segunda-feira, 7 de julho de 2014

Luís Gonçalves: "A estratégia foi a mesma: Lento e seguro"



Portugal conseguiu esta tarde, por intermédio de Luís Gonçalves, o mais extraordinário resultado de sempre num Campeonato do Mundo de Orientação de Precisão. No rescaldo do notável 9º lugar alcançado em Levico Terme, emoções à flor da pele, o atleta português concedeu uma curta entrevista a Nuno Pires, a qual partilhamos aqui e agora.


Nuno Pires – Sabemos o quão inesperado é este resultado. Durante a prova tiveste a percepção que as coisas estariam a correr assim tão bem e que pudesses entrar no top10?

Luís Gonçalves - Não, pelo contrário. Achei que estava a ser muito lento e que dificilmente ganharia alguma posição.

Nuno Pires – A estratégia foi a mesma das qualificatórias ou arriscaste um bocadinho mais?

Luís Gonçalves – A estratégia foi a mesma: lento e seguro. Neste terreno e neste mapa não dava para arriscar mais.

Nuno Pires - Este era um objetivo que tinhas desde o início ou o resultado excede as tuas melhores expectativas?

Luís Gonçalves - Excede completamente. As minhas expectativas estavam todas centradas no PreO e se chegar à Final no TempO já foi muito bom, um 9º lugar é espetacular!

Nuno Pires – Reconhecendo que o teu perfil se encaixa mais no PreO, como é que vai ser agora? Queres partilhar connosco os teus objetivos ou a estratégia passa por ser a mesma que no TempO: começar, desfrutar e depois ver o que se passa?

Luís Gonçalves – O objetivo para o PreO não se afasta daquilo que já disse anteriormente e que é entrar no top-25. Para isso vou precisar, acho eu, de quase não falhar.

[Foto gentilmente cedida por Nuno Pires]


Saudações orientistas.

Joaquim Margarido

Sem comentários: