sexta-feira, 25 de abril de 2014

Duas ou três coisas que eu sei dela...



1. Os problemas surgidos no decurso dos Campeonatos da Europa de Orientação Pedestre, realizados em Palmela, vieram levantar a questão sobre como garantir a necessária qualidade nos eventos organizados pela Federação Internacional de Orientação. Na sua página, aquele organismo publica hoje uma entrevista com Mikko Salonen, onde o Presidente da Comissão de Orientação Pedestre da Federação Internacional de Orientação revela as suas preocupações sobre o assunto [a entrevista pode ser lida em http://orienteering.org/foot-orienteering-commission-chair-on-event-quality/]. Entre outras questões, Salonen destaca a necessidade de “rever o papel do Supervisor Internacional e analisar o processo de seleção das entidades organizadoras”. Para aquele responsável, “no curto prazo, vamos, naturalmente, estar em contato com todos os Supervisores Internacionais de eventos futuros e incentivá-los a pedir ajuda, logo que eles sintam que as coisas não estão a correr como deveriam.” Apesar dos problemas, a organização portuguesa merece “um agradecimento pelos seus esforços e esperamos vê-los de novo em mais eventos no futuro”, conclui Salonen.


2. O Litoral Alentejano volta a acolher, uma vez mais, uma grande competição nacional de Orientação em BTT. Com efeito, é já este fim de semana que nos municípios de Grândola e Santiago do Cacém têm lugar os Campeonatos Nacionais de Orientação em BTT 2014, numa organização conjunta do Clube da Natureza de Alvito, do Clube de Orientação e Aventura do Litoral Alentejano e da Federação Portuguesa de Orientação. O programa abre hoje com a disputa dos títulos nacionais de Distância Longa, seguindo-se as provas de Estafetas e de Sprint, ambas no sábado, encerrando com a prova de Distância Média, no domingo. O evento - que integra as comemorações do 40º aniversário do 25 de Abril de ambos os municípios – conta com um total de 123 atletas inscritos, em representação de 19 clubes nacionais. Mais informações em http://cnsobtt2014.coala.com.pt/.


3. Braga, Entroncamento, Funchal, Marateca, Oeiras, Santo Tirso, Vila Pouca de Aguiar e Viseu são alguns dos locais onde se assinalará, no próximo dia 3 de Maio, o Dia Nacional da Orientação. Com percursos de caráter promocional e abertos a todos, as iniciativas pretendem a chamar a atenção da modalidade num contexto geral do desporto em Portugal, contando para tal com o forte apoio da Federação Portuguesa de Orientação. Da Caminhada orientada no Jamor (CPOC) às etapas do Desporto Escolar Sul (Escolas Secundárias de Palmela e Pinhal Novo), passando pela etapa da Taça de Portugal de Orientação Adaptada na cidade dos Jesuítas (TST) ou pela inauguração da nova sede do CO Viseu – Natura, é todo um conjunto de vontades ao serviço da Orientação que sai à rua neste dia, procurando erguer a sua bandeira mais alto ainda. O programa completo poderá ser consultado no Calendário de Provas da Federação Portuguesa de Orientação, em http://www.orioasis.pt/oasis/shortcut.php?action=shortcut_events_all_info&.


4. A Orientação Adaptada é presença destacada na mais recente Newsletter da Associação Nacional do Desporto para a Deficiência Intelectual. No seu nº 30 (Abril 2014), a “Anddiletter” dá conta do início da cooperação institucional entre a ANDDI – Portugal e a Federação Portuguesa de Orientação, “para a organização de ações conjuntas de promoção e divulgação da Orientação Adaptada”. Do conjunto de ideias expressas no documento, destaque para a “criação de uma Taça de Portugal ANDDI de Orientação Adaptada, com um circuito de etapas, aproveitando a oportunidade em provas da FPO” e ainda para a necessidade de “proporcionar formação específica a técnicos das Instituições / Clubes filiados na ANDDI, e interessados no desenvolvimento e na prática desta modalidade, pioneira em termos mundiais.” Tudo para ler em http://www.anddi.pt/.


Saudações orientistas.

Joaquim Margarido

Sem comentários: