sábado, 8 de novembro de 2014

WMOC 2014: Ironir Alberto Ev "sprintou" para o ouro



Primeiro evento realizado na América do Sul sob a égide da Federação Internacional de Orientação, o Campeonato do Mundo de Veteranos de Orientação Pedestre WMOC 2014 distribuiu os títulos referentes à prova de Sprint. Numa final particularmente exigente e desafiante, foram em número de 23 os vencedores em representação de 11 países, com destaque para o brasileiro Ironir Alberto Ev, a fazer a festa "em casa".


Com metade dos títulos atribuídos, o Campeonato do Mundo de Veteranos de Orientação Pedestre WMOC 2014 aproxima-se rapidamente do fim. O Parque do Caracol, em Canela, recebeu as Finais da prova de Sprint onde o grande destaque vai, naturalmente, para o triunfo de Ironir Alberto Ev no escalão M35, oferecendo ao Brasil a sua primeira medalha de ouro da Orientação mundial. Naquela que foi a final mais disputada do dia, Ironir Alberto Ev bateu o finlandês Samuli Salmenoja pela escassa margem de 9 segundos. Na sua página no Facebook, o atleta deixou um agradecimento “primeiramente a Deus e a minha família que sempre estão do meu lado”, também a todos os amigos “que sempre acreditaram em mim” e à organização deste WMOC 2014, classificando-a como “ótima”. E conclui: “Esta medalha é do Brasil!”

Entre os 23 vencedores contam-se verdadeiras glórias da Orientação Mundial, casos do finlandês Janne Salmi (M45), medalha de ouro prova de Distância Curta do WOC 1997, e do norueguês Jorgen Martensson (M55), campeão do mundo de Distância Longa (WOC 1991 e 1995). Quanto às senhoras, o destaque vai para a folgada vitória da finlandesa Anne Nurmi no muito competitivo escalão W50 e para o “bis” dourado da Estónia, com Merike Vanjuk (W35) e Jana Kink (W45) a levarem a melhor sobre as suas adversárias. Uma palavra de apreço, ainda, para o sueco Rune Haraldsson, o menos jovem participante nos Mundiais, medalha de ouro no escalão M95. 

Portugal garantiu a presença de três atletas nas finais A e outros tantos nas finais B. No escalão M40, Joaquim Sousa quedou-se de fora da classificação por “mp”, enquanto José Bolrão foi o 57º classificado no escalão M50 e Vítor Rodrigues conclui no 65º lugar no escalão M60. Carlos Coelho, Francisco Coelho e Margarida Rocha disputaram as finais B, terminando respetivamente no 29º lugar (M55), 22º lugar (M70) e 9ª posição (W55). Participaram nestas finais um total de 1353 atletas, sendo o medalheiro comandado pela Suécia com 22 medalhas conquistadas (7 de ouro, 8 de prata e 7 de bronze), precisamente um terço do total de medalhas distribuídas. Resta acrescentar que o WMOC 2014 chega hoje ao fim com a disputa da final de Distância Longa, na qual Vítor Rodrigues será o único atleta português com assento nas Finais A. Saiba tudo em http://www.wmoc2014.org.br/.

[Foto: Georg Gartner]


Saudações orientistas.

Joaquim Margarido

Sem comentários: