sábado, 18 de julho de 2015

I Rogaine Jogos do Sado: Sucesso!



Com as vitórias das turmas EN, Tãlentos Team e Desorientadas, respetivamente em Séniores Masculinos / Misto, Veteranos I Masculinos / Misto e Veteranos I Femininos, chegou ao fim o I Rogaine Jogos do Sado. Chamando ao Parque Natural da Arrábida um total de sete dezenas de participantes, o evento redundou, segundo a organização, num sucesso.


Recuperando um pouco da história dos Jogos do Sado e daquilo que eles representam no contexto da sociedade setubalense, importa referir, desde já, que se trata dum programa anual da Câmara Municipal de Setúbal cujo objetivo é, em articulação com o tecido associativo - preferencialmente local (clubes) ou nacional (associações e federações) -, promover e dinamizar o desporto no concelho através da organização conjunta de eventos de âmbito diverso. Sem prejuízo de outros, a Serra da Arrábida e o Estuário do Sado são os palcos por excelência da maioria dos eventos.

Modalidade com alguma expressão e estima nesta região, a Orientação já teve, nas primeiras edições dos Jogos do Sado, alguns eventos mas, com o empobrecimento do tecido associativo local no que à modalidade diz respeito, a mesma saiu do programa. Este ano, até como forma de capitalizar e dar resposta à enorme procura que as atividades de Corrida de Montanha, organizadas ou espontâneas, têm conhecido nesta região e um pouco por todo o lado, optaram os responsáveis pela organização dos Jogos do Sado por recuperar a Orientação para o programa, mas desta vez na sua vertente Rogaine. Esta intenção encontrou uma boa resposta por parte da Federação Portuguesa de Orientação, que pretende igualmente explorar novos modelos de implementação da modalidade, tendo o evento sido incluído no calendário oficial da FPO. A organização esteve, pois, a cargo da Federação Portuguesa de Orientação, Associação de Deficientes das Forças Armadas e Câmara Municipal de Setúbal, com o apoio das empresas Águas do Sado (para todo o programa dos Jogos do Sado) e 100Entrada (para este e alguns outros eventos).


Em busca de novos praticantes

Ainda pouco praticado no nosso país - esta terá sido das primeiras organizações em Portugal e quiçá a mais participada – o Rogaine permite aos amantes do Trail e afins associar um desafio extra à sua atividade habitual de Corrida de Montanha, sem que tal se apresente demasiado condicionante uma vez que, atendendo à natureza da atividade e características do mapa, a orientação é “grosseira”, permitindo simultaneamente ao amantes da Orientação um desafio físico extra já que a extensão e duração da prova são muito maiores do que aquilo que encontram numa prova de Orientação em formato tradicional. Por outro lado, o facto de se tratar de uma prova de equipas e de um percurso de “score” de escolha livre, em que a estratégia não assume menor importância do que a condição física ou capacidade de orientação, traz ainda um aporte suplementar de interesse e motivação. Foi nestes aspetos, e na continua aproximação dos cidadãos amantes da prática desportiva aos espaços naturais, neste caso ao Parque Natural da Arrábida, que a organização apostou ao avançar com este evento.

Para além do que se infere do atrás exposto, era também objetivo cativar um número interessante de praticantes não filiados na FPO, por forma a que mais uma atividade de Orientação não tivesse como usufrutuários apenas os “suspeitos do costume”, mas sim outras pessoas para quem a participação no evento pudesse eventualmente abrir novos horizontes.


Desafios

O I Rogaine Jogos do Sado contou com a participação de 25 equipas (das 28 inscritas), num total de 70 pessoas. Refira-se ainda a participação de três elementos extracompetição da seleção nacional de Ori-BTT como forma de preparação para as próximas competições internacionais. Destas 70 pessoas, mais de metade não eram filiados na FPO.

A prova mostrou-se bastante bem dimensionada – mérito do traçador, Alexandre Reis (!) - já que, como é normal nestas circunstâncias, apontava-se para que os vencedores ficassem próximos do máximo possível de pontuação, sem contudo conseguirem atingi-la, e assim serem todos obrigados a implementar uma estratégia que não passasse apenas pela definição da ordem de realização dos CPs. E de facto verificou-se que a equipa vencedora totalizou 1250 pontos nos 1420 possíveis, tendo gasto 3h50’36” das 4 horas de tempo limite.


Em tempo de balanço

Terminada a prova, Ricardo Chumbinho procedeu ao respetivo balanço: “Considerando a avaliação que fazemos da forma como decorreu, a resposta em termos de participação e os testemunhos recolhidos no local e posteriormente nas redes sociais, estamos bastante satisfeitos com o que se passou no Parque Natural da Arrábida. Embora considerando haver “alguns aspetos a melhorar na próxima edição”, não deixa de sublinhar o sucesso da actividade e adianta: “Estão já pensados os locais de partida, chegada, concentração, abastecimento e jantar da edição de 2016, ano em que Setúbal será Cidade Europeia do Desporto”. E é já com os olhos postos em 2016 que deixa uma última ideia: “Sobra ainda, desta edição, a evidência de que é perfeitamente possível ter as vertentes Pedestre e BTT numa prova de Rogaine, algo em que provavelmente iremos apostar na edição do próximo ano”, conclui.

O evento terminou da melhor maneira com a entrega de prémios e jantar de convívio no muito aprazível Parque Urbano de Albarquel, já a entrar pela noite, com uma espetacular vista para o Estuário do Sado e para a Península de Troia, temperada por uma agradável brisa marítima vinda do Sado e música ao vivo na esplanada mesmo ali ao lado.


Resultados

Séniores Masculinos / Misto
1. EN – 1180 pontos
2. PB – 1100 pontos
3. Clube de Praças da Armada – 1020 pontos
4. Run Together Dream Team – 770 pontos
5. 5 trinta – 570 pontos

Veteranos I Masculinos / Misto
1. Tãlentos Team – 1250 pontos
2. CORRERPORTUGAL.NET – 1160 pontos
3. Os ama dores – ATV – 1000 pontos
4. ATV / COALA – 840 pontos
5. CBSS – 840 pontos

Veteranos I Femininos
1. Desorientadas – 820 pontos
2. As miúdas – 520 pontos

Resultados completos e demais informações em http://i-rogaine-jogos-do-sado.webnode.pt/.

[O Orientovar expressa o seu especial agradecimento ao professor Ricardo Chumbinho pelas informações e impressões partilhadas e ao Daniel Marques, autor da foto que ilustra este artigo]


Saudações orientistas.

Joaquim Margarido

Sem comentários: