sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

Orientação de Precisão: Futuro discutido em Frankfurt




Teve lugar no passado fim de semana a reunião conjunta do Conselho e das Comissões da Federação Internacional de Orientação. Presente na reunião, um dos membros da Comissão de Orientação de Precisão da IOF, o Norueguês Ole-Johan Waaler, partilhou no seu blogue – http://pre-ole.blogspot.com – algumas das conclusões retiradas da reunião. O Orientovar faz um resumo do artigo, destacando os seus pontos mais importantes.


Decorreu em Frankfurt, nos passados dias 16 e 17 de janeiro, a reunião conjunta do Conselho da IOF e das Comissões de cada uma das disciplinas da Federação Internacional de Orientação. A maior fatia deste período de tempo foi dedicada às reuniões das Comissões em separado, sendo a manhã de sábado dedicada à apresentação de algumas linhas gerais definidas pelo próprio Conselho da IOF para os próximos tempos. Uma boa parte destas novidades está publicada na página da Federação Internacional de Orientação – www.orienteering.org – e aguarda formalização no tocante à sua aprovação.

As conclusões da reunião da Comissão de Orientação de Precisão englobam um elevado número de pontos os quais, na sua maioria, representam propostas que aguardam, igualmente, aprovação do Secretariado ou do Conselho da IOF antes de serem tornadas oficiais. Estão neste caso as propostas de nomeação dos Supervisores para as próximas grandes competições, onde e quando serão levados a efeito os novos Cursos, e outras. Taça da Europa de Orientação de Precisão, ranking mundial, Campeonatos da Europa, Linhas Orientadoras para organizadores e Estafeta foram igualmente assuntos debatidos e que constituem novidades.


Ranking de TrailO “na calha”

A Taça da Europa (não oficial) prosseguirá no próximo ano, devendo as candidaturas ser apresentadas até ao próximo mês de Julho. A Comissão considera desejável que mais provas de TempO possam fazer parte do calendário da Taça da Europa. Entretanto, a lista de prioridades do Conselho da IOF aponta para a necessidade de ser alargada a todas as disciplinas a Taça do Mundo, embora não tenha ficado claro quando é que a decisão virá a ser tomada e produzirá efeitos. Também o estabelecimento dum Ranking Mundial de Orientação de Precisão e a definição dos eventos pontuáveis para o ranking parecem ser uma prioridade. Afinal, a Orientação de Precisão é a única disciplina que não possui tal Ranking. Aguarda-se uma reunião entre a Comissão de Orientação de Precisão e a Comissão de Regulamentos da IOF para clarificar os aspectos que podem estar envolvidos na criação do Ranking.

Entretanto, a Comissão de Orientação de Precisão reuniu com os responsáveis máximos do EWG – Grupo de Trabalho Europeu, denunciando a existência de candidaturas à organização de Campeonatos da Europa num futuro próximo que incidem apenas na Orientação Pedestre, deixando de parte a Orientação de Precisão. Por considerar desejável que os Campeonatos da Europa possam ser levados a efeito, conjuntamente, nas disciplinas de Orientação Pedestre e de Orientação de Precisão, a Comissão de Orientação de Precisão da IOF pediu ao Grupo de Trabalho Europeu que articulasse com os responsáveis das candidaturas no sentido de podermos continuar a ver Campeonatos da Europa conjuntos. Também as Linhas Orientadoras para organizadores foram integralmente revistas e sofreram uma série de ajustes. Muitas das alterações tiveram por base os relatórios dos organizadores e supervisores dos recentes Campeonatos da Europa e Campeonatos do Mundo.


Estafeta substitui Competição por Equipas já em 2016

A partir de 2016, o modelo competitivo do Campeonato do Mundo de Orientação de Precisão deixará de contar com a Competição por Equipas, sendo a mesma substituída pelo novo formato de Estafetas. Esta decisão carece de aprovação pelo Conselho da IOF, a qual deverá ser firmada no próximo Outono. O novo formato tem como ponto de partida uma proposta da Comissão de Atletas, com ligeiros acertos por parte da Comissão de Orientação de Precisão da Federação Internacional de Orientação, e será alvo duma actividade de demonstração no derradeiro dia do Campeonato do Mundo de Orientação de Precisão WTOC 2015, a disputar na Croácia.

Resumidamente, a Estafeta será disputada em duas Classes, Aberta e Paralímpica, por equipas de três atletas. O formato baseia-se na realização dum percurso formal com um total de 30 pontos (10 pontos por cada percurso) e um tempo limite no conjunto dos três percursos de 90 minutos. Complementarmente, existirá uma estação de TempO, com 5 pontos (eventualmente duas estações), a qual deverá ser cumprida pelos três elementos da equipa. A penalização por cada resposta incorrecta será de 60 segundos no percurso de PreO e de 30 segundos na estação de TempO.

A partida será dada em massa e os dois primeiros atletas efetuarão a estação de TempO após a passagem do testemunho. Os elementos que disputam a última manga, após finalizarem o percurso de PreO, aguardam numa zona de quarentena pelo cálculo e anúncio dos resultados. Só depois disso efectuarão a estação de TempO, pela ordem inversa da sua classificação, ou seja, o melhor classificado antes deste decisivo momento será o último a efectuar a prova.

Artigo extraído do original em http://pre-ole.blogspot.pt/2015/01/iof-mtet-i-frankfurt.html, da autoria de Ole-Johan Waaler.


Saudações orientistas.

Joaquim Margarido

Sem comentários: