segunda-feira, 1 de julho de 2013

JWOC 2013: PARFIANOWICZ E RISBY ENTRAM COM O PÉ DIREITO



Com as vitórias de Piotr Parfianowicz e Lisa Risby está fechado o primeiro dia do JWOC 2013, o Campeonato do Mundo de Juniores de Orientação Pedestre que, ao longo de toda a semana, vai atrair sobre si as atenções da comunidade orientistas internacional. Um primeiro embate que viu ainda Rafael Miguel concluir a prova na primeira metade da tabela classificativa.


Os Campeonatos do Mundo de Juniores de Orientação Pedestre JWOC 2013 tiveram o seu início hoje, em Odolov, com a disputa da prova de Distância Longa. Uma prova com a distância de 7,1 km para o escalão feminino e de 9,9 km para o masculino, marcada sobretudo pelo desnível acentuado que, no caso das senhoras, se cifrou nos 470 metros, contra 620 metros nos homens. Uma prova especialmente dura e que acabou por constituir um teste de elevada qualidade técnica e física às capacidades dos 316 atletas que alinharam à partida.

O polaco Piotr Parfianowicz foi o grande vencedor da prova masculina, dominando do princípio ao fim e concluindo o seu percurso em 1:09.21, ao ritmo de 7 minutos por quilómetro. Uma vitória particularmente saborosa, 19 anos depois de Robert Banach, a “jogar em casa” nos Mundiais de Gdynia, ter chegado igualmente à medalha de ouro na prova de Distância Longa. Parfianowicz alcança assim a sua segunda vitória numa prova do Campeonato do Mundo de Juniores, depois do triunfo em 2011 (Rumia-Wehjerowo, Polónia), na prova de Estafeta, ao lado de Rafal Podzinski e de Michal Olejnik.


Rafael Miguel em 81º

Depois duma temporada de preparação marcada pelas lesões, o suiço Florian Schneider foi o segundo classificado com o tempo de 1:10:37, enquanto a terceira posição coube ao russo Andrey Kozyrev, que gastou mais 2:23 que o vencedor. A título de curiosidade refira-se que, à semelhança de Parfianowicz, também Schneider e Kozyrev haviam pisado já o pódio do JWOC, o primeiro graças à medalha de bronze na prova de Distância Média dos Mundiais de 2012 e o segundo nos mesmos Mundiais, onde foi o primeiro classificado na Estafeta, ao lado de Ivan Kuchmenko e Gleb Tikhonov.

Percorrendo o quadro classificativo percebemos no quarto lugar o norueguês Borger Melsom, com mais 2:32 que Parfianowicz (a Noruega chegou ao ouro na Distância Longa nas duas anteriores edições). O primeiro atleta checo foi Michal Hubacek na 11ª posição com um registo de 1:14:28 e o primeiro não europeu foi o neo-zelandês Nick Hann, que completou a sua prova no 14º lugar com o tempo de 1:15:04. Rafael Miguel (Portugal) conclui a sua prova no 81º lugar com o tempo de 1:25:34, praticamente fechando a primeira metade duma tabela classificativa que englobou um total de 169 atletas.


Luta apertada pela vitória

No setor feminino, a Suécia esteve em grande destaque ao alcançar as duas primeiras posições por intermédio de Lisa Risby e Sara Hagström, respetivamente. Apesar das seis medalhas de prata e quatro de bronze conquistadas pelas nórdicas na prova de Distância Longa das anteriores 23 edições, só por uma vez a Suécia tinha chegado ao ouro. Foi em 2008 (Göteborg, Suécia), quando Jenny Lönnkvist venceu e convenceu, ante a sua compatriota Beata Falk. Agora Lisa Risby e Sara Hagström alcançam igual proeza, a primeira com o tempo de 1:00:42, contra os 1:01:29 da segunda classificada.

O triunfo de Lisa Risby foi valorizado pela luta travada não apenas com Sara Hagström, atleta que seguia na liderança com metade da prova cumprida, mas também com outras grandes atletas, nomeadamente a francesa Isia Basset - que comandava a prova já muito perto do final mas acabaria por cair para a quarta posição com o tempo de 1:02:15 - e a russa Ekaterina Savkina, que se quedou pela terceira posição a 54 segundos apenas da vencedora. Katerina Chromá, na 7ª posição com o tempo de 1:04:48, foi a melhor atleta checa, ao passo que as portuguesas Vera Alvarez e Rita Rodrigues não concluiram os respetivos percursos. Participaram nesta prova 147 atletas.


Qualificatórias de Distância Média dominam segundo dia de provas

Amanhã é dia de qualificatórias de Distância Média. As provas terão lugar em Radvanice, junto à fronteira com a Polónia e a organização promete provas muito exigentes do ponto de vista técnico. Os atletas estarão divididos por três series em cada categoria, com Rafael Miguel a partir na segunda série às 13:34 (menos uma hora em Portugal), Rita Rodrigues a sair na primeira série às 12:45 e Vera Alvarez a correr também na primeira série e a partir um pouco mais tarde, às 13:25. Tudo para acompanhar em http://www.jwoc2013.cz/ ou aqui, no seu Orientovar.


[Fotos de Petr Kadeřávek / jwoc2013.cz]


Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO

Sem comentários: