terça-feira, 2 de julho de 2013

JWOC 2013: QUALIFICATÓRIA DE DISTÂNCIA MÉDIA SEM SURPRESAS



Estão encontrados os sessenta atletas masculinos e femininos que amanhã disputarão a final A de Distância Média dos Campeonatos do Mundo de Juniores de Orientação Pedestre JWOC 2013. Num conjunto de provas rijamente disputadas, Rafael Miguel foi o único atleta português a carimbar o passaporte para a final mais desejada, mercê do 19º lugar alcançado na primeira série.


Com a disputa das séries de qualificação da prova de Distância Média, chegou ao fim o segundo dia de competição deste JWOC 2013. Um dia que foi de alegria imensa para uns e de frustração para outros, os primeiros rumo à final A, os restantes a terem de se contentar com as finais de “consolação”. O mapa de Radvanice revelou-se muito técnico, obrigando os atletas a correr na meia-encosta, o que acabaria por ser fatal para muitos jovens presentes nestes Mundiais. Está neste caso o russo Andrey Kozyrev, medalha de bronze na final de Distância Longa e que hoje não foi além da 21ª posição na série M20C, a 20 segundos do apuramento. Estão neste caso, também, as portuguesas Vera Alvarez e Rita Rodrigues, respetivamente 23ª classificada na série W20A com o tempo de 28:14 (a 1:15 do apuramento para a final A) e 37ª classificada na série W20B com um registo de 33:47 (a distantes 6:02 do apuramento para a final A).

Quanto às séries masculinas, referência para o facto de estarem apurados 60 atletas de 26 países, entre os quais alguns nomes pouco ou nada usuais nestas andanças, como são os casos do sul-africano Bradley Lund, do israelita Nitsan Yasur ou do moldavo Ivan Fomiciov. Portugal também se encontra neste leque de eleição, cujo domínio pertence a finlandeses (6 atletas), checos, suiços e suecos (cinco atletas cada), graças ao 19º lugar alcançado por Rafael Miguel. Apesar da quebra física na parte final da sua prova, o atleta português deu boa conta de si e, com o tempo de 25:15, conseguiu o seu principal desiderato e que era chegar à final A. O letão Rudolfs Zernis foi o vencedor desta série com o tempo de 21:54, enquanto as duas restantes séries tiveram em Sindre Rønning Huber (Noruega) r Thor Norskøv (Dinamarca) os grandes vencedores, com registos de 21:28 e 21:12, respetivamente. Ao australiano Brodie Nankervis cabe o prémio do azar, afastado da final na série B por um escasso segundo.


Lisa Risby, Isia Basset e Lucy Butt vencem séries femininas

No setor feminino, a sueca Lisa Risby voltou a ser uma das grandes figuras destas séries qualificatórias ao triunfar na segunda série com o tempo de 22:32. Depois de ter sido uma das grandes protagonistas da jornada de ontem, a francesa Isia Basset voltou a cotar-se em excelente plano, levando de vencida a primeira série com o tempo de 21:48. Quanto à terceira série, teve na britânica Lucy Butt a grande vencedora com um registo de 21:40. As 60 atletas apuradas representam 21 países, com destaque para a República Checa (6 atletas), Suécia e Finlândia (5 atletas cada). Uma palavra de apreço para a espanhola Marina Garcia Castro, conquistando por direito próprio uma presença na final A graças ao excelente 13º lugar na segunda série. Aqui o prémio do azar vai para a francesa Emilie Backscheider, 21ª classificada na terceira série a dois segundos do apuramento.

Amanhã correm-se as finais A de Distância Média, nas quais os franceses Delphine Poirot e Remi Baudot serão os primeiros a partir, às 11:30 e 13:45, respetivamente. Rafael Miguel sairá às 13:55, menos uma hora em Portugal. Tudo para acompanhar em http://www.jwoc2013.cz/ ou aqui, no seu Orientovar.


[Foto de Petr Kadeřávek / kade.cz]


Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO

Sem comentários: