. França (Yoann Garde, Clement Souvray e Baptiste Fuchs) 2:35:58 (+ 03:43)
6. Estónia (Tõnis Erm, Margus Hallik e Lauri Malsroos) 2:42:00 (+ 09:45)
7. Portugal (Davide Machado, Daniel Marques e Carlos Simões) 1:47:53 (+ 15:38)

W21
1. Finlândia (Ingrid Stengard, Marika Hara e Susanna Laurila) 2:08:19 (+ 00:00)
2. Russia (Tatiana Repina, Anastasiya Bolshova e Svetlana Poverina) 2:09:45 (+ 01:26)
3. República Checa ( Renata Paulickova, Marie Brezinova e Martina Tichovska) 2:09:51 (+ 01:32)
4. França (Nicole Hueber, Hana Garde e Gaëlle Barlet) 2:15:17 (+ 06:58)
5. Dinamarca (Nina Hoffman, Caecilie Christoffersen e Camilla Soegaard) 2:20:48 (+ 12:29)
6. Lituânia (Asta Simkoniene, Ramune Arlauskiene e Algirda Zaliauskaite) 2:24:23 (+ 16:04)
(…)
14. Portugal (Susana Pontes, Ana Filipa Silva, Tânia Covas Costa) 2:58:20 (+ 50:01)

M20
1. França (Antoine Vercauteren, Samson Deriaz e Florian Pinsard) 2:33:38 (+ 00:00)
2. Rússia (Leonid Tsvetkov, Alexander Kulgaviy e Vyacheslav Chernykh) 2:36:16 (+ 02:38)
3. Finlândia (Sakari Puolakanaho, Miska Tervala e Sauli Pietikainen) 2:36:50 (+ 03:12)
4. República Checa (Vaclav Snuparek, Matyas Ludvik e Michael Nemet) 2:41:48 (+ 08:10)
5. Eslováquia (Matej Muller, Teodor Takac e Andrej Cully) 2:48:10 (+ 14:32)
6. Suécia (Filip Bergstrom, Oskar Sandberg e Pontus Kullin) 2:50:26 (+ 16:48)
(…)
Portugal (Paul Roothans, Duarte Lourenço e Diogo Barradas) mp

W20
1. França (Lou Denaix, Constance Devillers e Lou Garcin) 2:31:46 (+ 00:00)
2. Russia (Olga Mikhaylova, Alena Fedoseeva e Darya Mikryukova) 2:32:38 (+ 00:52)
3. Suécia (Rebecka Hylander, Elvira Larsson e Kajsa Engstrom) 2:39:29 (+ 07:04)
4. Finlândia (Jutta Nurminen, Helena Hakala e Essi Hakala) 2:41:09 (+ 09:23)
5. República Checa (Andrea Kamenikova, Barbora Kohoutova e Veronika Kubinova) 2:48:21 (+ 16:35)
6. Áustria (Lea Hnilica, Julia Ritter e Antonella Fantoni) 2:53:38 (+ 21:52)

Resultados completos e demais informações em www.wmtboc2015.cz/.


Saudações orientistas.

Joaquim Margarido

Sem comentários: