terça-feira, 18 de novembro de 2014

XX Taça dos Países Latinos: Supremacia da Espanha vale sexta vitória no Certame



A Espanha foi a grande vencedora da XX Taça dos Países Latinos, que decorreu no Uruguai. Individualmente, o destaque vai para os jovens espanhóis Eduardo Gil Marcos, Marina Garcia Castro e Sofia Berenguer Sanchíz que ganharam tudo o que havia para ganhar.


Pela segunda vez no seu historial, a Taça dos Países Latinos cruzou o Atlântico para se estabelecer, pelo espaço de um fim de semana, num país da América do Sul. Organizado pela Federação Uruguaia de Orientação e Federação Internacional de Orientação, o evento decorreu em Punta del Este e Piriápolis, juntamente com a VIII Taça Mercosur de Orientação Pedestre e integrado no II International Maldonado O’ Meeting. Composto pelas etapas de Distância Longa, Distância Média e Sprint, estas duas ultimas pontuáveis para o ranking mundial da modalidade, o evento teve na disputa dos títulos latinos nas categorias Cadetes, Júniores e Séniores, masculinos e femininos, o seu ponto alto. Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Espanha e Uruguai foram as selecções presentes nesta XX Taça dos Países Latinos, para um conjunto de provas onde não faltaram intensidade e emoção.

Do conjunto de resultados ressaltam o pleno de vitórias alcançado pelos jovens espanhóis Eduardo Gil Marcos (Juniores Masculinos), Marina Garcia Castro (Juniores Femininos) e Sofia Berenguer Sanchíz (Cadetes Femininos), contribuindo de forma significativa para o total de 14 títulos individuais em 18 possíveis. Refira-se que os restantes quatro títulos couberam a atletas brasileiros, com particular destaque para Leandro Pasturiza que quebrou o favoritismo de António Martínez Pérez por duas vezes, levando de vencida as etapas de Distância Média e de Distância Longa. Os restantes títulos brasileiros foram ambos alcançados na prova de Distância Média por intermédio de Franciely De Siqueira (Séniores Femininos) e Ariel Quim de Almeida (Cadetes Masculinos), que se impuseram, respectivamente, a Ona Ráfols Perramon e Diego Alonso de Juan.

A Espanha recupera assim a posse do Troféu três anos depois, tornando-se na seleção mais ganhadora de sempre na história do certame com um total de seis vitórias, contra cinco da França, três da Itália e da Roménia e uma da Bélgica, Brasil e Portugal. Chile e Uruguai travaram renhida luta pelo terceiro lugar. No confronto individual entre os dois países, o Chile revelou-se francamente superior, com um segundo lugar por Magdalena Wagner Salas (Juniores Femininos) e dez terceiros lugares, mas a ausência de representante no escalão Séniores Femininos acabou por ser fatal para as suas aspirações. A Taça dos Países Latinos rumará à Bélgica no próximo ano para a realização da sua 21ª edição, regressando à America do Sul em 2016, com encontro marcado para o Chile.


XX Taça dos Países Latinos
Classificação Final

1º Espanha – 118 pontos
2º Brasil – 97 pontos
3º Uruguai – 61 pontos
4º Chile – 57 pontos
5º Colômbia – 6 pontos
6º Argentina – 3 pontos

Resultados e demais informação em http://www.orientacion-uruguay.com.uy/.

[Foto: Silvia Brito / facebook.com/silvia.brito]


Saudações orientistas.

Joaquim Margarido

Sem comentários: