quarta-feira, 31 de outubro de 2012

DUAS OU TRÊS COISAS QUE EU SEI DELA...




1. Simone Niggli quebrou o tabu no passado dia 23, para anunciar que a sua carreira de atleta de alta competição irá continuar “por mais um ou dois anos”. “Após muito deliberar e discutir, estou em condições de afirmar que a minha carreira de atleta profissional de Orientação vai continuar!”, pode ler-se na página da atleta, em http://www.simoneniggli.ch/home/page.aspx?archive_id=9747. Simone confessa que sente ainda uma enorme alegria em fazer aquilo que faz tão bem, retirando daí a necessária motivação. O apoio da família terá sido fundamental no tocante à tomada de posição da atleta – recorde-se que Simone Niggli é mãe de três crianças de tenra idade ainda -, o que a leva a afirmar que, “nos próximos um ou dois anos ainda vou querer ter uma palavra a dizer quanto às medalhas.” Confessando achar atrativa a possibilidade de marcar presença nos Mundiais da Finlândia do próximo ano, é aí que a atleta centra o seu principal objetivo, relegando para segundo plano uma eventual vitória na Taça do Mundo o que, a acontecer, seria a nona vez em doze anos. Prova disso mesmo é o abdicar da presença na Nova Zelândia, em Janeiro do próximo ano, onde a Taça do Mundo dará o pontapé de saída. Sendo assim, o Orientovar aposta no Portugal O' Meeting como o evento de eleição da atleta para o arranque da temporada!


2. Teve lugar em Seebestein, nos passados dias 08 a 10 de Outubro, um encontro militar internacional onde foi decidido atribuir à Áustria a organização da 47ª edição do Campeonato Mundial Militar de Orientação do CISM 2014. Depois de 1974, 1982 e 2002, a Áustria volta a organizar o evento onde são esperados atletas de cerca de 30 países. Os títulos mundiais militares de Distância Média, Distância Longa e Estafetas serão disputados nas cidades de Badersdorf e Kohfidisch, na bela região vinhateira de Eisenberg. O chefe militar norueguês, Tenente-Coronel Harald Østbye, mostrou-se impressionado com as condições encontradas e está otimista quanto a um evento desportivo de altíssima qualidade. “A combinação de terrenos de cultivo e de floresta é perfeita para um grande Campeonato Mundial Militar de Orientação”, referiu Østbye. As renovadas infraestruturas do Montecucoli-Kaserne acolherão 250 a 300 participantes, reunidos de 24 a 30 de Agosto de 2014 sob o lema “Friendship through Sport”. A notícia pode ser lida no seu contexto em http://www.oefol.at/.


3. No próximo sábado, pelas 09h30, realiza-se nos Jardins do Marquês em Oeiras mais uma actividade enquadrada no programa «Mexa-se Mais» da Câmara Municipal de Oeiras. Organizada pelo CPOC – Clube Português de Orientação e Corrida, a iniciativa constará dum Percurso Curto (1,5 Km) e dum Percurso Longo (4 Km), desenvolvendo-se em dois mapas distintos: Um mapa ampliado à escala de 1:1.500, dentro dos jardins do Palácio do Marquês e um mapa à escala de 1:5.000, na malha urbana de Oeiras. De acordo com a organização, “não haverá prémios nem afixação de resultados, mas haverá técnicos do CPOC disponíveis para briefings de introdução à Orientação!” A participação na actividade é gratuita, mas a inscrição é necessária para garantir que não faltarão mapas. A participação a pares, em grupos ou individualmente é livre. Informações e inscrições em http://www.cpoc.pt/eventos.php?ev=Oeiras44.


4. O Orimarão – Clube de Orientação de Vila Real, vai organizar na Fraga da Almotolia o encontro anual de Orientação de São Martinho. À semelhança dos anos anteriores, e daquilo que é apanágio da própria modalidade, pretende-se que este encontro se traduza num momento de convívio entre todos, pelo que o clube propõem aos habituais praticantes “que convidem um familiar, um amigo a experimentar um percurso de Orientação.” Agendada para a manhã do próximo sábado, a iniciativa tem como propósito divulgar a modalidade e possibilitar a sua prática num contexto de formação / competição, enquadrando desde os iniciantes aos atletas federados mais experientes. De acordo com a organização, estarão disponíveis um Percurso de Iniciação (1,6 km), designado por “Pais e Filhos”, um Percurso Médio (1,8 km) e um Percurso Longo (2,4 km). Depois da prova, haverão jogos de Orientação para os mais novos... e para a criança que há em cada um de nós! O IV Encontro de Orientação de São Martinho vai desenrolar-se durante o período da manhã, entre as 10h00 e as 12h00 horas, devendo os interessados contactar a organização através do e-mail orimarao@gmail.com.


5. Originalmente Depósito de Remonta e Garanhões, o CMEFD - Centro Militar de Educação Física e Desporto está a festejar o seu 101º aniversário, contando entre as atividades festivas com uma prova de aventura para os seus militares, mas extensível a toda a comunidade militar e civil. O evento terá lugar no dia 10 de Novembro, com partida e chegada nas instalações do CMEFD, em Mafra. Esta é uma oportunidade para os amantes das Corridas de Aventura se prepararem para o Desafio Trevim, a prova que encerrará a presente temporada, podendo usufruir de excelentes desafios feitos de Orientação Pedestre, Orientação em BTT, Rappel, Escalada, Rede de Abordagem, Cordas, Slide e Lançamento de Granadas (!). As inscrições, com um custo de 10 euros, podem ser feitas até ao dia 05 de Novembro, para o e-mail fpo-corridas-aventura@googlegroups.com.


Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO

terça-feira, 30 de outubro de 2012

ORIENTAÇÃO NOS ESCALÕES DE FORMAÇÃO




Rui Tavares publicou no Oasis Fórum, o Fórum Oficial da Federação Portuguesa de Orientação - http://orioasis.pt/forum/ -, um artigo de opinião onde reflete sobre a Orientação nos escalões de formação. Pela sua relevância, chamamos hoje o assunto para a ordem do dia, aqui no Orientovar.


Constata-se, de forma cada vez mais evidente, que os orientistas são poucos dados a estas coisas da escrita, comentários, mensagens, notas e afins. Que essa postura pouco interventiva faz com que todos, sem exceção, acabemos por passar ao lado de muito do que de bom se vai fazendo um pouco por todo o lado, acaba por ser uma triste evidência. Daí que, quando o Oasis Fórum dá a ver uma mensagem digna desse nome, aquilo que deveria ser um ato normal assume foros de verdadeiro acontecimento.

Vem isto a propósito da chamada de atenção deixada por Rui Tavares na nossa “tribuna” e que tem a ver com a “Orientação nos Escalões de Formação”. Começando por se referir àquilo que designa por “algumas falhas recorrente na aplicação do regulamento técnico-pedagógico para escalões de formação” e que o próprio considera “muito importante para garantir o futuro sustentável da orientação.”


Cumpram-se as regras

Fazendo questão de vincar que “o regulamento específico para escalões de formação em Orientação Pedestre é claro em vários aspectos”, Rui Tavares apela à reflexão sobre duas situações em concreto: 1) "(...) não deverão ser atribuídos prémios aos primeiros classificados, mas sim lembranças a todos os participantes adequadas à sua idade”; e, 2) Elementos críticos do traçado de percursos H/D11 [Regulamento de Técnico Pedagógico: http://www.fpo.pt/www/images/fpo/regulam...o_hd11.pdf]

Concretizando: “Nas últimas três provas da Taça foram realizados pódios para os escalões de formação, deixando de fora vários atletas que não se classificaram nos três primeiros lugares.” Tavares reconhece que “é possível que eu seja um pouco mais sensível para esta questão por ter uma filha a participar neste escalão, mas é verdade que para estes jovens estas questões podem levá-los à total desmotivação e à desistência da prática da modalidade.” Quanto aos já referidos “Elementos críticos do traçado de percursos H/D11”, acrescenta ser “com muita tristeza que vejo continuamente os traçados de percursos para estes escalões não cumprirem as recomendações técnicas que garantam a segurança e a aprendizagem correta por parte dos atletas.”


Parabéns ao COALA”

No final do artigo, pode ler-se uma opinião muito pessoal: “Acho que os organizadores, supervisores e traçadores deveriam ter mais atenção a estes pormenores, porque afinal, os riscos associados aos atletas mais jovens são grandes e é muito fácil um atleta destes perder-se. O regulamento nesta área é muito claro e deveria ser aplicado de forma consistente.”

Entretanto, no rescaldo do II Troféu de Orientação Pedestre “Cidade de Santiago do Cacém”, Rui Tavares regressa ao assunto para “louvar as boas prestações em relação à aplicação do regulamento de escalões de formação. A organização do COALA (...) esteve muito bem no que respeita aos escalões de formação”. Destacando o facto de “as lembranças foram entregues a todos os jovens, sem classificação atribuida” e ainda “os percursos eram perfeitamente adequados os nível de iniciação e permitiram que os jovens (e os pais) tivessem a segurança necessária”, Rui Tavares termina com uma nota: “É importante referir estes bons exemplos para que todos possamos tentar aprender entre nós e garantir uma maior consistência nos eventos de Orientação. Parabéns ao COALA”.



Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO

segunda-feira, 29 de outubro de 2012

II TROFÉU DE ORIENTAÇÃO PEDESTRE "CIDADE DE SANTIAGO DO CACÉM": VITÓRIAS DE TIAGO AIRES E ANDREIA SILVA




Teve lugar este fim de semana, em Santiago do Cacém, o II Troféu de Orientação daquela bonita cidade alentejana. Bom tempo, uma moldura humana interessante e, no final, o regresso de Tiago Aires e Andreia Silva às vitórias em provas da Taça.


Pela segunda vez no seu historial, o Coala-Clube de Orientação e Aventura do Litoral Alentejano, levou a efeito um evento de Orientação Pedestre em Santiago do Cacém. O II Troféu de Orientação Pedestre “Cidade de Santiago do Cacém” contou com os apoios da autarquia local e da Federação Portuguesa de Orientação e foi disputado por um total de 309 atletas distribuídos pelos 32 escalões de competição e que devem juntar-se quase uma centena de participantes nos quatro escalões de promoção.

Disputada no Mapa de “Vale das Traves”, a prova de Distância Longa do primeiro dia viria a colocar interessantes desafios aos contendores, permitindo assistir a uma luta intensa no escalão de Elite Masculina, onde Tiago Aires (GafanhOri) levou a melhor sobre João Mega Figueiredo (CN Alvito) pela margem de 1:01. Tiago Romão (ADFA), terceiro classificado a 2:25 de Tiago Aires, mantinha-se na corrida pela vitória no Troféu. No setor feminino, a checa Stepanka Betkova (Ginásio) foi uma confortável vencedora, deixando a segunda classificada, Andreia Silva, a 5:21 de diferença.

O tira-teimas do segundo dia trouxe de novo os participantes ao Mapa de “Vale das Traves”, para uma prova de Distância Média, na qual Tiago Aires voltou a ser o mais rápido, conquistando com inteiro mérito este II Troféu de Orientação Pedestre “Cidade de Santiago do Cacém”. No setor feminino, Stepanka Betkova esteve em dia não, claudicando de forma surpreendente e permitindo a Andreia Silva uma saborosa vitória.


Um fim de semana a recordar e repetir!”

Diretor do Evento, Luciano Lucas assumiu para o Orientovar o comentário à forma como tudo decorreu, começando por dizer que “foi positivo e os nossos objectivos foram atingidos, mesmo com a fasquia elevada, passámos os minimos!” Para aquele responsável, “os visitantes e 'oriatletas', apresentaram-se prontos a participar no nosso evento debaixo deste ambiente soalheiro, com bastante entusiasmo, uns apenas a contemplar a modalidade e o belo sol de Outono que nos visitou, os outros objectivando os lugares cimeiros!” E concretiza: “Os dias foram excelentes para a prática da modalidade! Dias antes chovera a cantaros... e os terrenos apresentavam-se amaciados com as primeiras chuvas... Após os dois dias, os intervenientes expressaram, no final da Cerimonia de Entrega de Premios e de Lembranças, o seu reconhecimento! Foi um prazer senti-lo! E transmitir ao grupo que deu o seu melhor!”

Luciano Lucas prossegue: “Os traçados de Luis Santos, foram bastante exigentes. Sinergias práticas e efetivas são o sentimento que fica quando alguém aborda desta forma a modalidade, como ele o faz. Só podemos obter resultados positivos de satisfação no grupo e na família da Orientação e de elevação da modalidade quando temos pessoas efectivamente motivadas. O Luis deu um passo e nós aceitamos o desafio.” Referindo-se a outro elemento fundamental na dinâmica organizativa de qualquer prova: “A Supervisão do incansável Alexandre Reis. Parceiro de longa data, agora na prespectiva de Supervisor, apesar de tardio, chegou e de repente assumiu e vestiu a camisola, pois havia tempo a recuperar! A fasquia foi colada! Os colaboradores do COALA e seus associados tambem deram o que de melhor tinham para dar. Uns com algum conhecimento da modalidade outros nem por isso, mas não quiseram estar ausentes, uma contribuiçao positiva e quem sabe mais alguns para acrescentar a esta familia!” E conclui: “Diria que foi um fim de semana a recordar e repetir! Aos que para ela contribuiram em meu nome, e do COALA, um grande bem hajam!”


Resultados

Homens Elite
1º Tiago Aires (GafanhOri) 2000,00 pontos
2º Tiago Romão (ADFA) 1967,68 pontos
3º Joaquim Sousa (COC) 1854,89 pontos
4º Tiago Gingão Leal (GafanhOri) 1775,73 pontos
5º Gildo Silva (COC) 1676,26

Damas Elite
1º Andreia Silva (COC) 1942,17 pontos
2º Raquel Costa (GafanhOri) 1859,51 pontos
3º Rita Rodrigues (GafanhOri) 1854,18
4º Stepanka Betkova (Ginásio) 1738,87 pontos
5º Patrícia Casalinho (COC) 1594,62 pontos

Vencedores Outros Escalões
H/D10 – João Pedro (ADFA) e Catarina Pereira (ADFA)
H/D12 – André Daniel (Ginásio) e Mariana Amador (Ori-Estarreja)
H/D14 – Ricardo Esteves (ADFA) e Catarina Daniel (CPOC)
H/D16 – João Novo (.COM) e Inês Alves (GD4C)
H/D18 – Daniel Catarino (CLAC) e Carolina Delgado (GD4C)
H/D20 – Hélder Marcolino (GD4C) e Vera Alvarez (CPOC)
H/D21A – José Pereira (CP Armada) e Rita Madaleno (ADFA)
H/D21B – Levi Pagaime (Ori-Estarreja) e Ana Margarida Vaz (Ori-Estarreja)
H/D35 – Alberto Branco (CP Armada) e Susana Pontes (CPOC)
H/D40 – Mosca Rodrigues (CP Armada) e Anabela Vieito (COC)
H/D45 – Armando Sousa (ADFA) e Luisa Mateus (COC)
H/D50 – Mário Duarte (ADFA) e Isabel Monteiro (COC)
H/D55 – Álvaro Coelho (Ginásio) e Margarida Rocha (GD4C)
H/D60 – Manuel Dias (GafanhOri) e Sinnika Ovaskainen (HS – Algoz)
H65 – Armandino Cramez (Ori-Estarreja)
H70 – Jorma Ovaskainen (HS – Algoz)
Promoção 1 (Fácil Curto) – Ismael Rodrigues (TST)
Promoção 2 (Difícil Curto) – Dionísio Estróia (CP EPAL)
Promoção 3 (Fácil Longo) – Francisco Neto Silva (GD4C)
Promoção 4 (Difícil Longo) – Pedro Medley (CLAC)


[Foto extraída do Álbum de Isabel Barra no Facebook, em http://www.facebook.com/media/set/?set=a.2199193397581.61365.1779660036&type=3]


Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO

domingo, 28 de outubro de 2012

MARATONISTAS BEM ORIENTADOS



Disputou-se esta manhã, nas ruas do Porto, Matosinhos e Vila Nova de Gaia, a 9ª edição da Maratona do Porto EDP. A prova registou um novo máximo de participantes, com 1668 atletas a concluirem os 42.195 metros do percurso (números provisórios), entre os quais vários orientistas. Para a posteridade, aqui ficam os rostos daqueles que a objetiva do Orientovar conseguiu captar. A eles, um abraço de admiração pela coragem de enfrentar - e superar! - tão grande desafio.


Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO

CAMPEONATO NACIONAL ABSOLUTO DE ORIENTAÇÃO PEDESTRE 2012: PRIMEIRAS INFORMAÇÕES




Dentro de quatro semanas, disputa-se em Abrantes a décima edição do Campeonato Nacional Absoluto de Orientação Pedestre, que colocará um ponto final na presente temporada. Problemas informáticos, de acordo com a organização, têm impedido os interessados em aceder às várias informações de caráter geral e técnico relacionadas com o evento. O Orientovar associa-se ao esforço de divulgação, publicando um conjunto de informações retiradas dos vários documentos até agora produzidos.


Têm lugar nos dias 24 e 25 de Novembro, no concelho de Abrantes, os Campeonatos Nacionais Absolutos de Orientação Pedestre 2012. Organizado pelo CAO – Clube de Orientação e Aventura, com Direção de Prova de Jorge Elias, Supervisão de Alexandre Reis e Traçado de Percursos de César Conceição, o evento compreenderá no primeiro dia as provas qualificatórias, às quais se seguirão, no derradeiro dia, as finais.

À final A terão acesso os 60 atletas femininos e os 60 atletas masculinos com a nacionalidade
portuguesa, praticantes de competição, filiados na FPO ou em federações congéneres estrangeiras,
melhor classificados na prova do primeiro dia, desde que o seu tempo corresponda pelo menos a 60 pontos em relação ao tempo do melhor atleta (Pontuação = tempo do atleta / tempo do melhor x 100). Não têm acesso à final A atletas dos escalões de formação e H/D 14. Citando o Regulamento de competições, “apenas existirá uma final para femininos e uma final para masculinos. Os atletas que não forem apurados para a final correrão nos seus escalões de inscrição. O vencedor do Campeonato Nacional Absoluto será encontrado pelos resultados da Final A e serão distinguidos os 5 primeiros atletas femininos e os 5 primeiros atletas masculinos.”

As provas de Apuramento disputam-se sobre percursos de Distância Média em terrenos localizados em São Facundo. As finais estão marcadas para Casais Revelhos, com uma prova de Distância Longa. Ambos os mapas são novos, acabadinhos de produzir, e têm a assinatura de José Oliveira. No desenho do mapa de São Facundo, colaboraram ainda Cláudio Silva e Jorge Elias. A organização faz saber que as provas decorrerão em “terreno com relevo médio e com diversos pormenores de relevo. O terreno é na sua maioria arborizado e alterna zonas limpas de rápida progressão com áreas de vegetação rasteira densa e de progressão lenta / muito lenta”.

Resta acrescentar que as inscrições poderão ser feitas, como habitualmente, via OASIS ou através do e-mail actividadescoa@gmail.com. Fique atento à página do Clube de Orientação e Aventura - http://www.coa.com.pt/ - onde a qualquer momento poderá ser disponibilizada toda a informação.


Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO

sábado, 27 de outubro de 2012

FEDERAÇÃO INTERNACIONAL DE ORIENTAÇÃO DIVULGA CALENDÁRIO DE PROVAS WRE PARA 2013




A Federação Internacional de Orientação divulgou o Calendário para 2013 das provas de Orientação Pedestre pontuáveis para o ranking mundial da modalidade. São os muito aguardados WRE, que terão o seu início no dia 06 de Janeiro, na Nova Zelândia, para encerrarem a 27 de Dezembro, na Bélgica.


Já se encontra disponível o Calendário completo das provas pontuáveis para o ranking mundial de Orientação Pedestre e referentes à próxima temporada. Ao todo, são 110 as provas que integram este particular calendário, com o destaque a ir por inteiro para as séries qualificatórias e as finais do Campeonato do Mundo WOC 2013, nas variantes de Sprint, Distância Média, Distância Longa e Estafetas.

Importantes pela sua dimensão e significado, as provas pontuáveis para a Taça do Mundo voltam a merecer uma atenção muito especial, sobretudo num ano em que as hostilidades vão ter o seu início “do outro lado do mundo”, mais concretamente na Nova Zelândia. É aí que, de 06 a 15 de Janeiro, decorrem os Campeonatos de Orientação da Oceânia e, com eles, as três primeiras etapas da Taça do Mundo. Taça do Mundo que segue depois para a Escandinávia, para a habitual “digressão” do Nordic Orienteering Tour, com cinco etapas a decorrerem de 01 a 08 de Junho. Um mês mais tarde têm início os Campeonatos do Mundo, que concorrem com mais três etapas. Após um ano de interregno, a final da Taça do Mundo regressa à Suiça onde, nos dias 05 e 06 de Outubro, terá lugar o popular PostFinance.


Brasil recebe igualmente três provas

Analisando o Calendário em detalhe, é possível perceber que, depois da Nova Zelândia, o Sul da Europa transforma-se, ao longo de um mês e meio (de 26 de Janeiro a 09 de Março) na “meca” da Orientação mundial. Portugal, Espanha e Turquia receberão três provas cada, com o Portugal O' Meeting, a disputar em Idanha-a-Nova, chamando sobre si o grosso das atenções, devidamente secundado pelo Norte Alentejano O' Meeting 2013 (Nisa) e pelo XIV Meeting de Orientação do Centro (Osso da Baleia, Pombal). Ligeiramente mais cedo do que o costume, a Danish Spring, agendada para 16 de Março, traz a Orientação para paragens nórdicas. O resto do mês verá as provas WRE disseminar-se por países como a Bulgária, Croácia, Suécia, Grã-Bretanha, Hungria, Japão, Austrália e Nova Zelândia.

A Orientação regressará ainda à Oceania, primeiro à Nova Zelândia, no primeiro dia de Junho e depois à Austrália, só em finais de Setembro. Quanto ao Japão, queda-se pelo “39th All Japan Orienteering Event” a visita duma prova WRE ao continente asiático em 2013. A África não terá nenhum evento maior no próximo ano, enquanto o continente americano contará com algumas provas bem interessantes, a começar pelas três etapas dos Jogos Mundiais, que terão lugar nos dias 02, 03 e 04 de Agosto, em Cali (Colômbia). Nos dias 11 e 12 de Outubro, será a vez do Canadá receber duas etapas WRE integradas nos Campeonatos Nacionais daquele país. O Brasil receberá igualmente três provas pontuáveis para o ranking mundial, mas neste caso em três momentos distintos: as primeira etapa e terceira etapas do Campeonato Brasileiro de Orientação (21 de Abril e 02 de Novembro, respetivamente) e ainda o Campeonato Sul-Americano de Orientação, em 17 de Novembro.


5 Dias da Bélgica” encerram calendário

Provas clássicas como o Jan Kjellstrom (Grã-Bretanha, 29 a 31 de Março), Norsk O-Festival (22 de Junho) ou O-Ringen (21 de Julho) integram igualmente este calendário, a par dos Nacionais de países tão distintos como a Dinamarca, Alemanha, França, Itália ou República Checa. Tudo terminará a 27 de Dezembro, com o tradicional Sylvester – 5 ou, se preferirem, os “5 Dias da Bélgica”. A lista completa de eventos pode ser consultada em http://iof.6prog.org/WR_Diary.aspx?yymm=1300&Det=8&how=F.


Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO

sexta-feira, 26 de outubro de 2012

PELO BURACO DA FECHADURA: "ORIENTA A TUA DIABETES!"




Pelo segundo ano consecutivo, a Associação de Diabéticos do Concelho de Ovar assinala o Dia Mundial da Diabetes com uma atividade de Orientação. Agendada para o próximo dia 10 de Novembro, o “Orienta a tua Diabetes!” volta a ser um espaço único de convívio e partilha e no qual desporto e saúde passeiam de mãos dadas. Hoje espreitamos o evento pelo buraco da fechadura.


No âmbito das comemorações do Dia Mundial da Diabetes, a Associação de Diabéticos do Concelho de Ovar (ADCO) leva a cabo no sábado, dia 10 de novembro, uma iniciativa aberta a toda a população, visando sensibilizar para a problemática da Diabetes.

Trata-se duma actividade de Orientação que decorrerá pelas ruas da cidade, com início pelas 14h30 no Largo Almeida Garrett, em Ovar. Em paralelo, a ADCO promoverá várias acções visando o rastreio da Diabetes na população e o seu esclarececimento por forma a prevenir e detectar a doença, bem como desmistificar o risco da prática do desporto nos seus portadores.


Inscrições gratuitas

Aberto a todos, independentemente da idade ou género, podendo participar individualmente ou em grupo, o “Orienta a tua Diabetes!” distribui-se por três percursos de caráter não competitivo e de grau de dificuldade variável, de acordo com as respetivas distâncias. Para os entusiastas da modalidade, o objetivo será o de completar o seu percurso pela ordem indicada no mapa e no mais curto intervalo de tempo. Mas este será igualmente um momento privilegiado para ver Ovar com um olhar diferente e, através dum mapa de Orientação, descobrir os seus mais insuspeitados recantos, a beleza das suas casas, o colorido dos seus azulejos e a riqueza histórica dos seus monumentos.

Esta actividade conta com organização técnica do Clube Ori-Estarreja e com os apoios da Câmara Municipal de Ovar, Junta de Freguesia de Ovar, Menarini Diagnósticos, Abbott Laboratórios e Atletas Fim de Semana, estes últimos através da cedência do mapa onde a prova se irá realizar. As inscrições são gratuitas. Para inscrições e mais informações, contacte a Associação de Diabéticos do Concelho de Ovar através do 256597296 / 936206881 ou visite a página do evento no Facebook, em http://www.facebook.com/events/396255690446713/


Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

MANHÃ SOLIDÁRIA EM S. MARTINHO DE BOUGADO




O Parque de Nossa Senhora das Dores, em S. Martinho de Bougado (Trofa), recebe na manhã do próximo domingo, uma manhã desportiva solidária. Momento privilegiado para experimentar o cicloturismo, o mini-basquete, o Slot Car e, naturalmente, a Orientação.


A Comissão Social de Freguesia de S. Martinho de Bougado (Trofa) denota que no último ano os problemas sociais se têm agravado na freguesia e que os apoios existentes são cada vez menores em termos estatais. Deste modo tem tentado, através de diferentes iniciativas, angariar fundos para o seu Fundo de Emergência Social, tentando assim dar resposta aos constantes pedidos de apoios da população carenciada.

Deste modo, no dia 28 de Outubro, está planeada a realização de uma manhã solidária, com abertura do Secretariado prevista para as 08h30 e o início das atividades, no espaço do Aquaplace, às 09h15. Ao longo da manhã estão agendadas uma Caminhada (5 km) e diferentes atividades desportivas, com demonstração de Atletismo, Kickboxing, Mini-Basquete, Orientação, Dança e Slot Car. Uma Mega aula de Aeróbica, de novo no espaço do Aquaplace, colocará um ponto final na Manhã Desportiva, havendo ainda lugar a um Sorteio, pelas 12h30.

A participação tem um custo de dois sorrisos :), com a oferta de um “kit”. Mas esta iniciativa, naturalmente, ficará muito mais rica se puder contar com a sua presença. Ajudar é um dever de todos.... Ao participar estará a ajudar!


Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

DUAS OU TRÊS COISAS QUE EU SEI DELA...




1. Chama-se Global News e afirma-se como “um orgão de informação nacional, generalista, pluralista e que tem como base os princípios da liberdade, independência e tem como objetivo fundamental fazer com que todos os leitores tenham direito à informação.” Informação desportiva, acrescente-se, já que este é um projeto de e para o desporto. Com sede em Guimarães e tendo o jornalista Alexandre Bernardo como Coordenador-Geral do projeto, o Global News conta na redação com uma equipa de dez elementos, entre os quais Vítor Dias, administrador do prestigiado webzine “Correr Por Prazer” e um entusiasta da Orientação. Assim sendo, não será novidade para ninguém que visite o espaço em http://desporto.globalnews.pt/, que entre os vários separadores - dedicados, entre outros, ao Futebol, ao Basquetebol ou ao Hóquei em Patins -, um haja que é voltado exclusivamente para a Orientação. Vale a pena passar por aqui. Apelativo, dinâmico e sempre atual, o Global News representa mais um importante veículo de divulgação do nosso desporto, que deve ser reconhecido e acarinhado como tal. Daí que hoje, excecionalmente, eu volte a “abrir a gaveta” para atribuir ao Global News o Louvor da Semana!


2. Dando seguimento aos objetivos traçados para a formação de técnicos de Orientação e conforme divulgado no Plano de Atividades da Federação Portuguesa de Orientação para 2012, vai realizar-se uma Ação de Formação de SPORTident – Sistema Eletrónico de Controlo de Provas. A atividade decorrerá nos dias 03 e 04 de Novembro de 2012, na região de Melides e Vila Nova de Santo André, no decorrer das provas da Taça de Portugal de Orientação em BTT e Orientação Pedestre, a organizar pelo Clube da Natureza de Alvito e usando estes eventos como formação prática. Duas semanas mais tarde, em 17 e 18 de Novembro, será a vez do Centro de Estágios da Marinha Grande receber mais um Curso de Traçador de Percursos de Orientação Pedestre – Nível I. Finalmente, com o objetivo de homogeneizar as características técnicas e as metodologias de traçado de percursos das provas da Taça de Portugal 2013 de Orientação Pedestre, irá realizar-se também na Marinha Grande, no dia 02 de Dezembro de 2012, uma Ação de Reciclagem de Traçadores de Percursos de Orientação Pedestre. Mais informações em www.fpo.pt.


3. Na próxima sexta feira, dia 26 de Outubro, o Grupo Desportivo dos Quatro Caminhos e o GRACE - Grupo de Reflexão e Apoio à Cidadania Empresarial, com o apoio do Agrupamento de Escolas José Belchior Viegas, organizam uma actividade de Orientação Adaptada em S.Brás de Alportel no âmbito do GIRO 2012. O GIRO consiste num projecto de voluntariado empresarial, desenvolvido pelo GRACE, visando a requalificação de espaços e melhoria das condições de vida de centenas de pessoas com algum tipo de dificuldades. Vocacionada para pessoas com Deficiência Intelectual ou crianças em idade pré-escolar, a Orientação Adaptada apresenta em si mesma um conjunto de pressupostos que se podem associar ao objectivo prosseguido pelo GRACE: promover a prática de um desporto entre as pessoas com algum tipo de dificuldade/deficiência. A actividade decorrerá em S. Brás de Alportel, entre as 10h00 e as 12h30 e pretende promover e conciliar a interacção social, a actividade física e a Orientação especial.


4. Nas belíssimas paragens de Delaware Water Gap, cerca de 100 quilómetros a Oeste de Nova Iorque, tiveram lugar no passado fim de semana os Campeonatos Norte-Americanos de Orientação Pedestre NAOC 2012. Disputado nas distâncias clássicas de Sprint, Média, Longa e ainda nas Estafetas, o evento integrou também a Taça Björn Kjellström, competição bienal que vai na sua 17ª edição e que se destina às seleções séniores e, futuramente, também aos escalões juniores. As provas femininas foram dominadas pelas norte-americanas Alison Crocker and Samantha Saeger, primeira e segunda classificadas nas Distâncias Média e Longa; estas posições inverteram-se na prova de Sprint, com Saeger a chegar à vitória. No setor masculino, o título de Distância Média ficou na posse do norte-americano Eric Bone, enquanto o seu compatriota Ross Smith chamou a si os títulos de Distância Longa e de Sprint. Canadá em masculinos e Estados Unidos em femininos levaram de vencida a Estafeta, enquanto a Taça Björn Kjellström ficou na posse do selecionado norte-americano. Tomaram parte no evento 700 atletas de 20 países, nomeadamente do Brasil, tendo a organização, a cargo do Delaware Valley OA, recebido os maiores elogios. Mapas e quadro completo de resultados podem ser consultados em http://www.naoc2012.org/results/index.php.


5. Também no passado fim de semana teve lugar a terceira edição dos Campeonatos da Ásia de Orientação Pedestre, levados a cabo na cidade chinesa de Wuxi, nas margens do rio Yangtze. As provas, nas vertentes de Sprint e de Distância Média, foram dominadas pelos orientistas chineses Shuangyan Hao e Qiaoping Li. No setor feminino, Shuangian Hao obteve uma vitória concludente, deixando a sua compatriota Mingyue Zhu a mais de cinco minutos de diferença. Também na prova de Sprint, os 1:26 de vantagem não deixam margem para dúvidas, daquela que é a melhor orientista chinesa da atualidade e que recentemente, nos Mundiais de Lausanne, alcançou uma espetacular 13ª posçião na final de Sprint. No setor masculino, Qiaoping Li não teve dificuldade em desembaraçar-se de Yefeng Lu na prova de Sprint, vencedno por uma margem de 1:12. Já na prova de Distância Média a luta entre ambos foi bastante mais cerrada, com Li a vencer pela escassa margem de 20 segundos.


Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO

terça-feira, 23 de outubro de 2012

DIVULGADOS CALENDÁRIOS DOS QUADROS COMPETITIVOS NACIONAIS 2014



Após terem sido dados a conhecer os clubes organizadores e os locais onde irão decorrer as provas WRE da temporada 2014, a Federação Portuguesa de Orientação acaba de divulgar, em Ofício de 21 de Outubro de 2012, o Calendário dos vários Quadros Competitivos Nacionais. 


Embora ainda incompleto, acaba de ser divulgado o Calendário dos Quadros Competitivos Nacionais de 2014. Dos clubes organizadores e dos locais onde irão decorrer as provas WRE já tinhamos dado conta neste espaço, aquando da referência às atas das duas últimas reuniões da Direção da Federação Portuguesa de Orientação. Ficamos agora a saber que a temporada de Orientação Pedestre se irá distribuir por 17 provas, que se estenderão de 04 de Janeiro a 16 de Novembro. Serão, no total, 31 etapas, cinco das quais correspondentes a provas da Taça de Portugal – Nível 2. 

Ori-Estarreja, CPOC e a dupla COAC/GafanhOri organizarão os eventos pontuáveis para o ranking mundial da modalidade, com particular destaque para o CPOC que, em Gouveia, leva a efeito a 19ª edição do Portugal O' Meeting. Pela segunda vez no seu historial, o CPOC abraça a organização do mediático evento. deepois de ter organizado em Mora, no ano de 2009, a sua 14ª edição. Quanto aos Campeonatos Nacionais, ao COA foi atribuida a organização dos Nacionais de Distância Média e de Estafetas, cabendo ao COV – Natura a organização do Campeonato Nacional de Distância Longa + Sprint. A temporada encerra com a disputa do Campeonato Nacional Absoluto, numa organização do COC. A etapa portuguesa do Campeonato Ibérico terá a assinatura organizativa da ADFA.


Restante quadro competitivo 

Também no que respeita às provas pontuáveis para a Taça de Portugal de Orientação em BTT 2014, o quadro competitivo está praticamente fechado, restando atribuir a organização do Campeonato Nacional Absoluto que encerrará a temporada. O calendário distribui-se por oito provas, todas elas de Nível 1, com destaque para os Campeonatos Nacionais, que contarão com a organização da dupla COALA / CN Alvito, e para a etapa portuguesa do Campeonato Ibérico, prova que o DA Recardães levará a cabo na região da Bairrada. Tanto no caso da Orientação Pedestre como no da Orientação em BTT, as datas devem ser consideradas provisórias até à conclusão das negociações com a FEDO.

Quanto às restantes disciplinas, a Taça de Portugal de Corridas de Aventura prevê a realização de seis provas, estando definidas apenas o Troféu COA e o Campeonato Ibérico, que terá lugar em Espanha. A Taça de Portugal de Orientação de Precisão tem agendada apenas uma etapa – a primeira, por sinal -, a disputar em Gouveia, como parte do “caderno de encargos” da organização do Portugal O' Meeting. Finalmente, no tocante aos Circuitos Nacionais Urbano e de Estafetas, estão atribuídas cinco provas, nomeadamente as etapas finais, a cargo do COV – Natura e do GD4C, respetivamente, mas são muitas as vagas por preencher. A Federação Portuguesa de Orientação faz saber que se encontram em aberto uma série de datas, nomeadamente a de 10 de Maio, Dia Nacional da Orientação. Até 31 de Dezembro aceitam-se candidaturas para as organizações em aberto. 

O ofício pode ser consultado na íntegra em http://www.fpo.pt/www/images/fpo/comunicados/gerais/2012/qcn%B4s%202014.pdf 


Saudações orientistas. 

JOAQUIM MARGARIDO

OS VERDES ANOS: ESTRELA ALBERTO




Olá,

Chamo-me Estrela Alberto, tenho 17 anos e frequento o 12º ano de Ciências e Tecnologias na Escola Secundária do Pinhal Novo, freguesia onde também vivo.

A minha paixão pela Orientação começou no meu 7º ano. Por curiosidade, decidi inscrever-me numa prova de Desporto Escolar.

A primeira prova que realizei foi no parque da Paz, em Almada. Para primeira vez não me correu nada mal. Então, o meu interesse despertou. Participei seguidamente em alguns Campeonatos de Desporto Escolar.

Ao longo destes anos continuei a praticar Orientação no Desporto Escolar, até que este ano decidi federar-me na ADFA. Vários colegas de treino já estavam federados neste clube e achei que estava na altura de me juntar a eles.

Adoro o espírito presente neste desporto, pois sendo praticado na floresta, como não há duas iguais, cada prova é um desafio diferente. Temos um percurso traçado, contudo pode ser feito como bem entendermos, tendo de optar entre duas ou mais possibilidades amiúde, o que faz com que não seja um desporto centrado só na condição física mas também na aptidão mental.

Neste momento não tenho grandes aspirações a campeonatos ou títulos internacionais ou nacionais. Tenho sim como objectivo melhorar a minha técnica e fazer sempre o meu melhor nas provas.

Por último quero agradecer a todos os que me têm apoiado, principalmente ao professor Daniel Pó, aos meus colegas e ao meu clube, e aconselhar a todos que ainda não experimentaram, que não temam em aparecer num fim-de-semana nos variados locais por onde nos “orientamos”, para realizarem uma prova, virem presenciar todo o alegre convívio que existe, apesar de ser um desporto praticado individualmente. Resumidamente, ver o que andam a perder.

Estrela Alberto
ADFA – Associação de Deficientes das Forças Armadas
Fed 5001

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

I TROFÉU JOAQUIM SOUSA: NO LAVAR DOS CESTOS




No “lavar dos cestos” do I Troféu Joaquim Sousa, aqui fica um punhado de declarações de alguns dos intervenientes que marcaram esta festa, dos vencedores Tiago Aires e Maria João Sá, ao Presidente da Secção de Orientação dos Amigos da Montanha, Jorge Silva, Presidente dos Amigos da Montanha, Américo Alves e ao homenageado, naturalmente, Joaquim Sousa.


“Qualquer atleta, em qualquer desporto, certamente gostará de ver o seu nome associado a um evento e, desde a primeira hora, foi com particular emoção e orgulho que acolhi esta iniciativa dos Amigos da Montanha. No início fiquei sem saber muito bem como reagir. Apesar de por diversas vezes ter representado a seleção nacional, nunca corri pelos Amigos da Montanha e esta situação foi para mim um pouco estranha. Se fosse o meu clube ou a Federação a lançar a iniciativa, seria diferente. Neste caso, senti alegria e orgulho, naturalmente, mas senti-me também um pouco constrangido, visto a única coisa que tenho em comum com os Amigos da Montanha é o facto de estarmos ligados a uma mesma modalidade e a um mesmo concelho, que é Barcelos.

Atendendo aos índices de participação em provas da Taça de Portugal – Nível 2, penso que todas as pessoas estão cá pelo prazer da Orientação, claro, mas uma parte delas, talvez a maior parte, esteja cá por consideração a mim. Quero agradecer a todos os presentes e a minha mágoa é não ter posses monetárias para poder retribuir com uma festa à medida do que todos eles merecem. Podem não nos querer na seleção, podem falar mal de nós, mas é gratificante ver que ainda tenho muitos amigos na Orientação, amigos que vieram de muito longe por considerarem ser esta uma homenagem merecida.

Moralizado ando eu. Poucos são os atletas que treinam e sofrem todos os dias, sabendo que vão a uma prova para ficarem em quarto ou em quinto lugar. O meu objetivo é contribuir para o clube e é por isso que me mantenho no escalão de Elite. Desde que tenha um treinador que me apoie, um clube que me apoie e uns amigos que me apoiem, a minha moral estará sempre em alta.”

Joaquim Sousa
Atleta, Clube de Orientação do Centro


O espaço surpreendeu-me pela qualidade do terreno. Infelizmente nesta zona do País os terrenos são geralmente caracterizados por muita vegetação densa, por muitos eucaliptos, por zonas desagradáveis para fazer Orientação. Quando nos dirigimos para aqui parecia que era isso que nos esperava e, afinal, o terreno revelou-se muito agradável. Mais uma vez – e aqui vem o meu lado crítico -, esta acaba por ser uma oportunidade perdida já que, com um bom traçado e uma boa cartografia, sem dúvida que poderia estar aqui uma ferramenta para o futuro. E não está. O terreno tem muitas particularidades ao nível da vegetação, das rochas, do desnível e essas particularidades não estão suficientemente bem detalhadas.

Como responsável pela formação dos Traçadores de Percursos, custa-me perceber que os anos vão passando e os problemas, os erros, continuam a ser exatamente os mesmos de há três ou quatro anos atrás. Por muito que nós achemos que estamos a fazer um trabalho espetacular, assim é difícil evoluir. Enquanto os mapas, mas fundamentalmente o traçado – porque o traçado é que vai dar a imagem da prova, porque o traçado é que decide onde vamos passar -, não cumprirem com aquilo que são os regulamentos internacionais, não vale a pena termos grandes ambições. Para quem, como eu, quer que as regras sejam cumpridas, esta prova não cumpriu. Mas não é só esta prova. São oitenta por cento das provas em Portugal que não cumprem. Alguma coisa tem de ser feita e pelos vistos não é.


Seria um pouco hipócrita da minha parte dizer que estou cá apenas por causa do Joaquim Sousa. Tendo em conta a realidade atual, infelizmente, se estivesse no Alentejo provavelmente não teria vindo, há que ser honesto. Mas estando a trabalhar mais perto, não quis perder a oportunidade de vir aqui e de matar saudades dos amigos. Penso que sendo um clube da terra dele e sendo o Sousa a personagem que nós conhecemos, esta homenagem acaba por fazer sentido. Talvez não se justificasse tão cedo, dá até um ar um bocado mórbido à história, mas sem dúvida que a iniciativa faz sentido tendo em conta o passado do atleta.

É sempre bom ver um clube com uma capacidade e uma dinâmica destas, ao conseguirem montar boas infraestruturas, num bom ambiente de arena, partidas e chegadas com speaker sempre presente. Mas se a este nível os Amigos da Montanha estiveram bastante bem, sobre a entrega de prémios ainda estiveram melhor. Conseguiram criar uma Cerimónia digna num espaço fantástico, com prémios de qualidade, o que fez com que o Auditório estivesse cheio. Os clubes deveriam de ver esta entrega de prémios como um exemplo.

Tiago Aires
Atleta, Clube de Orientação da Gafanhoeira – Arraiolos
Vencedor do I Troféu Joaquim Sousa (Homens Elite)


Foi muito bom participar nesta prova. Vim cá propositadamente por se tratar do Troféu Joaquim Sousa. Realmente é muito bom termos este tipo de homenagens a um atleta que já deu tanto à modalidade e que o continua a fazer há tantos anos, muitas das vezes sem receber o devido reconhecimento. Portanto, é com muito agrado que aqui estou.

Fiquei contente com a prova de Sprint. De manhã, não muito, mas aí o terreno não ajudou. Mas foi bom de tarde, comparando com o que encontrámos de manhã, onde havia muita vegetação e a progressão tornava-se muito difícil. Não estava à espera de encontrar um terreno tão sujo e houve partes do mapa que, na minha opinião, não precisavam de ser utilizadas, o que tornaria os percursos um bocadinho mais curtos. De tarde penso que já houve mais atenção, embora voltasse a haver alguns erros no traçado de percursos, alguns pontos que nos obrigavam a descer tudo lá abaixo para voltar a subir, o que se calhar era de evitar. Mas foi muito bom, gostei.

Maria João Sá
Atleta, Grupo Desportivo dos Quatro Caminhos
Vencedora do I Troféu Joaquim Sousa (Damas Elite)


Quando nos propusemos aproveitar, a organização de uma prova do calendário da Taça de Portugal de Orientação para homenagear um grande vulto da Orientação nacional e nosso conterrâneo, o objectivo principal era fazer uma grande promoção da Orientação no concelho de Barcelos. A vida das pessoas, sobretudo se associadas ao sucesso, atrai atenções. Com esta justa homenagem, quisemos mostrar aos nossos conterrâneos que nesta modalidade, para além do lazer, também se faz competição a sério e que existe um grande campeão em Barcelos.

A adesão de diversas entidades locais e empresas a este evento mostra que a aposta foi ganha. A participação na prova superou em muito as nossas expectativas. Tínhamos definido como objectivo conseguir a presença de 200 atletas. A presença de quase o dobro foi um grande sucesso. Para além da quantidade, foi também a qualidade dos participantes que mostrou o grande interesse que a prova despertou na comunidade orientista.

Em termos competitivos, a opinião foi muito positiva, quer em relação aos terrenos quer em relação aos mapas. O aspecto mais referido como não tendo agradado aos atletas foi a dificuldade física, que deveria ter sido mais considerada, tornando os percursos mais adequados para uma Distância Média. Para além do balanço muito positivo que fazemos desta prova, esperamos que a promoção e a visibilidade do Sousa em Barcelos resulte numa mais-valia para a modalidade.

Jorge Silva
Presidente da Secção de Orientação da Associação Amigos da Montanha


A Orientação nos Amigos da Montanha tem crescido aos poucos. Aproveitámos a atribuição desta prova aos Amigos da Montanha para mostrarmos esse crescimento e apresentarmos um evento de qualidade. Ao mesmo tempo, quisémos reconhecer o mérito dum grande atleta e foi esta a forma que encontrámos para agradecer ao Joaquim Sousa o muito que ele tem feito não só pela Orientação como pelo desporto em Barcelos.

Pretendemos fomentar a modalidade, ir ao encontro da população escolar, mas também dos nossos sócios, das famílias. Vamos tentando, com as condições que temos e que são possíveis, fazer com que a Orientação em Barcelos, à semelhança do que acontece com outras modalidades, possa vir a ser reconhecida pela nossa população.

O Troféu Joaquim Sousa é para continuar. Seja qual for a atividade ou o evento, o nosso intuito nunca é agarrá-lo e deixá-lo logo a seguir. Tentar evoluir e corrigir os erros daquilo que vamos fazendo é o nosso objetivo. Sabemos que, em termos de Orientação, os nossos mapas, os nossos terrenos, não são os mais indicados para algumas pessoas e nem vão ao encontro dos gostos da generalidade dos atletas, mas temos de agarrar aquilo que temos, criar outros meios e outras formas de atrair as pessoas, para que elas continuem a voltar cá. É isso que vamos continuar a fazer.

Américo Alves
Presidente da Associação Amigos da Montanha


Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO

domingo, 21 de outubro de 2012

I TROFÉU JOAQUIM SOUSA: PARTICIPADO, COMPETITIVO E EMOTIVO




Se bem o pensaram, melhor o fizeram! Os Amigos da Montanha levaram por diante a primeira edição do Troféu Joaquim Sousa, juntando à vertente competitiva a homenagem a um barcelense emérito e vulto maior da Orientação pedestre portuguesa. Uma festa bonita num dia de eleição e dois vencedores que prestigiam sobremaneira o evento: Tiago Aires e Maria João Sá.


O Monte do Facho, em Barcelos, recebeu no dia de ontem a primeira edição do Troféu Joaquim Sousa. Pontuável para a Taça de Portugal de Orientação Pedestre – Nível 2, o evento teve a assinatura organizativa da Secção de Orientação da Associação Amigos da Montanha, com os apoios da Câmara Municipal de Barcelos, Junta de Freguesia de Galegos Santa Maria e Federação Portuguesa de Orientação.

Sincera e sentida homenagem ao atleta barcelense e campeão de Orientação Joaquim Sousa, o Troféu contou com a participação de 323 atletas, 279 dos quais distribuídos pelos 31 escalões de competição, um índice significativo em provas de Taça de Portugal – Nível 2 da presente temporada. Neste número, é ainda de destacar uma adesão interessante ao nível do Desporto Escolar, com cerca de sete dezenas de participantes, sobretudo nos escalões de formação e na vertente de promoção da prova.


Tiago Aires protagoniza volte-face

A etapa da manhã recebeu uma prova de Distância Média em terrenos muito exigentes fisicamente e onde os acentuados declives e a vegetação por vezes demasiado densa constituiram um sério desafio em termos de progressão dos atletas. No escalão de Homens Elite, Nélson Santos (COC) foi o mais rápido, gastando 58:45 para cumprir os 4.1 km do seu percurso (22 pontos de contrlo, 325 metros de desnível). Atrás de si ficaram Joaquim Sousa, do mesmo clube, com mais 1:03 e Tiago Aires (GafanhOri) a distantes 7:53. No setor feminino, Maria João Sá (GD4C) foi a mais rápida, cumprindo o percurso de 3,5 km (18 pontos de controlo, 210 metros de desnível) em 57:44, contra 1:00:46 de Magalie Mendes (COC) e 1:02:59 de Raquel Costa (GafanhOri), segunda e terceira classificadas, respetivamente.

No tira-teimas da tarde, um Sprint em terrenos igualmente "empinados", com 2,9 km para a Elite Masculina e 2,2 km para a Elite Feminina, Maria João Sá voltou a ser a mais rápida, gastando 29:31 e levando de vencida o Troféu com inteiro mérito. Andreia Silva e Magalie Mendes terminaram na posição imediata, creditadas com o mesmo tempo de 30:46, mas com Magalie a segurar a segunda posição no Troféu. Raquel Costa completou o pódio, apesar de se ter quedado pela quarta posição na etapa derradeira, a 3:14 da vencedora. Quanto aos homens, assistiu-se a um volte-face verdadeiramente sensacional, com Tiago Aires a fazer uma prova praticamente isenta de erros, contra um Joaquim Sousa a ver a vitória a fugir-lhe à medida que os minutos se escoavam em busca do 104 (segundo ponto). Coletivamente, a vitória sorriu ao Clube de Orientação do Centro, seguido do Grupo Desportivo dos Quatro Caminhos e do Clube de Orientação de Estarreja.


Um “Galo-com-cabeça-de-Joaquim-Sousa”

Vale a pena referir que o evento teve lugar num cenário de grande beleza, que a receção que os Amigos da Montanha proporcionaram a todos quantos participaram no I Troféu Joaquim Sousa se revelou excelente, que as intervenções constantes dum speaker atento e bem disposto foram uma mais valia para o evento, que o Bar dos Amigos foi um ponto de encontro retemperador e que o dia, morno e luminoso, esteve de encomenda. Pela negativa refira-se o traçado de percursos que, mais do que duplicar os tempos dos vencedores em relação ao preconizado para uma Distância Média ou um Sprint, penalizou substancialmente os menos capazes fisicamente e, sobretudo, aqueles que se encontram em fase de formação, nomeadamente ao nível do Desporto Escolar. E como “terraplanar o Monte do Facho”, como chegou a ser sugerido, parece fora de questão, resta pedir mais atenção aos Traçadores de Percursos e um mínimo de rigor aos responsáveis pela Supervisão das Provas, num problema que é recorrente e parece “fazer escola” no nosso País.

O ponto final neste I Troféu Joaquim Sousa chegou com uma Cerimónia de Entrega de Prémios digna e particularmente participada, na qual os atletas com honras de pódio receberam um “Galo Orientista”. O troféu, criado especificamente para este evento, é um hino à cultura e à tradição barcelenses, numa peça original que em muito honra a própria Orientação. Em particular, Joaquim Sousa foi agraciado com uma peça de aparência híbrida, metade humana, metade animal, de fazer inveja à imensa mole de estranhas figuras que povoam a mitologia grega. Na verdade, o “Galo-com-cabeça-de-Joaquim-Sousa” não deixou ninguém indiferente e é, mais do que a evidência do génio criador de Jorge Ferreira, Presidente da Junta de Freguesia de Galegos Santa Maria, um gesto de amor para com um filho dileto desta terra. Emocionante!


Resultados

Homens Elite
1º Tiago Aires (GafanhOri) 1881.69 pontos
2º Joaquim Sousa (COC) 1851.98 pontos
3º Nélson Santos (COC) 1829.98 pontos
4º Luís Leite (GD4C) 1601.63 pontos
5º Daniel Ferreira (AD Cabroelo) 1522.46 pontos

Damas Elite
1º Maria João Sá (GD4C) 2000.00 pontos
2º Magalie Mendes (COC) 1909.45 pontos
3º Raquel Costa (GafanhOri) 1817.92 pontos
4º Andreia Silva (COC) 1703.20 pontos
5º Patrícia Casalinho (COC) 1566.41 pontos

Vencedores outros escalões
H/D10 – Bernardo Filipe (COC) e Ariana Silva (EDOM/ ES Carlos Amarante)
H/D12 – André Henriques (Ori-Estarreja) e Tânia Pereira Olaio (COC)
H/D14 – Leonardo Ramalho (.COM) e Beatriz Norte (COC)
H/D16 – João Bernardino (COC) e Inês Alves (GD4C)
H/D18 – Rui Oliveira (Ori-Estarreja) e Carolina Delgado (GD4C)
H/D20 – Rafael Miguel (Ori-Estarreja) e Maria Bernardino (.COM)
H/D21A – José Pereira (CP Armada) e Laurinda Alves (OriMarão)
H/D21B – João Moura (CO Viseu – Natura) e Telma Silva (Ori-Estarreja)
H/D35 – António Amador (Ori-Estarreja) e Paula Serra Campos (.COM)
H/D40 – Daniel Pires (ADFA) e Anabela Vieito (COC)
H/D45 – Rui Ferreira (OriMarão) e Luísa Mateus (COC)
H/D50 – José Fernandes (.COM) e Judite Delgado (GD4C)
H/D55 –Escada da Costa (AFAP) e Margarida Rocha (GD4C)
H60 – Manuel Tavares (Ori-Estarreja)
H65 – Armandino Cramez (Ori-Estarreja)
H70 – Joaquim da Costa (GD4C)
Fácil Curto – Catarina Serra (EBI Apúlia)
Difícil Curto – Rui Almeida (AFAP)
Fácil Longo – Francisco Neto Silva (Individual)
Difícil Longo – Miguel Adolfo Couto (.COM)

Vencedores por Equipas
1º COC 3627.48 pontos
2º GD4C 3389.58 pontos
3º Ori-Estarreja 3232.84 pontos
4º .COM 2067.64 pontos
5º AD Cabroelo 1387.47 pontos

Resultados completos e demais informação em http://www.amigosdamontanha.com/?it=event&cop=912&co=1496. Veja também a reportagem fotográfica clicando na imagem abaixo.


Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO