quinta-feira, 7 de maio de 2015

Duas ou três coisas que eu sei dela...



1. Após as vitórias de Baptiste Fuchs, Jussi Laurila e Emily Benham, esta por duas vezes, nas etapas individuais da primeira ronda da Taça do Mundo de Orientação em BTT 2015, a competição encerrou com a realização da Estafeta Mista, na qual se assistiu a um duelo aceso pela vitória entre as turmas da França e da Finlândia. Começou melhor a Finlândia, com Ingrid Stengard a impor-se a Hana Garde por 19 segundos, margem encurtada para três segundos apenas por Baptiste Fuchs no segundo percurso, após duelo travado com Pekka Niemi. No “tudo por tudo”, Cédric Beill não esteve com meias medidas e bateu inapelavelmente o finlandês Jussi Laurila. Os franceses registaram no final um tempo de 2:50:17, contra 2:50:39 dos finlandeses. A República Checa ainda chegou a acalentar a ilusão de chegar à vitória, depois de se bater ombro a ombro com franceses e finlandeses nos dois primeiros percursos, mas Frantisek Bogar foi impotente na terceira manga para segurar a pedalada dos seus adversários e os checos quedaram-se pelo terceiro lugar, a 3:16 dos vencedores. Áustria, Russia e Lituânia ocuparam as posições imediatas. Mais informações e resultados completos em http://www.mtbo.hu/wc2015.php.


2. A soprar 25 velas, o clube AROMON – Montañeiros de Pontevedra – A Roelo leva a efeito, em parceria com a Federação Espanhola de Orientação, Federação Galega de Orientação, Federação Portuguesa de Orientação e Conselho Superior dos Desportos de Espanha, o Troféu “PONTEaORIENTAR 2015”. Pontuável para a Liga Espanhola e Taça de Portugal de Orientação Pedestre 2015, o evento encerra ainda a realização do XXIII Campeonato Ibérico Feminino de Orientação Pedestre e tem lugar em Pontevedra, nos próximos dias 09 e 10 de maio. Distância Média no sábado e Distância Longa no domingo são os títulos em disputa para as classes D16, D18, D20, DElite, D35, D40, D45, D50, D55, D60, D65, D70. Também no sábado tem lugar a prova de Sprint, com o respectivo título em jogo nos escalões de D16, D20, DElite, D35 e D50. São em número de 117 os atletas portugueses que se preparam para rumar à Galiza, com Beatriz Sanguino (CPOC), Inês Gonçalves (Ori-Estarreja), Daniela Pires (ADFA), Patrícia Casalinho (COC), Susana Pontes (COC), Ana Casal (Ori-Estarreja), Luísa Mateus (COC), Margarida Rocha (GD4C) e Maria São João (CLAC) a defenderem os títulos alcançados na temporada transacta. Saiba mais sobre o evento em http://aromon.es/eventos/ori/cto-iberico/.


3. Consumada a realização da 4ª etapa, em Gouveia, já se encontra disponível no site da FPO o Ranking atualizado da Taça de Portugal de Orientação de Precisão Invacare 2015. Plagiando Nuno Pires, a competição “está verdadeiramente ao rubro e quase que dá vontade de abrir um site de apostas...” No que respeita à classe Paralímpica, destaca-se a subida de Ricardo Pinto ao segundo lugar, apesar da distância que o separa ainda de Júlio Guerra. Esta situação é resultado da ausência de Ricardo Pinto em Coruche, apesar da média dos dois atletas ser muito aproximada, perspetivando um “mano a mano” muito interessante lá mais para a frente, na altura de começar a “deitar fora” as provas. Na Classe Aberta, esta prova trouxe Edgar Domingues para o segundo lugar da Taça de Portugal, por troca com a sua irmã Inês Domingues. Destaque para Claúdio Tereso que recuperou terreno para os primeiros, apesar de manter a 5ª posição. Fazendo uso, novamente, dos apontamentos de Nuno Pires, “numa analogia com o ciclismo, neste momento temos um 'fugitivo', Luis Gonçalves e dois grupos perseguidores, já que entre Edgar Domingues e Cláudio Tereso, 2º e 5º classificados, há apenas 24 pontos de diferença, e antes do pelotão, há outro grupo, com Joaquim Margarido, Acácio Porta Nova, Grigas Piteira e Ana Porta Nova, todos separados por menos de três pontos.” A fechar o top 10, claramente ainda na corrida pela Taça de Portugal, está João Pedro Valente, que apesar de ter menos uma prova, tem a segunda melhor média. Para uma análise detalhada ao Ranking, consulte a página da FPO em http://www.orioasis.pt/oasis/rankings/cache/TPInvacareOPrecisao2015.54.pdf.


4. Pelo segundo ano consecutivo, o Mundo correu por aqueles que não podem na Wings for Life World Run, a única corrida global e simultânea da história. A ação teve lugar no passado domingo, dia 3 de maio e contou com mais de 100 mil participantes espalhados por 35 localizações dos seis continentes. Sob condições tão diversas como os mais de 40 graus, na Índia, ou os menos de dez, na Noruega e Rússia, os participantes voltaram a evidenciar grande empenho, tanto no campo desportivo, como no apoio à causa da cura das lesões na espinal-medula. Em Portugal a partida foi dada do Porto, onde nem a chuva travou o entusiasmo de um pelotão com 914 atletas de 18 nacionalidades. Doroteia Peixoto e Daniel Pinheiro foram os Campeões Nacionais, enquanto que o Campeão Global de 2014, o etíope Lemawork Ketama, revalidou o título depois de correr uns incríveis 79,90 quilómetros. No nosso país registou-se a estreia de participantes em cadeiras de rodas, sendo um deles Ricardo Pinto - o atleta paralímpico do DAHP e o mais internacional dos atletas portugueses na disciplina de Orientação de Precisão -, que aqui fez equipa com Carlos Lopes, alinhando pela equipa AMINHACORRIDA/SKECHERS. Apesar das adversidades da prova, a “dupla” conseguiu resistir 27,00 km até se ver alcançada pelo carro-meta. Parabéns!

[Foto: Árpád Kocsik / plus.google.com/photos/+ÁrpádKocsik]


Saudações orientistas.

Joaquim Margarido

Sem comentários: