sexta-feira, 28 de setembro de 2012

PELO BURACO DA FECHADURA: TROFÉU JOAQUIM SOUSA




O Município de Barcelos recebe, pela primeira vez na sua história, um evento de Orientação Pedestre pontuável para o ranking da Taça de Portugal. Oportunidade para homenagear aquele que é considerado pela organização como “o maior atleta português de Orientação”, Joaquim Sousa, espreitando o seu Troféu pelo buraco da fechadura.


Galegos Santa Maria reclama-se como sendo o “berço” do Galo de Barcelos. Terra marcada pelo artesanato de barro, onde galos e outros bichos saem das mãos de artesãos dedicados e que dessa forma exprimem os seus sentimentos, mistérios e crenças, o galo aqui criado é uma figura altiva, de crista bem levantada, peito largo e cores garridas.

Também foi desta terra que saiu Joaquim Sousa, o atleta que nos habituámos a ver correr como se toda a floresta fosse um tapete verde e para quem penedias, muros e matos parecem não ser mais do que simples adereços. Do seu extenso e rico currículo sobressaem inúmeras conquistas em diversas provas e taças nacionais e estrangeiras, destacando-se as duas medalhas - uma de prata e outra de bronze - conquistadas em Campeonatos do Mundo de Veteranos, uma vitória na Taça dos Países Latinos, cinco títulos Ibéricos, três vitórias no ranking da Taça de Portugal e catorze títulos nacionais, tudo na categoria de Elite.


Desafio, competitividade e emoção

Agendado já para o próximo dia 20 de Outubro, o Troféu Joaquim Sousa teve a sua génese aquando da elaboração dum mapa destinado a uma atividade de Orientação em BTT. Verificando-se que a casa do atleta se situava bem no meio do mapa e associando isso ao facto de Joaquim Sousa ser um dos vultos maiores da Orientação nacional, os Amigos da Montanha decidiram ir em frente com o propósito de homenagear desta forma o seu conterrâneo.

A prova terá lugar em terreno bem ao gosto e ao jeito do homenageado, com bastantes declives, muitas zonas de floresta limpa, alternando com zonas de rochas e alguma vegetação rasteira. Do programa constam duas etapas, a primeira de Distância Média a partir das 10h00 e à tarde, pelas 15h00, um Sprint, ambas a prometer grandes desafios, competitividade plena e muita emoção. O palco das provas será o Monte do Facho, no limite das freguesias de Oliveira e Roriz, local que acolheu no primeiro milénio antes de Cristo um povoado fortificado, hoje designado por Citânia de Roriz. Dele são visíveis ainda restos de uma muralha e de construções circulares em pedra, bem como penedos com gravuras que poderão ser ainda mais antigas que a Idade do Ferro. Na parte mais alta do Monte encontra-se a Capela de Nossa Senhora do Facho e um soberbo miradouro sobre o Vale do Cávado.


O “galo orientista”

Se aos atrativos de ordem desportiva e ao muito de belo que esta região do Norte do País tem para oferecer, juntarmos a simpatia e o habitual bem receber dos Amigos da Montanha, uma ida até Barcelos impõe-se. Mas há ainda um atrativo deveras excecional. A Junta de Freguesia de Galegos Santa Maria e a Câmara Municipal de Barcelos também quiseram associar-se a esta homenagem, querendo vincá-la através do “galo orientista”, uma peça tradicional em barro, concebida pela arquiteta-paisagista Sara Silva e preciosamente modelada pelo ceramista Hélder Ferreira, com o apoio das artistas Maria do Carmo e Carla Ferreira. O “galo orientista” será, pois, o prémio que os vencedores dos vários escalões de competição deste Troféu Joaquim Sousa irão receber.

Uma última palavra para a pessoa de Joaquim Sousa, um atleta carismático, único e que é, em si mesmo, uma imagem de marca da Orientação portuguesa. Se todos as atrativos anteriormente mencionados não fossem convincentes o suficiente para o fazer sair de casa rumo a Barcelos no dia 20 de Outubro, então faça-o pelo Sousa, na certeza porém que ninguém mais do que ele merece uma homenagem assim.

Saiba tudo sobre o Troféu Joaquim Sousa em http://www.amigosdamontanha.com/_trofeu_joaquim_sousa.


Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO

Sem comentários: