sábado, 5 de julho de 2014

WOC 2014: Tiago Romão e Tiago Gingão Leal garantem passagem à Final de Sprint



Tiago Gingão Leal e Tiago Romão garantiram esta manhã em Burano (Itália) o apuramento para a Final de Sprint do XXXI Campeonato do Mundo de Orientação Pedestre WOC 2014. De fora do lote de 45 atletas masculinos e femininos que marcarão presença na decisiva prova desta tarde ficou o campeão do mundo em título, o finlandês Marten Bostrom.


Conhecida pelo colorido das suas casas, pelas inúmeras pontes sobre os canais que a atravessam e pela perigosamente inclinada torre da sua igreja – assim como pelos seus cristais e trabalhos em renda - Burano recebeu esta manhã as séries qualificatórias de Sprint do XXXI Campeonato do Mundo de Orientação Pedestre WOC 2014. 121 atletas masculinos e 95 femininos em representação de 50 países lutaram pelo melhor lugar, com apenas os primeiros 15 em cada série a conseguirem carimbar o passaporte para a tão desejada final desta tarde.

Em termos competitivos, as três séries masculinas que ocuparam a segunda parte do programa desta manhã tiveram como grandes vencedores o suiço Daniel Hubmann, o sueco Jonas Leandersson e o belga Yannick Michiels. Portugal merece uma nota de destaque graças às extraordinárias prestações de dois dos seus três atletas, com Tiago Gingão Leal e Tiago Romão a carimbarem o passaporte para a grande final. Correndo na série C, Tiago Leal concluiu na 11ª posição a 31 segundos de Yannick Michiels, o vencedor. Já Tiago Romão (na foto) garantiu a presença na final “por uma unha negra”, ao ser 15º classificado na série A, a 46 segundos do suiço Daniel Hubmann e à frente do letão Andris Jubelis, de fora da final pela diferença de três segundos. Portugal marca presença numa final de Sprint pelo quarto ano consecutivo e repete o excelente momento de 2011, então com Miguel Silva e Diogo Miguel a correrem em França a prova de todas as decisões.

Vice-campeão do Mundo em título, o britânico Scott Fraser garantiu igualmente o apuramento, ao contrário do Campeão do Mundo, o finlandês Marten Bostrom, que não foi além do 17º lugar na sua série, ficando de fora da final pela diferença de sete segundos. Com mais um segundo nesta série, na 18ª posição e igualmente afastado da final ficou o português João Mega Figueiredo. Fora da final ficaram também o romeno Ionut Alin Zinca, o espanhol António Martínez, o neo-zelandês Matthew Ogden, o bi-campeão mundial em 2008 e 2009, Andrey Khramov (Rússia) e, para desespero dos “tiffosi”, Marco Seppi, neste caso por um escassíssimo segundo, na 16ª posição na sua série. Suécia, República Checa, Grã-Bretanha, Dinamarca, França e Suiça conseguiram o apuramento de todos os seus três atletas, recolhendo, a par da Finlândia, uma atenção especial na decisiva prova. Numa final que se antevê disputadíssima, a grande curiosidade vai para o facto de saber se algum dos dois suiços, Daniel Hubmann e Matthias Kyburz, será capaz de revalidar os seus títulos mundiais, alcançados respetivamente em 2011 e 2012.


Mariana Moreira e Vera Alvarez falham Final

O setor feminino abriu as hostilidades do programa dos Campeonatos do Mundo WOC 2014 com a dinamarquesa Emma Klingenberg e as suecas Tove Alexandersson e Lena Eliasson a vencerem as três séries em disputa e a serem, mais logo à tarde, as últimas a partir. A elas pertence a maior fatia de favoritismo, o qual repartem com a suiça Judith Wyder, campeã europeia em título e hoje segunda classificada na sua série, as russas Svetlana Mironova e Galina Vinogradova, a dinamarquesa Maja Moeller Alm, a finlandesa Venla Niemi e as sensacionais Goril Ronning Sund (Noruega), Nadiya Volynska (Ucrânia), Lea Vercellotti (França) e Rachel Effeney (Austrália), entre outras. Individualmente, apenas a australiana Hanny Allston tem a hipótese de “bisar” esta tarde o ouro, após ter sido campeã do mundo na Dinamarca, em 2006 (!).

No conjunto de 45 atletas presentes na final, o destaque vai para a Suiça, Dinamarca, Suécia, Rússia, República Checa, Finlândia e Noruega, com as suas três atletas a garantirem o apuramento para a final. Pelo sétimo ano consecutivo, a China volta a estar presente na final e, de novo, com Shuangyan Hao, a grande sensação dos Mundiais de 2009 graças a esse fantástico 10º lugar. Depois do 5º lugar em Vuokatti, Tessa Hill corerrá a sua quarta final consecutiva e é a única atleta britânica presente na prova decisiva. Ona Rafóls e Michela Guizzardi asseguram, de forma solitária, a presença de Espanha e Itália na Final, enquanto as portuguesas Vera Alvarez (18ª na sua série, a 15 segundos do apuramento) e Mariana Moreira (24ª classificada na série A, a distantes 1:11 do 15º lugar) quedaram-se fora da discussão do título mundial.


Resultados Masculinos

Série A
1. Daniel Hubmann (Suiça) 12:37
2. Jerker Lysell (Suécia) 12:38 (+ 0:01)
3. Frederic Tranchand (França) 12:44 (+ 0:07)
(…)
15. Tiago Romão (Portugal) 13:23 (+ 0:46)

Série B
1. Jonas Leandersson (Suécia) 12:30
2. Vojtech Kral (República Checa) 12:40 (+ 0:10)
2. Kristian Jones (Grã-Bretanha) 12:40 (+ 0:10)
(…)
18. João Mega Figueiredo (Portugal) 13:23 (+ 0:53)

Série C
1. Yannich Michiels (Bélgica) 12:46
2. Martin Regborn (Suécia) 12:50 (+ 0:04)
3. Jan Prochazka (República Checa) 13:01 (+ 0:15)
(…)
11. Tiago Gingão Leal (Portugal) 13:17 (+ 0:31)


Resultados Femininos

Série A
1. Emma Klingenberg (Dinamarca) 12:57
2. Judith Wyder (Suiça 13:03 (+ 0:06)
3. Nadiya Volynska (Ucrânia) 13:55 (+ 0:58)
(…)
24. Mariana Moreira (Portugal) 16:17 (+ 3:20)

Série B
1. Tove Alexandersson (Suécia) 13:38
2. Svetlana Mironova (Rússia) 13:42 (+ 0:04)
3. Léa Vercellotti (França) 13:47 (+ 0:09)
3. Maja Moeller Alm (Dinamarca) 13:47 (+ 0:09) 

Série C
1. Lena Eliasson (Suécia) 13:39
2. Goril Ronning Sund (Noruega) 13:46 (+ 0:07)
3. Rachel Effeney (Austrália) 13:51 (+ 0:12)
(…)
18. Vera Alvarez (Portugal) 15:16 (+ 1:37)

Tudo para acompanhar em http://www.woc2014.info/woc.php.


Saudações orientistas.

Joaquim Margarido

Sem comentários: