sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013

PORTUGAL O' MEETING 2013: TODOS OS CAMINHOS VÃO DAR A IDANHA-A-NOVA!



Norte, Sul, Este, Oeste. A partir de amanhã e ao longo de quatro intensos e desgastantes dias, os caminhos de 1665 atetas de 28 países vão dar a Idanha-a-Nova, no interior centro de Portugal. É o Portugal O' Meeting 2013, evento incontornável da temporada de Inverno de Orientação Pedestre e ponto de encontro dos melhores especialistas mundiais.


O Portugal O' Meeting 2013 está quase a chegar. Quando os ponteiros marcarem as 11 da manhã de amanhã, sábado, uma mole imensa de atletas começará a fluir rumo à floresta, abrindo o primeiro dos quatro dias de competição com uma prova de Distância Longa. Depois é todo um corropio de provas a preencher um programa com tanto de aliciante como de absorvente, contemplando duas Distâncias Médias (uma das quais, a do terceiro dia, pontuável para o ranking mundial da modalidade), duas de Sprint urbano e uma etapa de Orientação de Precisão e Orientação Adaptada. Tudo terminará como começou, com uma decisiva prova de Distância Longa que permitirá apontar, em definitivo, aqueles que serão os grandes vencedores desta 18ª edição do Portugal O' Meeting.

No setor feminino, a helvética Simone Niggli reúne todo o favoritismo. A atleta prescindiu das etapas da ronda inaugural da Taça do Mundo 2013, que tiveram lugar na Nova Zelândia, iniciando a sua temporada em Portugal e num evento que ela refere como «prometendo sempre muita competição e grandes terrenos». Depois das vitórias no POM 2002, 2010, 2011 e 2012, a melhor atleta de todos os tempos prepara-se para chegar à quinta vitória no certame, mas deverá contar com a forte oposição de nomes como os da sueca Annika Billstam, da dinamarquesa Ida Bobach, da francesa Amélie Chataing ou da finlandesa Sofia Haajanen.

No setor masculino, a luta parece poder vir a ser muito mais acesa, com o suiço Matthias Kyburz, o norueguês Olav Lundanes e o francês Thierry Gueorgiou a fazerem recair sobre si as principais atenções, eles que ocupam, por esta ordem, os três lugares cimeiros do ranking mundial. Lundanes mostrou-se a grande altura na Nova Zelândia e partiria certamente na «pole position», mas apenas disputará duas das quatro etapas do POM, estando desde logo fora da corrida à vitória final. Restam Kyburz, que quererá mostrar que não é apenas um Sprinter de exceção e Gueorgiou que pretenderá comprovar que os maus momentos que o afastaram da disputa dos títulos Europeus e Mundiais em 2012 ficaram já para trás. Mas há ainda o francês Philippe Adamski, o búlgaro Kiril Nikolov ou os russos Dmitry Tsvetkov e Valentin Novikov, entre outros, todos eles atletas de eleição que poderão causar a nota de sensação.

Uma palavra ainda para a organização do Portugal O' Meeting 2013, que contará com a assinatura da ADFA. Em relação a anos anteriores, o evento regista nesta edição uma ligeira quebra de participação, facto que Mário Duarte, Diretor da Prova, relaciona com «a difícil conjuntura económica e com o facto de o Governo ter retirado o Feriado na terça-feira de Carnaval». Para aquele responsável, «bastava que comparecessem o mesmo número de portugueses que no ano passado para não haver quebra. É tão simples como isso!» Certo é que, com mais ou menos atletas, o evento garante desafios técnicos de grande envergadura em terrenos de sonho, com Monsanto, «a aldeia mais portuguesa de Portugal», por pano de fundo. O que suscita em Mário Duarte um desejo e que se resume numa só palavra: «Desfrutem!»

Atenções centradas, pois, de hoje e até ao próximo dia 12, em Idanha-a-Nova. Tudo para acompanhar em http://www.pom.pt/pt/.


Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO


[Este artigo conta com os apoios de Orievents, SERI e Câmara Municipal de Idanha-a-Nova]


Sem comentários: