quinta-feira, 20 de setembro de 2012

TAÇA DO MUNDO DE ORIENTAÇÃO EM BTT 2012: DAVIDE MACHADO E JOÃO FERREIRA JÁ SE ENCONTRAM NA ESTÓNIA




Davide Machado e João Ferreira já se encontram na Estónia onde, de amanhã e até domingo, disputarão a ronda final da Taça do Mundo de Orientação em BTT 2012. Um evento que o Orientovar irá acompanhar e que aqui se antecipa.


Dois vôos, transbordos, duas horas de autocarro e um total de treze horas de viagem, foi este o périplo de Davide Machado e João Ferreira a caminho da cidade de Värska, na Estónia, onde irão disputar a ronda final da Taça do Mundo de Orientação em BTT 2012. Encarado com enorme expectativa pelos melhores orientistas do mundo inteiro, este evento encerra, para além do aliciante de nele se ficarem a conhecer os vencedores da Taça do Mundo da presente temporada, a possibilidade de contactar com a realidade dos mapas e terrenos daquele país do báltico onde, no próximo ano, decorrerão os Campeonatos do Mundo.

O número de atletas inscritos é de 61 no setor masculino e 42 no feminino, para um evento que abrirá no dia de amanhã com uma prova de Sprint (7,2 km para os Homens e 6,0 km para as Damas), na cidade de Räpina. No sábado disputa-se a prova de Distância Longa, em Värska, com distâncias de 32,0 km e 24,5 km para os Homens e Damas, respetivamente. A competição encerra no domingo, de novo em Värska, com a Estafeta Mista a decorrer ao longo de 12,0 km (melhor opção). Vale a pena recordar que a Taça do Mundo é liderada nesta altura por dois atletas finlandeses, Jussi Laurila e Marika Hara, com 287 pontos e 332 pontos, respetivamente.


Vou para dar o meu máximo!”

À partida para aquele que considera “o último grande objetivo internacional e um dos últimos da época”, Davide Machado não esconde o desejo de “entrar no top-10 da classificação geral”, uma aspiração legítima numa altura em que o atleta ocupa o 13º lugar da Taça do Mundo. Por outro lado, Davide Machado reconhece que “esta participação passa também por fazer um reconhecimento do tipo de terreno e recolha de informações técnicas sobre tipo de cartografia e percursos, entre outros, pois a Estónia será palco para o próximo ano do Campeonato do Mundo e vai ser muito importante esta visita prévia”.

Antecipando aquilo que irão ser dois dias de competição ao mais alto nível (a participação portuguesa resume-se aos dois primeiros dias de prova, estando ausente da Estafeta Mista), o atleta do Clube de Orientação do Minho e atual 7º classificado do ranking mundial confessa: “Esperam-me duas etapas bem difíceis, principalmente do ponto de vista técnico. Fisicamente a falta de altimetria talvez não seja o melhor para mim, assim como a Longa Distância, com zonas de muitas raízes e grandes probabilidades de chuva e lama, o que não ajudará em nada.” Mas deixa uma certeza: “Vou para dar o meu máximo!”


Conseguir pontos para entrar no top-50”

Quanto ao outro atleta português presente em Värska, João Ferreira, não esconde que “o principal objectivo é conseguir pontos para entrar no top-50 e tentar mesmo o top-40 do ranking mundial”, algo que parece estar perfeitamente ao alcance do atleta de Recardães que neste momento ocupa a 51ª posição. Mas há mais: “O segundo objectivo é fazer uma boa prova no Sprint, melhorando o 27º lugar alcançado na Taça do Mundo da Polónia em Maio. A Distância Longa vai ser uma prova muito interessante num mapa técnico e com um terreno bastante pesado, com muita areia, lama e pântanos.” Uma última ideia, em linha com o preconizado por Davide Machado: “Vir à Estónia é também uma oportunidade para conhecer os mapas e terrenos, começando desde já a preparar o próximo Campeonato do Mundo que se realiza aqui no próximo ano e em mapas semelhantes.”


[Foto gentilmente cedida por András Holluby]


Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO

Sem comentários: