quinta-feira, 2 de janeiro de 2014

Duas ou três coisas que eu sei dela...



1. Quem, às primeiras horas de ontem, acedeu à página da Federação Internacional de Orientação para consulta dos rankings [World Cup & World Ranking http://iof.6prog.org/wr_home.aspx] foi surpreendido com a notícia do corte de ligação ao servidor, a VIProgrammers, através do 6prog. De acordo com o comunicado, assinado por Ray Barnes, “após 13 anos de esforços oferecidos de forma voluntária, é com grande mágoa que a 6prog anuncia a suspensão do fornecimento do sistema de rankings de atletas a partir do dia 1 de janeiro de 2014”. As alterações introduzidas no regime de apuramento de rankings, eliminando as estatísticas anteriores e baseando-se apenas nos Campeonatos do Mundo e a Taça do Mundo, está na origem desta decisão. Barnes salienta que “a 6prog não deseja envolver-se num esquema que não classifique os atletas pelo seu desempenho em todos os eventos de elite”, fazendo questão de realçar a palavra “todos”. O comunicado termina com o agradecimento “a todas as pessoas que colaboraram na atualização e fiabilidade dos rankings ao longo dos anos”, anunciando que as tabelas originais serão repostas ainda este mês, tão cedo quanto possível, num novo website, em http://osport.6prog.org/.


2. Tove Alexandersson é uma das quatro atletas nomeadas para o prémio de Melhor Atleta Feminina do Ano, na Suécia. Vista por muitos como a digna sucessora de Simone Niggli, a jovem de 21 anos tem como adversárias ao prémio a ciclista Emma Johansson, líder do ranking mundial e Vice-campeã do Mundo de estrada, a atleta Abeba Aregawi, Campeã do Mundo dos 1500 metros e a nadadora Sarah Sjöström, Campeã do Mundo de 100 metros Mariposa. Uma concorrência fortíssima, à qual Tove Alexandersson contraporá os seus títulos de Vice-Campeã do Mundo de Orientação Pedestre nas Distância Longa e Distância Média e ainda o título Mundial de Sprint em Orientação em Esqui. Nas restantes categorias, lugar para os mediáticos Irene Ekelund (Atletismo) e Zlatan Ibrahimovic (Futebol), nomeados nas categorias de Revelação do Ano e Melhor Atleta Masculino do Ano, respetivamente. Os vencedores serão conhecidos no próximo dia 13 de janeiro, numa cerimónia que terá lugar no Ericsson Globe, em Estocolmo. Tudo para acompanhar em http://idrottsgalan.se/.


3. O artigo publicado na Orienteering World sobre o “Internet TempO Trophy” parece ter dado a Marco Giovannini a motivação necessária e suficiente para avançar desde já com uma nova edição desta singular iniciativa. As férias de Natal foram gastas a trabalhar no assunto e Marco espera que dentro de dias - “poderemos apontar o início do jogo para o 10 de janeiro, mais coisa, menos coisa” - a terceira edição possa ter lugar. Segundo o seu autor, “esta edição será mais fácil do que a anterior”, com a penalização a ser novamente de 30 segundos por cada resposta incorreta. Marco Giovannini chama a atenção para a necessidade de prestar a máxima atenção à sinalética: “nalguns casos, basta lê-la para perceber imediatamente que a resposta é Zero”. Outra dica importante tem a ver com o escasso número de problemas “entre”, tentando o autor fugir às respostas “zero” nestes casos. Ponto importante: Serão oito as estações, com cinco problemas em cada uma delas. Marco Giovannini faz questão de lembrar que este é, para além dum jogo, uma reunião virtual da comunidade trail-orientista e “não vale fazer batota”. A terminar, um desejo: “Na última edição tivemos mais de cem concorrentes e gostaria de conseguir ultrapassar esse número”. Tudo para acompanhar em http://www.trailo.it/.


Saudações orientistas.

Joaquim Margarido

Sem comentários: