domingo, 9 de março de 2014

POM 2014: Ponto final





1. O Portugal O' Meeting 2014 está a chegar ao fim. Tomo o meu lugar no autocarro que leva os atletas para as partidas do último dia e, enquanto troco de lente na máquina fotográfica e revejo a carga da bateria, ele senta-se ao meu lado. Cumprimentamo-nos e, não tarda nada, a conversa anima-se. Sem que nada o fizesse prever, de habitual entrevistador, passo a entrevistado. Quer saber mais de mim, como é que faço no terreno, se ando com um mapa. Digo-lhe que sim, que peço na partida o mapa de Elite Masculina e Feminina, cruzo os pontos comuns a ambos e traço o meu próprio percurso. Compreende o porquê de lhe aparecer à frente com tanta frequência. Mas quer saber mais. Digo-lhe que sou Enfermeiro, falamos de Orientação de Precisão, explico-lhe em traços gerais a génese da disciplina em Portugal e ele compreende a minha paixão. Chama-lhe “deformação profissional”. Rimos. A conversa segue outros rumos, falamos do tempo e da Suécia, falamos do próximo Campeonato da Europa. É uma conversa calma e pacata, daquelas que apetece prolongar no tempo, saborear. Mas a curta viagem chega subitamente ao fim. Cumprimentamo-nos de novo e desejo-lhe boa sorte. Uma hora e meia mais tarde, é ele o vencedor do Portugal O' Meeting, depois de quatro vitórias em outras tantas etapas. Parabéns Thierry Gueorgiou!


2. Há no esforço de comunicação em torno dum evento um aspeto que me agrada. Podemos não conseguir medir o impacto das notícias na opinião pública e qual o retorno que isso acarreta para a modalidade, mas conseguimos perceber quantas e quais as notícias que saem. Mais importante ainda, conseguimos ver em que orgãos de Comunicação Social isso ocorre. Fernando Costa tem sido incansável em compilar as notícias em torno do Portugal O' Meeting e em agrupá-las no respetivo “clipping” na página da Orievents – http://www.orievents.com/events/portugal-o-meeting-2014/clipping-pom-2014/. O resultado final é extraordinário. Vale a pena passar por lá e perceber a visibilidade e notoriedade do evento.


3. Parte integrante do Portugal O' Meeting desde 2010, a Orientação de Precisão marcou importante presença nesta edição, com o Parque da Senhora dos Verdes a oferecer condições ímpares para a prática da disciplina. De vencedores e vencidos já aqui se falou, tal como da importância desta etapa no processo de apuramento da seleção nacional que estará em Palmela nos Europeus do próximo mês de Abril. Em tempo de rescaldo, porém, importa voltar a olhar os mapas e “regressar” ao terreno, podendo fazê-lo de forma virtual no Ibéria O-Prec - https://www.facebook.com/groups/486553704794121/ - um grupo criado com o intuito de juntar os aficionados portugueses e espanhóis em torno desta disciplina, mas que começa a ser procurado pela fina flor da Orientação de Precisão mundial. Não deixe de passar por lá e participe no debate. A Orientação de Precisão agradece!


4. Na passada segunda-feira, a página do Orientovar no Facebook perguntava quantas vitórias consecutivas tinha alcançado Simone Niggli em etapas do Portugal O' Meeting, depois de Maria Magnusson ter quebrado a invencibilidade com o triunfo na etapa de Distância Média WRE. A participação foi escassa, resumindo-se a dois "apostadores" - um disse "dez", outro disse "mil" (!) - mas a verdade é que a memória é curta. Há dois anos, precisamente na etapa de Distância Média WRE do POM 2012, disputada no Sátão, Lina Strand batera a campeoníssima. A resposta certa seria "sete" vitórias, uma vez que Simone Niggli venceu a última etapa desse POM, alcançou um pleno vitorioso em 2013 e venceu as duas primeiras etapas do POM 2014. E Thierry Gueorgiou? Alguém sabe quantos triunfos consecutivos leva já o "Rei da Distância Média"?


Saudações orientistas.

Joaquim Margarido

1 comentário:

jcsantos disse...

Somos uns sortudos ao sermos sempre presenteados com as tuas excelentes reportagens. Em cada palavra , em cada imagem , existe sempre o encanto e a magia de um MOMENTO.Do momento captado pelos SENTIRES.

Um abraço de amizade.