quinta-feira, 20 de junho de 2013

CAMPEONATO DA EUROPA DE ORIENTAÇÃO EM BTT 2013: MARIKA HARA, RAINHA DO SPRINT




Demolidora. Foi desta forma que Marika Hara se mostrou na prova de Sprint dos Campeonatos da Europa de Orientação em BTT, esmagando a concorrência e deixando bem clara a firme intenção de voltar rapidamente à liderança do ranking mundial.


Após o cancelamento na passada segunda-feira da prova de Sprint feminina dos Campeonatos da Europa de Orientação em BTT 2013, o dia de hoje - que deveria ser de descanso! - viu as atletas voltarem à floresta em luta pelo terceiro título destes Campeonatos. Numa prova muito rápida e onde as opções não abundaram por aí além, a finlandesa Marika Hara demonstrou estar num momento impressionate de forma, impondo um ritmo demolidor e acabando por cumprir os 5,8 km do seu percurso em 25:23. Tomando conta da prova praticamente desde o início, Marika esteve imparável sobretudo na segunda metade do percurso, onde levou de vencida seis dos oito parciais. Uma vitória que não sofre qualquer contestação e que é sobretudo um prémio para a atleta que mais teria a perder com a repetição desta prova, uma vez que já na passada segunda-feira tinha sido dela o melhor tempo.

Nas posições imediatas foi possível assistir a um intenso despique entre quatro grandes atletas mundiais. A sueca Cecilia Thomasson teve um início fortíssimo, ainda chegou a rolar no pódio durante uma boa parte da prova, mas um erro maior no ponto 11 acabaria por se revelar fatal, fazendo-a cair para a quinta posição final com o tempo de 28:53. Emily Benham (Grã-Bretanha), a grande figura da prova de Distância Média da passada terça-feira, mostrou-se igualmente a grande nível, chegando mesmo a ameçar a liderança de Marika Hara depois de ter apanhado logo no terceiro ponto a finlandesa Ingrid Stengard, que saira um minuto antes de si. Mas uma má opção para o ponto 8 acabaria por deitar por terra as aspirações da britânica, fazendo-a perder um minuto e, consequentemente, uma medalha que parecia estar facilmente ao seu alcance. No final, Emily Benham registaria um tempo de 28:29, a 3:06 da vencedora.


Luta titânica

Ingrid Stengard e a suiça Ursina Jäggi acabariam por travar um particular duelo sobretudo nos últimos quatro pontos do percurso, altura em que Stengard recuperava duma desvantagem para a sua adversária mais direta que chegou a cifrar-se em 34 segundos, para se colocar apenas a um segundo no “200” (que neste caso, curiosamente, era o “46”) e chegando ao Finish com um registo de 27:49 contra os 27:47 da atleta suiça. A russa Ksenia Chernykh, de quem tanto se esperava nesta final, teve um tremendo percalço no ponto 7 que a fez perder mais de seis minutos, acabando mesmo por desistir. Quanto a Anna Kaminska, a “atleta da casa” na qual os polacos depositavam justificadas esperanças numa subida ao pódio (alcançou o bronze na prova de Sprint dos últimos Mundiais da Hungria, depois de ter sido Campeã do Mundo em 2010, em Portugal), teve uma entrada infeliz no mapa, perdendo quase cinco minutos no segundo ponto e pondo fim precocemente ao sonho numa medalha.

Amanhã a grande competição estará de regresso para a disputa dos títulos de Distância Longa. Tudo para acompanhar em http://www.emtboc2013.pl/ ou aqui, no seu Orientovar.



Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO

Sem comentários: