terça-feira, 17 de fevereiro de 2015

Minna Kauppi: "Tenho fome de Orientação"



Minna Kauppi está de regresso à boa forma. A “época miserável” é parte do passado e a grande atleta recupera, dia após dia, a alegria de fazer Orientação. Após uma estrondosa vitória na etapa WRE do Portugal O' Meeting 2015, disputada hoje, a atleta está motivada para levar de vencida esta edição do POM.


Que grande prova! Minna Kauppi foi exímia a gerir o seu percurso, contrariando as previsões da organização quanto ao tempo da vencedora em quase cinco minutos. E foi precisamente por aí que teve início uma tão breve quanto agradável e descontraída conversa, com Minna Kauppi a confessar que as coisas não estavam planeadas exatamente desta forma: “Na verdade, quando vim para o POM, não estava segura de que seria capaz de correr todas as quatro etapas, sobretudo porque estava sem correr longas distâncias há bastante tempo”. Importa recordar que a última etapa de Distãncia Longa que Minna havia corrido tinha sido nos distantes Mundiais de Vuokatti, em 2013, onde se lesionou com gravidade e, desde então, nunca mais tinha feito, sequer, um treino de longa distância. Mas decidiu arriscar, correu a etapa de Distância Longa do primeiro dia do POM e... ganhou: “Percebi então que estava tudo bem e que o meu corpo estava a responder na medida daquilo que era necessário; acima de tudo, estava a adorar a floresta”, disse.

Ontem, Minna kauppi decidiu levar a prova um pouco mais calmamente, no sentido de poupar forças, mas hoje o objetivo era mesmo a vitória: “Eu preciso de pontos de ranking porque no ano passado não consegui tantos assim, mas a minha prova foi realmente boa, embora me sentisse bastante cansada na parte final. É óbvio que a minha forma não é aquela que será no Verão mas, mesmo assim, estou muito satisfeita.” Falando especificamente da prova, Minna considerou-a “muito desafiante, a exigir muito cuidado e concentração durante toda a prova, e antecipar os pontos para poder fazer as melhores opções”.

Fisicamente, Minna admite que “a forma não é excelente, mas está a melhor, passo a passo, até porque não me posso esquecer que estes são, simultaneamente, os meus primeiros treinos e provas. Mas estou segura que as coisas vão melhorar e tenho ainda muito tempo para melhorar a minha condição física.” E ganhar é sempre uma motivação: “Sim, claro, quando aquilo que se teve foi uma temporada miserável é sempre bom regressar e tenho fome de Orientação. Aborreço-me facilmente e esta vitória é, claramente, um passo de gigante em frente. Quando te sentes traído pela Orientação, pelas pernas, pelas lesões, a motivação para dar a volta é muito maior do que se o sol brilhasse sempre.” As últimas palavras, Minna reserva-as para aquilo que falta do POM 2015. O objetico é vencer? “Tinha pensado que, caso não estivesse no top 3, provavelmente iria apenas rolar, mas agora o objetivo é mesmo vencer o POM. Vai ser um grande desafio, mas penso que o desafio é igual para todos, toda a gente está já muito cansada e aquilo que tens a fazer é, apenas, concentrar-te no mapa e dar o teu melhor.”


Saudações orientistas.

Joaquim Margarido

Sem comentários: