domingo, 2 de junho de 2013

TAÇA DE PORTUGAL DE ORIENTAÇÃO DE PRECISÃO 2013: NUNO PIRES E RICARDO PINTO VENCEM NA AMOROSA



Nuno Pires e Ricardo Pinto levaram a melhor na 5ª etapa da Taça de Portugal de Orientação de Precisão 2013, disputada na Praia da Amorosa. Vitórias apertadas em ambos os casos, mas ainda assim vitórias que confirmam os talentos que vão aparecendo numa disciplina que não cessa de ganhar adeptos.


Numa manhã esplêndida de sol e calor, a Taça de Portugal de Orientação de Precisão 2013 viu cumprida mais uma etapa, desta feita na Praia da Amorosa, em Viana do Castelo. O DAHP – Núcleo de Desportivo Adaptado do Hospital da Prelada foi o responsável pela organização do I Troféu de Orientação de Precisão “Viana do Castelo – Fica no Coração”, contando com os apoios inestimáveis do Grupo Desportivo dos Quatro Caminhos e da Câmara Municipal de Viana do Castelo, bem como da Federação Portuguesa de Orientação, ANDDI – Portugal e Santa Casa da Misericórdia do Porto.

Focado essencialmente na disciplina de Precisão, o evento contou com a presença de 12 atletas na etapa da Taça de Portugal, aos quais se juntaram meia centena de participantes nos restantes percursos, 18 na Orientação Adaptada e 34 na Orientação Pedestre. Uma jornada inclusiva por excelência e particularmente gratificante para para todos aqueles que se associaram ao evento e nos quais se devem incluir, para além dos atletas e organização, dezoito acompanhantes.


Pontos cronometrados “traíram” Amador

Tirando partido da extraordinária vista espraiando-se sobre o mar de um azul imenso e dum passadiço ao longo do cordão dunar moldado pelos ventos, o traçado de percursos colocou um punhado de intensos desafios aos atletas, revelando-se do agrado de todos pela sua complexidade técnica e pela beleza paisagística inerente. Nuno Pires (Ori-Estarreja) travou com o seu companheiro de equipa António Amador intensa luta pela vitória na Classe Aberta, com o resultado final a pender favoravelmente para o primeiro no desempate por tempo nos pontos cronometrados. Com efeito, Amador fez o pleno de respostas acertadas ao longo dos dezasseis pontos que compunham o percurso, acabando por baquear estrondosamente nos dois pontos cronometrados e oferecendo desta forma a vitória a Nuno Pires com 16/18 pontos. A distantes quatro pontos dos dois primeiros classificados, Manuela Nogueira, igualmente do Ori-Estarreja, concluiu a sua prova na terceira posição.

Na Classe Paralímpica, Ricardo Pinto (DAHP) leva já três vitórias consecutivas na Taça de Portugal, batendo de novo o seu grande rival e companheiro de equipa, Júlio Guerra, pela apertada margem de um ponto (13/18 pontos contra 12/18 pontos). O atleta teve um início desastroso ao claudicar nos pontos cronometrados, mas acabou por recuperar terreno mercê duma segunda parte do percurso praticamente irrepreensível. A terceira posição coube a António José Novais (DAHP), a dois pontos do vencedor.

[Para ver as fotografias clique na imagem acima]


Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO

Sem comentários: