domingo, 15 de junho de 2014

Campeonato Nacional de Orientação de Precisão 2014: CRN arrecada a maior fatia



Estão atribuídos os títulos nacionais de PreO da presente temporada. Disputado no Parque da Lagoa da Vela, em Quiaios (Figueira da Foz), o Campeonato Nacional de Orientação de Precisão 2014 consagrou Ricardo Pinto, Joaquim Margarido e o Núcleo de Desporto Adaptado do Centro de Reabilitação do Norte como os grandes vencedores.


Duas semanas volvidas sobre o Dunas TrailO – e, com ele, a disputa do primeiro Campeonato Nacional de TempO -, as grandes decisões voltaram à “rendilhada” floresta do litoral centro do País. Na tarde escaldante de sábado - que o espelho de água da Lagoa da Vela, mesmo ali ao lado, apenas suavizava -, foram em número de 36 os atletas que lutaram pelos títulos nacionais de PreO nas Classes Aberta e Paralímpica e ainda, pela primeira vez na história desta disciplina em Portugal, pelo título por Equipas. Pontuável para a Taça de Portugal de Orientação de Precisão 2014, o evento integrou igualmente o IV Circuito de Orientação de Precisão "Todos Diferentes, Todos Iguais".

Com Supervisão nacional de António Amador e traçado de percursos de Carlos do Vale, o evento desenrolou-se ao longo de dezanove desafios, num perímetro de 1100 metros, precedidos de uma estação cronometrada com três desafios acrescidos. Condicionado pela exiguidade do espaço e por um mapa cuja precisão dava, aqui e ali, margem a dúvidas, soube o traçador desenhar um percurso que privilegiou as técnicas de decisão clássicas e que deixou, dum modo geral, muito satisfeitos todos os competidores. Nota para os três protestos formais após a divulgação dos resultados, o que levou à anulação de dois dos dezanove pontos e permitiu a reposição da verdade desportiva. Mas isso “faz parte do jogo”, como diria Nuno Pires, em nome da Comissão Técnica de Orientação de Precisão da Federação Portuguesa de Orientação, nas breves palavras proferidas na já tardia Cerimónia de Entrega de Prémios. De resto, pouco há a acrescentar em termos organizativos, com uma logística que funcionou ao encontro do expectável e com a mais valia da superior disponibilidade e simpatia das gentes do COC.


Cronómetro decide título

Na Classe Aberta, o título foi decidido “ao cronómetro”, com Joaquim Margarido (CRN) e Nuno Pires (Ori-Estarreja) a concluirem a sua prova em igualdade pontual. Os dois atletas mostraram-se “desastrados” na estação cronometrada, cedendo à pressão dos ponteiros e errando cada um deles dois dos três desafios propostos. Valeu a Joaquim Margarido a maior rapidez de resposta, chegando à vitória pela escassa margem de doze segundos. Grande sensação das duas etapas anteriores da Taça de Portugal de Orientação de Precisão 2014 e um dos nossos quatro representantes nos próximos Mundiais de Itália, Luís Gonçalves (CPOC) alcançou a terceira posição a um ponto de Pires e Margarido.

Ricardo Pinto (DAHP) revalidou o título nacional na Classe Paralímpica. O atleta português mais internacional de sempre nesta disciplina, concluiu a sua prova com um total de 13 pontos, dois pontos à melhor sobre Cláudio Poiares (CRN) e Júlio Guerra (DAHP), respetivamente segundo e terceiro classificados. Na luta pelo segundo lugar, o tempo gasto nos pontos cronometrados voltou a ser determinante, valendo aí o maior acerto de Poaires – foi o quarto mais rápido no conjunto dos 36 atletas em prova -, garantindo a medalha de prata. Paralelamente, teve lugar pela primeira vez na história da disciplina em Portugal, a disputa dos títulos nacionais por Equipas. Com a luta resumida às cores do DAHP e do CRN, únicos emblemas que integram nas suas fileiras atletas na Classe Paralímpica, o título escapou ao DAHP devido à prestação menos conseguida do seu atleta Pedro Massa.


Resultados


Classe Aberta

1. Joaquim Margarido (CRN) 15/17 pontos

2. Nuno Pires (Ori-Estarreja) 15/17 pontos

3. Luís Gonçalves (CPOC) 14/17 pontos

4. Nuno Rebelo (Ori-Estarreja) 14/17 pontos

5. Luís Leite (GD4C) 14/17 pontos

6. Liliana Rocha (DAHP) 14/17 pontos

Classe Paralímpica

1. Ricardo Pinto DAHP) 13/17 pontos

2. Cláudio Poiares (CRN) 11/17 pontos

3. Júlio Guerra (DAHP) 11/17 pontos

4. José Laiginha Leal (CRN) 10/17 pontos

5. Ana Paula Marques (DAHP) 7/17 pontos

6. António Amorim (DAHP) 6/17 pontos

Por Equipas

1. CRN (J.Margarido, C.Poiares, J.L. Leal) 36 pontos

2. DAHP (R. Pinto, J. Guerra, P. Massa) 32 pontos

[Foto de Manuel Domingues]


Saudações orientistas.

Joaquim Margarido

Sem comentários: