terça-feira, 28 de janeiro de 2014

NAOM 2014: Duas ou três coisas que eu sei dele...



1. A figura correspondia à descrição e àquela hora, no átrio do Hotel, as probabilidades de receber uma resposta negativa pareciam-me escassas. Por isso arrisquei: “ - Desculpe. É a Lídia?” Estávamos apresentados e os minutos que se seguiram deram-me a certeza duma pessoa motivada ante a perspetiva dum fim de semana diferente. Daí que, quando no dia seguinte, partimos para a Barragem de Póvoa e Meadas, a Orientação e as mil e uma histórias à sua volta fossem já um “ver se te avias”. Andámos às voltas pelo terreno, subimos e descemos, contornámos blocos gigantescos e molhámos os pés em pequenos charcos que a vegetação escondia. Fui-lhe dizendo quem era fulano e sicrano, encadeando histórias umas nas outras e fiquei na expectativa do seu trabalho. Hoje o Record dá à estampa o artigo com o sugestivo título “Orientação: Mapas que Mexem o Alentejo” - http://www.record.xl.pt/Modalidades/Outras/interior.aspx?content_id=865218. Leio e gosto do que leio. Fico à espera de mais, na edição em papel. Sei que há ali material para muito mais, não sei é até onde consegue a Lídia Paralta Gomes levar esse “muito mais”. É esperar para ver!


2. Notícias Magazine, Jornal de Notícias, Correio da Manhã, A Bola, O Jogo, Expresso, Sábado, Visão, Sapo Desporto. Mas também Correr o Mundo, O Praticante, Correr por Prazer, Portal Aventuras, Global News, Turismo do Alentejo, Notícias de Castelo de Vide, Orientovar, Portuguese Orienteering Blog, World of O. E o Record, claro, desta vez com a Lídia Paralta Gomes e a sua experiência iniciática nas lides da Orientação. Esta é apenas a face visível do trabalho de Comunicação da Orievents liderado por Fernando Costa e que vai encontrando eco por esse mundo fora, primeiro em orgãos de comunicação social de nomeada e depois através da partilha, nas redes sociais, com o Facebook à cabeça. Espreitar a página do Orientovar no Facebook e perceber que o artigo “Blanes e Tikhonova sprintaram para a vitória” foi visto por 3.142 pessoas, ou que foram 2.815 pessoas as que viram o artigo “Daniel Hubmann entra a vencer” diz muito da importância deste trabalho e deste esforço. O mesmo se pode dizer das quase 2000 visualizações únicas de páginas no Portuguese Orienteering Blog do conjunto de artigos sobre o evento. Um trabalho e um esforço que continua a ser visto de lado por uns e que é aproveitado ilegitimamente por outros, ao publicarem abusivamente os materiais sob o seu nome e ocultando a fonte. Haja vergonha!


3.“ - Do Mundo, setôr? Do Mundo?” Olhos arregalados, a jovem repartia as atenções entre o meu sorriso divertido e o charme daquele que lhes tinha sido apresentado como o nº 1 do Mundo, Thierry Gueorgiou. Tudo começara momentos antes, depois de ter falado com o Professor Paulo Matos a propósito da participação de sete alunos da EB 2,3 de Quarteira no NAOM. A minha vontade de retomar algumas rubricas do Orientovar é grande e pareceu-me possível regressar com “A Minha Escola”. Quis corresponder à disponibilidade do Professor e propus-lhe fazer uma foto do Núcleo de Orientação do Desporto Escolar com alguém muito especial. E quem melhor que Thierry Gueorgiou? Da proposta ao “boneco” foi todo um momento de surpresa, estupefação e de muita emoção, com o Thierry a cumprimentar todos os alunos e a posar em conjunto para a fotografia. Um momento que nenhum deles jamais irá esquecer, um momento seguramente marcante nesta fase embrionária e, quem sabe, determinante quanto ao seu futuro na Orientação. Cá estaremos para ver!


Saudações orientistas.

Joaquim Margarido

Sem comentários: