domingo, 5 de julho de 2015

WTOC 2015: Ouro no PreO para Michele Cera e Vladislav Vovk



Michele Cera e Vladislav Vovk são os novos Campeões do Mundo de PreO, nas Classes Aberta e Paralímpica, respetivamente. Na competição por equipas, a Ucrânia foi mais forte, arrebatando o título à Croácia.


A vertente competitiva dos Campeonatos do Mundo de Orientação de Precisão WTOC 2015 teve o seu ponto final em Blato, no sudoeste de Zagreb, com a disputa dos títulos de PreO nas Classes Aberta e Paralímpica e também Por Equipas. Depois duma jornada muito dura, na floresta de Sesvete, devido às condições do terreno, a decisiva jornada viria a honrar a organização croata destes Campeonatos do Mundo, com uma prova magnífica, em terrenos de eleição e com desafios de grande craveira, com tudo para agradar a todos.

Na Classe Aberta, o italiano Michele Cera foi o único a lograr um score de 25 pontos em 26 possíveis no primeiro dia de competição, partindo para esta decisiva jornada com um escasso ponto de vantagem sobre um lote de 7 competidores, entre os quais os Campeões do Mundo de PreO e de TempO em 2014, respetivamente Guntars Mankus (Letónia) e Martin Jullum (Noruega). A verdade é que o italiano revelou, para além da sua qualidade técnica, ter nervos de aço, fazendo o pleno de 26 respostas corretas e oferecendo à Itália o seu segundo título mundial de PreO, o primeiro na Classe Aberta. Com menos um ponto, o finlandês Antti Rusanen e o norueguês Martin Jullum foram os segundo e terceiro classificados, com o acerto nos pontos cronometrados a fazer a diferença entre ambos. O finlandês Marko Määtälä concluiu na quarta posição, a dois pontos de Cera. Entre o quinto e o nono lugar classificaram-se cinco atletas, todos eles campeões do mundo em edições anteriores: o ucraniano Vitalii Kyrychenco (Hungria, 2009), o letão Guntars Mankus (Itália, 2014), a alemã Anne Straube ( República Checa, 2008), o finlandês Jari Turto (Finlândia, 2013) e o sueco Stig Gerdtman (Noruega, 2010 e Escócia, 2012). O português Luís Gonçalves concluiu no 13º posto com os mesmos pontos do 8º classificado, mas fortemente penalizado pelo desacerto nos pontos cronometrados.

A Ucrânia alcançou a sua primeira medalha de ouro na Classe Paralímpica graças à excelente prestação de Vladislav Vovk. Campeão do Mundo desta classe em 2010 e 2012, o sueco Ola Jansson entrou com o pé direito na competição, mas foi incapaz de manter a liderança face aos quatro pontos falhados na etapa decisiva. Quem não esteve pelos ajustes e se revelou 100% certeiro foi o ucraniano, arrecadando assim um título que viria a revelar-se histórico para a Orientação de Precisão daquele País do Leste europeu. Com menos um ponto, o croata Ivica Bertol garantiu o segundo lugar, enquanto a terceira posição coube ao dinamarquês Søren Saxtorph, com menos dois pontos que o vencedor. A três pontos do vencedor, Ola Jansson viria a ocupar a quarta posição enquanto em quinto lugar ficou o Campeão do Mundo em 2014, o sueco Michael Johansson. Campeão do Mundo em 2013, a checa Jana Kosťová concluiu no sexto lugar com 44 pontos. As prestações de Vovk e Bertol foram determinantes no apuramento do vencedor da competição por equipas, com a Ucrânia a chegar ao ouro e a recuperar um título que lhe fugira nos cinco anos anteriores. Croácia em segundo e Finlândia em terceiro fecharam um pódio onde a grande ausente foi a Suécia, depois de quatro medalhas de ouro, três de prata e duas de bronze conquistadas nas últimas nove edições dos Mundiais.


Resultados

Classe Aberta
1. Michele Cera (Itália) 51/52 pontos (193 segundos)
2. Antti Rusanen (Finlândia) 50/52 pontos (65,5 segundos)
3. Martin Jullum (Noruega) 50/52 pontos (189 segundos)
4. Marko Määtälä (Finlândia) 49/52 pontos (100,5 segundos)
5. Vitalii Kyrychenko (Ucrânia) 49/52 pontos (136,5 segundos)
6. Guntars Mankus (Letónia) 49/52 pontos (143,5 segundos)
7. Anne Straube (Alemanha) 49/52 pontos (256 segundos)
8. Jari Turto (Finlândia) 48/52 pontos (94 segundos)
9. Stig Gerdtman (Suécia) 48/52 pontos (101,5 pontos)
10. Christian Gieseler (Alemanha) 48/52 pontos (127 segundos)

Classe Paralímpica
1. Vladislav Vovk (Ucrânia) 49/52 pontos (398,5 segundos)
2. Ivica Bertol (Croácia) 48/52 pontos (114 segundos)
3. Søren Saxtorph (Dinamarca) 47/52 pontos (262,5 segundos)
4. Ola Jansson (Suécia) 46/52 pontos (138 segundos)
5. Michael Johansson (Suécia) 45/52 pontos (113 segundos)
6. Jana Kosťová (República Checa) 44/52 pontos (230 segundos)
7. Pekka Seppa (Finlândia) 44/52 pontos (317 segundos)
8. Guntis Jakubovskis (Letónia) 42/52 pontos (153,5 segundos)
9. Dmitry Kucherenko (Rússia) 42 pontos (156,5 pontos)
10. Pavel Shmatov (Rússia) 42 pontos (190,5 pontos)

Competição Por Equipas
1. Ucrânia 77/78 pontos (174 segundos)
2. Croácia 74/78 pontos (89 segundos)
3. Finlândia 74/78 pontos (159 segundos)
4. República Checa 72/78 pontos (62,5 pontos)
5. Suécia 70/78 pontos (69 segundos)
6. Letónia 70/78 pontos (88 segundos)

Resultados completos e demais informação em www.wtoc2015.org.


Saudações orientistas.

Joaquim Margarido

Sem comentários: