quinta-feira, 12 de fevereiro de 2015

WSOC 2015: Lars Moholdt conquista medalha histórica



A jogar em casa, a Noruega fez a festa no terceiro dia dos Campeonatos do Mundo de Orientação em Esqui WSOC 2015, graças ao triunfo de Lars Moholdt naquela que é a medalha de ouro nº 1000 da história da Orientação norueguesa. No sector feminino, o azul e amarelo da Suécia sobressaiu – por bons e menos bons motivos (!) - com Josefine Engstrom a ser a grande vencedora.


Chama-se Lars Moholdt e é o herói do dia na Noruega, país onde decorrem os Campeonatos do Mundo de Orientação em Esqui WSOC 2015. Numa exigente Distância Longa com 28 pontos de controlo e 20,8 km, o norueguês soube contrariar o favoritismo de nomes sonantes como os de Andrey Lamov, Erik Rost ou Peter Arnesson, registando no final o tempo de 1:31:20 e conquistando o primeiro título individual da sua carreira em Campeonatos do Mundo. Mas esta vitória tem ainda um outro cunho histórico, sendo a medalha de ouro nº 1000 da história da Orientação naquele País da Escandinávia desde que há registos, ou seja, desde 1870. Com o seu nome gravado a ouro nas duas etapas iniciais destes Campeonatos do Mundo, o russo Andrey Lamov teve de se contentar hoje com a medalha de prata, a 52 segundos do vencedor. Na terceira posição, com o tempo de 1:33:12, quedou-se o finlandês Staffan Tunis. Campeão Europeu de Distância Longa em título, o sueco Erik Rost não foi além do 9º lugar, a 3:43 de Moholdt.

No sector feminino, a sueca Tove Alexandersson foi a mais rápida, mas não conseguiu traduzir em ouro a sua superioridade sobre a concorrência, quedando-se desclassificada por ter atravessado uma área interdita. A vitória acabou por sorrir a outra representante da Suécia, Josefine Engstrom, que completou o seu percurso de 14,1 km e 18 pontos de controlo com um tempo de 1:12:00 e conquistou o título que faltava no seu currículo. Mira Kaskinen, da Finlândia, gastou mais 36 segundos e conclui no segundo lugar, enquanto a russa Kseniya Tretyakova foi terceira, a 2:04 da vencedora. Medalha de ouro na etapa de Distância Longa dos Europeus de Lenzerheide, a russa Tatyana Oborina terminou a sua prova no 5º lugar, com mais 2:36 que Engstrom.

No Campeonato do Mundo de Juniores JWSOC 2015, disputaram-se igualmente as finais de Distância Longa, com o finlandês Aleksi Karpinen a bater o grande vencedor da prova de Sprint disputada ontem, o russo Vladislav Kiselev, e a chegar ao ouro no sector masculino. No sector feminino, a sueca Isabel Salen concluiu na primeira posição. Também tiveram lugar na manhã de hoje as finais de Distância Longa do Europeu de Jovens EYSOC 2015, com vitórias do sueco Henning Sjökvist e da finlandesa Liisa Nenonen. Sjökvist “bisou”, depois de já ontem ter chegado ao ouro no Sprint, batendo desta feita o finlandês Tommi Härkönen pela margem de um breve segundo. Quanto a Nenonen, teve o mérito de bater uma verdadeira “armada russa” que colocou cinco atletas nas oito primeiras posições, com destaque para Alexandra Rusakova, segunda classificada.


Resultados

Elite Masculina
1. Lars Moholdt (Noruega) 1:31:20
2. Andrey Lamov (Rússia) 1:32:12 (+ 00:52)
3. Staffan Tunis (Finlândia) 1:33:12 (+ 01:52)
4. Peter Arnesson (Suécia) 1:33:20 (+ 02:00)
5. Andreas Holmberg (Suécia) 1:33:24 (+ 02:04)
6. Eduard Khrennikov (Rússia) 1:33:30 (+ 02:10)

Elite Feminina
1. Josefine Engström (Suécia) 1:12:00
2. Mira Kaskinen (Finlândia) 1:12:36 (+ 00:36)
3. Kseniya Tretyakova (Rússia) 1:14:04 (+ 02:04)
4. Iuliia Tarasenko (Rússia) 1:14:16 (+ 02:16)
5. Tatyana Oborina (Russia) 1:14:36 (+ 2:36)
6. Frida Sandberg (Suécia) 1:14:40 (+ 02:40)

[Foto: Thomas Winje Øijord / nrk.no]


Saudações orientistas.

Joaquim Margarido

Sem comentários: