quinta-feira, 13 de novembro de 2014

WMOC 2014: Final em grande!



Com pompa e circunstância, chegou ao fim em Canela, no Brasil, a 17ª edição do Campeonato do Mundo de Veteranos de Orientação Pedestre WMOC 2014. Uma edição que distribuiu 47 medalhas de ouro a um conjunto de 38 atletas de 15 diferentes países e se saldou por um enorme sucesso organizativo.


O belíssimo espaço verde do Parque Fazenda da Serra, nas imediações de Canela, foi palco das finais de Distância Longa, derradeiro ato competitivo do 17º Campeonato do Mundo de Veteranos de Orientação Pedestre WMOC 2014. Exigentes do ponto de vista físico, com a agravante do calor que se fez sentir, os percursos proporcionaram árduos despiques entre os participantes, com o cronómetro a registar, num dos casos, o mesmo tempo final para os vencedores, o britânico Nick Barrable e o finlandês Mikko Väisänen, medalha de ouro ex-aequo no escalão M40. Também no escalão M70 se verificou uma luta apertada pela vitória, com o canadiano Brian Ellis a impor-se ao sueco Kalle Johansson pela escassa margem de 1 segundo. O sueco Rune Haraldsson, com a belíssima idade de 96 anos e, de longe, o menos jovem entre os presentes no Brasil, terminou igualmente com sucesso a sua prestação competitiva.

Após ter partilhado com a Suiça a primazia no que à conquista de títulos no WMOC 2013, disputado em Itália, diz respeito, a Suécia foi a grande dominadora desta edição dos Mundiais com um total de 15 medalhas de ouro, contra 7 da Finlândia e 5 da Noruega. Individualmente, merecem destaque as duplas vitórias – Sprint e Distância Longa - do britânico Nick Barrable (M40), dos finlandeses Janne Salmi (M45) e Anne Nurmi (W50), do russo Iurii Grishanov (M75), da estoniana Merike Vanjuk (W35), da australiana Jenny Bourne (W60) e dos suecos Peo Bengtsson (M80), Rune Haraldsson (M95) e Sygne Nyman (W85).

Sabendo contornar adequadamente as dificuldades que sempre se colocam a um evento desta envergadura, a organização brasileira mostrou-se à altura dos grandes desafios, correspondendo em absoluto às expectativas dos quase 1.600 atletas presentes em Canela, em representação de 38 diferentes nações. Mas o Brasil está duplamente de parabéns, juntando ao sucesso organizativo daquele que foi o primeiro evento com a chancela da Federação Internacional de Orientação a ter lugar na América do Sul, quatro subidas de atletas seus ao pódio. O aplauso vai para Leandro Pasturiza e Elaine Lenz, medalhas de bronze na prova de Distância Longa nos escalões M35 e W40, respetivamente, que secundaram Ironir Alberto Ev, verdadeiro “herói nacional”, a quem se deve a conquista dos títulos de campeão do mundo de Sprint e de vice-campeão do mundo de Distância Longa, referentes ao escalão M35.

Resultados completos, fotos, vídeos e demais informação em http://www.wmoc2014.org.br/.

[Foto: Marcelo Matusiak / wmoc2014.org.br/midia/galeria-de-fotos/]


Saudações orientistas.

Joaquim Margarido

Sem comentários: