sábado, 22 de fevereiro de 2014

MCO 2014: Thierry Gueorgiou e Simone Niggli, as estrelas da Distância Média



Manhã fantástica, aquela vivida hoje no Nosso Senhor da Agonia, Satão, na região centro do país. Percursos desafiantes, terrenos exigentes e um mapa a roçar a perfeição, foram ingredientes servidos aos quase mil participantes na primeira etapa do Campeonato Mediterrânico de Orientação. No final, Thierry Gueorgiou e Simone Niggli mostraram o porquê de serem os líderes do ranking mundial, vencendo os escalões de Super Elite Masculina e Elite Feminina, respetivamente. Quanto à Taça COMOF, a Espanha segue na frente, mas com apenas um ponto de vantagem sobre o selecionado português.


Teve início esta manhã a terceira edição do Campeonato Mediterrânico de Orientação, com Thierry Gueorgiou e Simone Niggli a somarem a primeira vitória na competição. No escalão de Super Elite Masculina, o "rei" da Distância Média manteve-se focado ao longo dum percurso verdadeiramente desafiante, vencendo com o tempo de 34:33. Com um excelente início de prova, o sueco William Lind chegou a dar a nota de sensação, mas alguns erros já na parte final acabaram por relegá-lo para a segunda posição, a 1:07 do vencedor. "Não me surpreenderam estes terrenos, visto ter corrido aqui bem próximo há dois anos, mas é sempre um prazer correr aqui, o terreno é fantástico", começou por referir Thierry Gueorgiou. Para o vencedor da prova desta manhã, "o mapa exigia uma orientação agressiva, ter sempre uma imagem mental muito boa do ponto e daquilo que está à sua volta. As coisas hoje correram bastante bem e estou contente com a forma como me consegui manter concentrado, embora aqui e ali tenha cometido alguns pequenos erros." Para Thierry Gueorgiou, o segredo da vitória esteve na forma como geriu a derradeira parte da prova: "Sabia que era a parte mais técnica mas tinha de ser rápido. Fiz uma orientação agressiva, quis correr o risco e estou muito contente com o resultado", concluiu. 

No escalão de Elite Feminina, Simone Niggli esteve absolutamente incrível, uma vez mais. A vitória sobre Anna Nähri foi concludente, saldando-se a diferença final entre as duas atletas em quase três minutos. "É muito bom regressar a Portugal ano após ano. Agora estou retirada das altas lides da orientação e não treino muito, mas já há algumas semanas que só pensava nisto, estava realmente ansiosa por fazer algumas boas provas, sob todos os aspetos", foram as primeiras palavras da campeã suiça. Falando acerca da sua prova, Simone referiu: "Foi absolutamente fantástico, numa prova muito exigente, com muitos pontos complicados e depois também algumas pernadas mais longas com várias opções. Pessoalmente foi ainda mais exigente por causa da vegetação que cortava a visibilidade e exigia uma atenção constante, ler com muito cuidado as curvas de nível, avaliar com exatidão a posição através da bússola, enfim, fazer orientação o tempo todo." Um comentário final: "Penso que ainda mantenho um bom nível mas precisei de algum tempo para entrar na prova. Consegui fazer com que os erros cometidos não fossem demasiado grandes e creio ter residido aí o segredo da minha vitória."

Quanto à Taça COMOF, Portugal e Espanha, com duas vitórias individuais cada, estão na frente com diferenças pontuais muito curtas. Lideram os espanhóis com 39 pontos, mas Portugal encontra-se apenas a um ponto de diferença. Com 66 pontos, a Itália ocupa a terceira posição.


Resultados

Homens Super Elite
1. Thierry Gueorgiou (Kalevan Rasti) 34:33
2. William Lind (MOKS) 35:40
3. Eskil Kinneberg (IFK Göteborg) 36:04
4. Martins Sirmais (TuMe) 37:18
5. Anton Östlin (MOKS) 38:01
6. Douglas Tullie (TuMe) 38:12
7. Edgars Bertuks (TuMe) 38:14
8. Hannu Airila (Kalevan Rasti) 38:18
9. Lauri Sild (HIKI) 39:00
10. Valentin Novikov (CSP Novgorod) 39:04

Damas Elite
1. Simone Niggli (OK Tisaren) 38:05
2. Anna Närhi (IFK Göteborg) 41:00
3. Helen Palmer (Lillomarka OL) 41:15
4. Yulia Novikova (CSP Novgorod) 41:16
5. Ida Marie Naess Bjøergul (Halden SK) 41:25
6. Emma Johansson (NTNUI) 41:31
7. Isia Basset (JOG) 41:56
8. Mari Fasting (Halden SK) 42:07
8. Irina Nyberg (Individual) 42:07
10. Galina Vinogradova (Individual) 42:19



Saudações orientistas.

Joaquim Margarido

Sem comentários: