sábado, 2 de maio de 2015

Taça do Mundo de Orientação em BTT 2015: "Bis" de Emily Benham e portugueses com boa prestação



A cidade húngara de Várgesztes é palco por estes dias da primeira ronda da Taça do Mundo de Orientação em BTT 2015. Dominando por completo as duas etapas individuais, a britânica Emily Benham é a grande figura da competição, enquanto nos homens sobressaem o finlandês Jussi Laurila e o francês Baptiste Fuchs. Portugal está representado por João Fereira e Mário Guterres e os resultados alcançados são altamente meritórios.


A Taça do Mundo de Orientação em BTT 2015 conhece este fim de semana o primeiro dos três grandes momentos agendados para a presente temporada. Na cidade húngara de Várgesztes, 75 quilómetros a Oeste da capital Budapeste e não muito longe do Lago Balatón, um dos “santuários” da Orientação em BTT mundial, disputa-se a primeira ronda da competição que atrai um total de 106 atletas de Elite, 72 masculinos e 34 femininos. A presença de todos os atletas do top10 mundial masculino e de 8 atletas do top 10 feminino – Olga Vinogradova (Rússia) e Susanna Laurila (Finlândia) são notadas ausências – dá bem a noção da qualidade competitiva desta ronda, valorizada por percursos de enorme exigência física e técnica em terrenos de eleição. Só as condições atmosféricas se mostraram avessas e a lama foi, sobretudo no dia de hoje, um inimigo de grandeza superior.

A prova de Distância Longa que abriu ontem a competição trouxe com ela a espetacularidade duma saída em massa, superiormente refletida no vídeo de Daniel Marosffy e que pode ser visto em https://youtu.be/xB9HAUeiSRg. Tratou-se duma prova muito disputada, particularmente no setor masculino, com a vitória a ser discutida ao sprint entre Anton Foliforov e Jussi Laurila. Líder do ranking mundial, o russo ainda conseguiu ser o primeiro a controlar no último ponto, mas a força e vigor do finlandês vieram ao de cima no corredor de chegada, com Laurila a registar no final o tempo de 1:26:29 para 23,6 km de prova, contra 1:26:33 de Foliforov. Tratou-se dum regresso às vitórias na Taça do Mundo de Orientação em BTT, quase dois anos depois do jovem atleta finlandês se ter sagrado Campeão Europeu de Distância Longa, na Polónia, também aí numa saída em massa. Na terceira posição classificou-se o austríaco Kevin Haselsberger, a 1:02 do vencedor e apenas 2 segundos à frente do francês Yoann Garde

A britânica Emily Benham foi a grande vencedora da prova feminina, abrindo da melhor forma a sua participação na Taça do Mundo de Orientação em BTT 2015, à semelhança do que tinha acontecido na temporada passada. Emily necessitou de 1:17:47 para cumprir os 18,2 km do seu percurso, deixando atrás de si a finlandesa Ingrid Stengard, com mais 42 segundos. A russa Svetlana Poverina foi a terceira classificada enquanto a líder do ranking mundial, a finlandesa Marika Hara, se quedou pela sétima posição.


Baptiste Fuchs “estreia-se” a vencer na Taça do Mundo

Na etapa de Distância Média que preencheu o programa do dia de hoje, voltou a ver-se Emily Benham subir ao lugar mais alto do pódio, mercê dum rotundo triunfo em 56:44 para 10,7 km de prova. A vitória da britânica foi alcançada no dia do seu 26º aniversário, com a atleta a fazer questão de vincar isso mesmo nas redes sociais e a partilhar o acontecimento com “o nascimento do Bebé Real”. Nas posições imediatas classificaram-se três atletas finlandesas, com destaque para o segundo lugar de Antonia Haga, 21ª classificada do ranking mundial e que alcançou aqui o seu melhor resultado de sempre em etapas pontuáveis para a Taça do Mundo de Orientação em BTT. Ingrid Stengard e Marika Hara foram as 3ª e 4ª classificadas, respetivamente, enquanto a francesa Gaëlle Barlet repetiu o 5º lugar alcançado na véspera.

No setor masculino, o francês Baptiste Fuchs alcançou a sua primeira vitória em etapas pontuáveis para a Taça do Mundo de Orientação em BTT, impondo-se à concorrência com um tempo de 52:09 para 12,0 km de prova. Vice-Campeão do Mundo de Distância Longa em título, Fuchs bateu a grande figura do dia de ontem, Jussi Laurila, pela folgada margem de 1:21, enquanto o lituano Jonas Maišelis continua a chamar sobre si as atenções – o seu quarto lugar na etapa de Distância Longa dos Campeonatos do Mundo de Orientação em BTT 2014 foi uma das grandes surpresas da competição -, e foi o terceiro classificado, perdendo por um escasso segundo o particular duelo que travou com Laurila. Anton Foliforov concluiu na 5ª posição, com mais 1:54 que o vencedor.


Portugueses com resultados meritórios

Entre os portugueses, o destaque vai para João Ferreira, com dois resultados na primeira metade da tabela e alguns preciosos pontos conquistados em termos de ranking da Taça do Mundo. O atleta português foi hoje o 25º classificado, a 8:02 de Baptiste Fuchs, depois de ontem ter alcançado a 33ª posição, com mais 13:26 que Jussi Laurila. Relativamente à prova de ontem, o atleta deixou mensagem no Facebook onde refere ter percebido rapidamente que “a cabeça queria muito, mas as pernas (cansaço) não iam ajudar”. Tecnicamente, o atleta terá perdido 3:30 em duas más opções, o que não o impediu de concretizar um primeiro objetivo e que era “a primeira metade da tabela”. Primeira metade da tabela que Mário Guterres conseguiu alcançar no dia de hoje, ao terminar no 34º lugar a 9:34 do vencedor. Ontem a prova não terá sido tão bem sucedida, com o 63º lugar final do nosso atleta a espelhar isso mesmo.

Com João Ferreira e Mário Guterres já de regresso a Portugal, a primeira ronda da Taça do Mundo de Orientação em BTT encerra amanhã com a realização da Estafeta Mista, na qual tomarão parte um total de 27 equipas. Mais informações e resultados completos em http://www.mtbo.hu/wc2015.php.

[Foto: Svetlana Poverina / facebook.com/sveta.poverina]


Saudações orientistas.

Joaquim Margarido

Sem comentários: