sábado, 17 de maio de 2014

Títulos nacionais em dose tripla: Cantanhede recebe Campeonatos



Emoções ao rubro no virar do mês de Maio. Dentro de duas semanas terão lugar os Campeonatos Nacionais de Distância Média e de Estafetas 2014, trazendo consigo o Dunas TrailO. Orientação Pedestre e Orientação de Precisão uma vez mais de mãos dadas, para três títulos nacionais em disputa.


Pelo segundo ano consecutivo, o Campeonato Nacional de Distância Média e o Campeonato Nacional de Estafetas terão por palco o litoral da Costa de Prata. Após o sucesso organizativo do ano transato, em Mira, o Clube de Orientação de Estarreja ruma ligeiramente a sul, ao vizinho concelho de Cantanhede, propondo dois dias plenos de emoção e de desafios. Porém, à semelhança do sucedido em 2013, o evento não se confina à Orientação Pedestre. Entre as duas importantes competições, outra não menos importante se perfigura e que dá pelo nome de Dunas TrailO, evento em dose dupla e que agrega a primeira edição do Campeonato Nacional de TempO e a quarta etapa da Taça de Portugal no formato PreO.

Com traçado de percursos de António Amador e cartografia de Luís Sérgio, os Campeonatos Nacionais de Distância Média realizam-se na manhã do primeiro dia. A prova decorre em terreno de dunas, típico desta região do litoral, com uma vasta rede de caminhos, zonas de micro-relevo e vegetação por vezes densa, constituindo um desafio à progressão e visibilidade. O maior predomínio de vegetação densa faz com que a progressão seja mais lenta no Campeonato Nacional de Estafetas, prova desenhada por Rafael Miguel e que encerrará da melhor forma o fim de semana. Com Supervisão nacional de Joaquim Sousa e Direção de Prova de Diogo Miguel e Jorge Fortunato, os Campeonatos Nacionais de Distância Média e de Estafetas contam com perto de três centenas de atletas inscritos até ao momento, entre os quais Vera Alvarez (CPOC), que lutará pela revalidação do seu título nacional de Elite feminina conquistado na temporada passada.


Precisão com muito em jogo

Começando pela Orientação de Precisão, cujo programa se estende ao longo da tarde do dia 31 de Maio, em disputa irá estar o título nacional de TempO. Seguindo o modelo da Final dos recentes Europeus, disputados em Palmela, o I Campeonato Nacional de TempO é composto por seis estações, com cinco desafios em cada uma delas. Segue-se a quarta etapa da Taça de Portugal de Orientação de Precisão 2014, num percurso particularmente desafiante, com 22 pontos que colocarão à prova, seguramente, a capacidade dos participantes em decidir e interpretar o terreno. Inscritos até ao momento todos os nomes sonantes desta disciplina no nosso País, à exceção de Nuno Pires e de Joaquim Margarido, respetivamente Traçador de Percursos e Supervisor nacional.

Para além das medalhas FPO para os três primeiros classificados do Campeonato Nacional de TempO, a organização tem para oferecer prémios aos três primeiros classificados em cada uma das classes (aberta e paralímpica), tanto na etapa da Taça de Portugal de PreO, como no somatório das etapas de TempO e PreO, valendo aqui o número total de pontos corretos, com o fator tempo a servir de desempate. Refira-se ainda que esta jornada dupla serve de critério para o apuramento dos nossos representantes no Campeonato do Mundo de Orientação de Precisão WTOC 2014 (Itália, 6 a 11 de Julho) e que será aproveitada pela Federação Portuguesa de Orientação para fazer a entrega de diplomas aos atletas que mais se distinguiram na temporada passada.



Saudações orientistas.

Joaquim Margarido
  

Sem comentários: