sexta-feira, 12 de outubro de 2012

TAÇA DE PORTUGAL DE ORIENTAÇÃO DE PRECISÃO 2012 CHEGA AO FIM




Com a disputa em Serpa da quinta etapa, a Taça de Portugal de Orientação de Precisão 2012 chegou ao fim. Um pleno de respostas corretas deu à família Tavares - Beatriz, Carla, Rui e Miguel – uma saborosa e festejada vitória. Em termos de ranking final verificaram-se algumas mexidas significativas, mas tanto Diana Coelho (Classe Paralímpica) como Nuno Pedro (Classe Aberta) conservaram a liderança e são os primeiros atletas a levar de vencida a competição.


Organizado pelo Grupo de Seleção, numa parceria com a Federação Portuguesa de Orientação e com a Câmara Municipal de Serpa, o OriSerpa Terra Forte do passado fim de semana distribuiu-se por três etapas competitivas. Da dupla jornada pedestre já aqui demos conta, no espaço da passada segunda-feira, pelo que o protagonismo recai hoje sobre a Orientação de Precisão, cuja Taça de Portugal 2012 assistiu à realização da sua quinta e última etapa.

Na quente tarde de sábado, Serpa revelou-se de forma diferente a todos aqueles que aceitaram o desafio da Orientação de Precisão, trocando a corrida plena de adrenalina em busca dos pontos, pelo desafio iminentemente intelectual de encontrar a resposta acertada naquele que é um verdadeiro “teste de escolha múltipla”. Estiveram neste caso 52 atletas, individualmente ou em grupo, um número deveras relevante e que vem provar o interesse que a disciplina começa a despertar entre nós. Destaque para a numerosa representação do Grupo Desportivo dos Quatro Caminhos que, com um total de 21 participantes, confirma a aposta feita na Orientação de Precisão desde que, nos idos de 2009 e até aos nossos dias, se tornou num dos grandes responsáveis pelo relançamento desta disciplina em Portugal.


Família Tavares certeira

E foi precisamente do Grupo Desportivo dos Quatro Caminhos que saiu o grande vencedor (ou, para sermos mais corretos, os grandes vencedores!). Fazendo a prova em grupo, Rui Tavares, Carla Tavares, Beatriz Tavares e Miguel Tavares lograram acertar todos os 14 desafios propostos, apesar dos percalços da jornada (Beatriz terminou a prova a “adivinhar” uma Gastroenterite, enquanto o pequeno Miguel viria adormecer pelo meio). Nas posições imediatas, com um total de 13 pontos, classificaram-se António Aires (Individual) e o par Rita Rodrigues + Rita Madaleno, valendo em termos de desempate os 14 segundos gastos pelo ex-Diretor Técnico Nacional, contra os 18 segundos das duas “Ritas”. A título de curiosidade, refira-se que Hélder Ferreira (COC) foi o atleta mais rápido no ponto cronometrado, tendo gasto apenas 3 segundos.

Em termos de ranking, excluídos os grupos e os atletas não federados, António Aires acabou por ser o grande beneficiado nesta etapa, somando um total de 98.21 pontos e ascendendo à 6ª posição final na Classe Aberta. Também Acácio Porta Nova (CPOC), mercê do 8º lugar na prova, conseguiu subir na tabela classificativa, fixando-se no 4º lugar final. Quanto ao topo da classificação, Nuno Pedro segurou o primeiro lugar, enquanto António Amador (Ori-Estarreja) e Joaquim Margarido (DAHP) trocaram de posições, mercê duma prestação muito pouco conseguida do atleta do Ori-Estarreja, que acabou por lhe baixar a média pontual o suficiente para se deixar ultrapassar pelo seu adversário direto. A ausência de atletas paralímpicos em Serpa fez com que o ranking não sofresse mexidas nesta Classe, pelo que Diana Coelho (DAHP) confirmou o triunfo na competição, à frente dos seus colegas de clube, Ricardo Pinto e Ana Paula Marques.


A Orientação de Precisão regressa a 17 de Novembro

A Orientação de Precisão faz agora uma curta pausa para regressar já no próximo dia 17 de Novembro, no arranque do III Circuito de Orientação de Precisão “Todos Diferentes, Todos Iguais”. O Parque da Cidade, na Invicta, abre-se para a 9ª edição do Troféu de Orientação do Porto, com a promessa de grandes desafios numa jornada que se reparte também pela Orientação Adaptada e pela Orientação Pedestre. Antes disso, no dia 3 de Novembro, o mesmo espaço receberá uma ação de formação na área da Orientação de Precisão, promovida pela Federação Portuguesa de Orientação através da sua Direção Técnica Nacional de Orientação de Precisão e ministrada por Joaquim Margarido e Fernando Costa. Essencialmente prática, esta Ação de Formação é aberta a todos os interessados, ficando desde já essa indicação de que os participantes estarão automaticamente impedidos de se inscrever na competição do dia 17.

Quanto à Taça de Portugal de Orientação de Precisão 2013, o Calendário está praticamente fechado e englobará um total de oito etapas, que se estendem de 10 de Fevereiro a 01 de Dezembro. Idanha-a-Nova, Viana do Castelo, Figueira da Foz ou Gouveia, a par de eventos tão emblemáticos como o Portugal O' Meeting ou o Campeonato Ibérico, serão palcos dum conjunto de provas aguardados com o maior interesse e expectativa. Destaque para a prova que a Escola Secundária de Palmela e a Escola Secundária do Pinhal Novo organizarão em conjunto na Península de Setúbal, no dia 13 de Outubro, e que constituirá seguramente um excelente ensaio para o Campeonato da Europa de Orientação de Precisão ETOC 2014.

Ainda que provisório, o ranking final da Taça de Portugal de Orientação de Precisão encontra-se disponível para consulta na página da FPO, em http://www.orioasis.pt/oasis/rankings/cache/TPdeOrientacaodePrecisao2012.34.pdf.

[Foto de Isabel Saraiva, extraída do seu Álbum no Facebook em http://www.facebook.com/media/set/?set=a.493869927303853.121240.100000425502706&type=1]


Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO

Sem comentários: