segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

PORTUGAL O' MEETING 2013: MARK HEIKOOP E JÚLIO GUERRA VENCEM ETAPA DE ORIENTAÇÃO DE PRECISÃO



Mark Heikoop e Júlio Guerra foram os grandes vencedores da prova de Orientação de Precisão que teve lugar na tarde de ontem em Idanha-a-Nova. Integrada no Portugal O' Meeting 2013, a prova saldou-se num enorme sucesso, tanto pelos desafios técnicos que encerrou como pelo número e qualidade dos atletas presentes.


«A melhor prova de Orientação de Precisão em Portugal até hoje». Foi assim que Mark Heikoop, atleta e cartógrafo holandês, traçou o seu balanço no final da prova. Heikoop foi o 6º classificado na Classe Aberta do último Campeonato do Mundo de Orientação de Precisão, é visita assídua do nosso País e do POM desde finais da década de 90 do século passado e tem acompanhado de há uns anos a esta parte a evolução da nossa Orientação de Precisão. Daí não ter dúvidas em afirmar que «foi uma boa e desafiante prova e os portugueses estão no bom caminho».

Na Classe Aberta Mark Heikoop foi o único atleta a conseguir completar o seu percurso de forma limpa, acertando todas as 18 respostas e sendo dele, inclusivé o terceiro melhor tempo nos pontos cronometrados, com as duas respostas em 19 segundos. O mais rápido a responder no ponto cronometrado foi o húngaro Zoltan Mihaczi, com 15 segundos o que, somado aos 14 pontos alcançados na prova, lhe conferiu a 3ª posição. O segundo classificado foi o português António Aires, com 15 pontos. Na Classe Paralímpica, a luta dirimiu-se entre os cinco atletas do Núcleo de Desporto Adapatado do Hospital da Prelada. Recém-chegado à Orientação de Precisão, Júlio Guerra deu a nota de sensação ao garantir a vitória com 8 pontos, contra os 7 pontos de Diana Coelho, a vencedora da Taça de Portugal de Orientação de Precisão 2012. Na terceira posição classificou-se Ricardo Pinto, a três pontos do vencedor.


«Entre o frustrado e o satisfeito»

Num percurso traçado por Joaquim Margarido e Luís Sérgio, evoluíram 88 atletas, o que faz desta prova a mais participada de sempre em Portugal. Nomes como os de Thierry Gueorgiou, Annika Billstam, Kiril Nikolov, Frédéric Tranchand, Philippe Adamski ou dos vencedores da Taça de Portugal de Orientação Pedestre 2012, Tiago Aires e Raquel Costa, foram presença significativa num evento que chegou a estar em risco devido ao denso nevoeiro que subitamente se abateu sobre Idanha-a-Nova.

Quem também não faltou à chamada foi o maior divulgador mundial de Orientação, Jan Kocbach, que no final referiria sentir-se «entre o frustrado e o satisfeito, aliás como sempre na Orientação de Precisão». Na curta experiência de Jan na Orientação de Precisão esta uma situação recorrente, já que reconhece méritos enormes a esta disciplina mas, na fase de discutir as opções, «nem sempre é fácil perceber quais foram os critérios do traçador de percursos, que elementos foram valorizados para lançar o problema e o resultado pode ser muito frustrante».


Resultados

Classe Aberta
1º Mark Heikoop (Aligots) 18/18 (00:19)
2º António Aires (Individual) 15/18 (01:29)
3º Zoltan Mihaczi (Pannonnian) 14/18 (00:15)
4º Luís Leite (GD4C) 14/18 (01:41)
5º Heather Walton (JOK) 13/18 (00:57)
6º Nuno Pedro (CAOS) 13/18 (01:31)
7º Kiril Nikolov (Kalevan Rasti) 13/18 (02:15)
8º Tiago Aires (GafanhOri) 12/18 (01:05)
9º Raquel Costa (GafanhOri) 12/18 (01:07)
10º Urtzi Mota (Columbia) 12/18 (01:50)

Classe Paralímpica
1º Júlio Guerra (DAHP) 08/18 (01:34)
2º Diana Coelho (DAHP) 07/18 (01:45)
3º Ricardo Pinto (DAHP) 05/18 (01:53)
4º António Novais (DAHP) 02/18 (02:05)
5º Ana Paula Marques (DAHP) -02/18 (03:00)


Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO


[Este artigo é patrocinado por Orievents, SERI e Câmara Municipal de Idanha-a-Nova]



Sem comentários: