quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

MCO 2014: Os melhores do mundo estão de volta



A Orientação ao mais alto nível está de regresso a Portugal. Depois de Castelo de Vide, em finais de Janeiro, Aguiar da Beira e Sátão serão desta feita o palco de todas as emoções. O 3º Campeonato Mediterrânico de Orientação atrai à região centro do País os melhores orientistas mundiais, para três etapas que terão na elevada qualidade e competitividade os denominadores comuns.


Portugal volta a abrir as portas à grande Orientação internacional. Com a realização do 3º Campeonato Mediterrânico de Orientação, de 21 a 23 de fevereiro, tem inicio um ciclo de três eventos pontuáveis para o ranking mundial a disputar no nosso país em três fins de semana consecutivos. Clube de Orientação de Estarreja e Clube de Orientação de Viseu – Natura voltam a eleger a região centro para mais uma organização conjunta, contando para tal com os imprescindíveis apoios das duas autarquias envolvidas, Federação Portuguesa de Orientação, Federação Internacional de Orientação e Confederação das Federações de Orientação Mediterrânicas.

A qualidade dos mapas e terrenos e uma capacidade organizativa com provas dadas, nomeadamente através do enorme sucesso que foi a realização do Portugal O' Meeting 2012, formam um binómio que não pode deixar ninguém indiferente. As inscrições encerraram com um total de 931 atletas, sendo de destacar os 219 inscritos no escalão Homens Elite e que obrigaram a organização a reordenar os horários de partida das provas de Distância Média e de Distância Longa, antecipando-as para as 8h30 de sábado e 9h00 de domingo, respetivamente. Portugal, com 396 atletas, constitui a representação mais numerosa, mas os três “colossos” nórdicos – Finlândia, Suécia e Noruega – trazem ao nosso país mais de uma centena de atletas cada. Estados Unidos, Hong Kong, Israel, Bielorússia ou Brasil são alguns dos 27 países presentes numa competição que terá nos líderes do ranking mundial masculino e feminino, o francês Thierry Gueorgiou e a suiça Simone Niggli, as duas maiores estrelas. São eles que encabeçam uma lista de “consagrados”, onde se incluem treze atletas masculinos e seis femininos pertencentes ao top-50 mundial.


Taça COMOF domina as atenções

Mas este 3º Campeonato Mediterrânico de Orientação é sobretudo importante porque nele se disputa a edição 2014 da Taça COMOF, a Confederação das Federações de Orientação Mediterrânicas. Frente a frente irão estar, para além das seleções dos três países promotores da Confederação – Itália, Espanha e Sérvia -, também as seleções da Turquia, Israel e Portugal. Constituída por Tiago Romão e Miguel Silva (H21E), Patrícia Casalinho e Mariana Moreira (D21E), Daniel Catarino e André Esteves (H20) e Beatriz Moreira e Joana Fernandes (D20), a formação portuguesa surge com fortes possibilidades de trazer pela primeira vez a Taça COMOF para o nosso País, depois do segundo lugar na edição inaugural (Espanha, 2012) e da ausência na passada edição (Turquia, 2013).

O MCO 2014 começa a aquecer no dia 21 com a realização do Model Event, seguindo-se nos dois dias seguintes o programa competitivo. A manhã de dia 22 será preenchida pela etapa de Distância Média, disputando-se da parte da tarde a etapa de Sprint. O derradeiro dia será dedicado à etapa de Distância Longa, com a Cerimónia de Entrega de Prémios, agendada para as 16h00, a colocar um ponto final no evento. Entretanto, a organização criou na página do evento, um centro “MCO 2014 ao vivo”, disponibilizando atualizações em tempo real e onde poderá ser acompanhada, a partir de cobertura por GPS - em http://www.tractrac.com/index.php?page=eventpage&id=367 -, a prova dos últimos 15 atletas femininos do escalão Elite e dos 18 atletas masculinos do escalão Super-Elite.

Mais informações em http://mco2014.ori-estarreja.pt/.

[Foto: MCO 2014 / Facebook]


Saudações orientistas.

Joaquim Margarido

Sem comentários: