sexta-feira, 24 de agosto de 2012

WMTBOC 2012: A MELHOR ESTAFETA PORTUGUESA DE SEMPRE




Portugal volta a estar de parabéns. Ao concluir a prova de Estafeta na 8ª posição, a equipa masculina portuguesa alcançou a sua melhor prestação de sempre em Campeonatos do Mundo de Orientação em BTT. João Ferreira, Carlos Simões e Davide Machado souberam acreditar, alcançando um resultado de grande prestígio e confirmando Portugal como um dos países da linha da frente da modalidade a nível mundial.


Eram 09:20 (hora portuguesa) quando foi dada a partida para a final de Estafetas dos X Campeonatos do Mundo de Orientação em BTT que decorrem em Veszprém, na Hungria, e que terão amanhã o seu epílogo. Em cima das bicicletas, sob um calor escaldante, 35 equipas entregavam-se à floresta com empenho e ambição, encetando ali uma luta titânica pelo melhor resultado possível. Haveriam de chegar mais de duas horas depois, exultantes umas, conformadas outras, mas todas, todas com a certeza de terem dado o seu melhor.

Entre o conformado e o exultante encontrava-se o trio português, composto por João Ferreira, Carlos Simões e Davide Machado. Exultante porque o seu oitavo lugar constituía, nem mais nem menos, que o melhor resultado de sempre duma Estafeta portuguesa em Campeonatos do Mundo. Estava, pois, cumprido o grande objetivo da equipa para esta prova. Conformado porque, olhando para o particular duelo que Davide Machado e o italiano Luca Dallavalle travaram no último percurso, o resultado final até poderia ter sido outro. Mas vamos por partes.


Um duelo muito particular

Começou bem João Ferreira, entregando o testemunho na 13ª posição com o tempo de 51:58 e mantendo bem viva a ambição de chegar ao tão almejado lugar entre as oito primeiras equipas. No final do segundo percurso o objetivo parecia estar ao alcance da nossa seleção, embora o 9º lugar de Carlos Simões pudesse ser enganador, já que nos deixava a distantes oito minutos e meio exatos da oitava posição e que era, nessa altura, ocupada pela Itália. Davide Machado partiu muito forte e determinado para o derradeiro percurso, acabando por ultrapassar, primeiro, o australiano Steven Cusworth e, mais tarde, Luca Dallavalle, passando junto ao ponto de espectadores – com 80% do seu percurso cumprido – com uma ligeira vantagem sobre o transalpino. Viria a perder preciosos segundos na parte final, acabando por completar a prova com o tempo total de 2:32:03, a escassos 10 segundos do conjunto da Itália.

A vitória sorriu à Finlândia, depois dum duelo empolgante com o seu grande adversário, a Rússia. Começaram melhor os finlandeses, com Pekka Niemi – a grande figura dos Mundiais de Júniores de Montalegre, lembram-se? - a impôr-se a Valeriy Gluhov pela margem de 20 segundos. Arriscaram ainda mais os finlandeses, ao apostarem a sua estrela, Samuli Saarela, no percurso intermédio, ampliando desta feita a diferença para os 55 segundos. No derradeiro percurso, Jussi Laurila foi um verdadeiro herói ao aguentar a fortíssima investida de Anton Foliforov, para quem perdeu por 12 segundos apenas. A Finlândia recupera assim um título que lhe fugia desde 2006, assumindo o comando do medalheiro destes Mundiais 2012.


Estafeta feminina obrigada a abandonar

Portugal marcou igualmente presença no setor feminino, acabando a nossa Estafeta por ser desqualificado devido ao facto de Rita Madaleno, no derradeiro percurso, ter partido a corrente da bicicleta. Antes dela, já Tânia Covas Costa e Margarida Guerra tinham alcançado prestações modestas, pelo que o resultado nunca viria a ser o preconizado à partida pelo selecionador nacional, Daniel Marques, e que apontava para a 14ª posição. A vitória coube igualmente à Finlândia, com Marika Hara, Ingrid Stengard e Susanna Laurila a baterem inapelavelmente as anteriores campeãs mundiais, as helvéticas Maja Rothweiler, Ursina Jäggi e Christine Schaffner. Uma curiosidade para o 5º lugar da França onde, a par de Gaëlle Barlet e Madeleine Tirbois-Kammerer, pontificou Laure Coupat, uma atleta afastada das lides mundialistas desde 2004, ela que foi a primeira campeã do mundo de Distância Média, nos Mundiais de Fontainebleau, em 2002.

Nos Mundiais de Juniores, a República Checa fez valer a sua força no setor masculino, impondo-se à Finlândia por margem considerável. No setor feminino, a Rússia – com Svetlana Poverina - foi a grande vencedora, relegando a Finlândia de novo para a segunda posição. Finalmente, no tocante aos III Campeonatos do Mundo de Veteranos, a República Checa foi a grande protagonista da jornada, com vitórias nos escalões M40, M50 e W40, enquanto a Dinamarca triunfou em M60.


Resultados

Elite Masculinos
1º Finlândia (Pekka Niemi, Samuli Saarela, Jussi Laurila) 2:16:04
2º Russia (Valeriy Gluhov, Ruslan Gritsan, Anton Foliforov) 2:16:47
3º Áustria (Bernhard Schachinger, Kevin Haselsberger, Tobias Breitschädel) 2:17:06
4º República Checa (Radek Laciga, Martin Sevcik, Jan Svoboda) 2:20:00
5º França (Stephane Toussaint, Clément Souvray, Yoann Garde) 2:24:13
6º Suiça (Christian Wütrich, Beat Oklé, Beat Schaffner) 2:21:58
(…)
8º Portugal (João Ferreira, Carlos Simões, Davide Machado) 2:32:03

Elite Femininos
1º Finlândia (Marika Hara, Ingrid Stengard, Susanna Laurila) 2:15:12
2º Suiça (Maja Rothweiler, Ursina Jäggi, Christine Schaffner) 2:17:31
3º Eslováquia (Daniela Trnovcová, Stanislava Fajtová, Hana Garde) 2:26:02
4º Áustria (Sonja Reisinger-Zinkl, Marina reiner, Michaela Gigon) 2:27:48
5º França (Gaëlle Barlet, Madeleine Tirbois-Kammerer, Laure Coupat) 2:28:36
6º República Checa (Marie Hrdinova, Marie Brezinova, Hana La Carbonara) 2:28:45

Júniores Masculinos
1º República Checa (Krystof Bogar, Vojtech Ludvik, Tomas Stanek) 2:01:12
2º Finlândia (André Haga, Joakim Höstman, Kare Kaskinen) 2:06:06
3º Rússia (Filipp Zhikharev, Vladimir Emeliancik, Denis Tsarev) 2:12 23
4º França (Thibaud Guelennoc, Nicolas Pinsard, Cédric Beill) 2:14:59
5º Lituânia (Vilius Stankevicius, Tautvydas Zaliauskas, Jonas Maiselis) 2:18:06
6º Letónia (Reinis Grende, Eriks Gruzde, Atis Heinols) 2:18:45

Júniores Femininos
1º Rússia (Elena Melikhova, Tatiana Oborina, Svetlana Poverina) 2:06:36
2º Finlândia (Henna Saarinen, Ruska Saarela, Eeva-Liisa Hakala) 2:10:25
3º República Checa (Anezka Parizkova, Eva Haltofova, Katerina Novakova) 2:11:36
4º Polónia (Magdalena Ozga, Julita Linowska, Barbara Sanocka) 2:19:47
5º França (Nicole Hueber, Anne-Claire Defix, lou Denaix) 2:25:12
6º Austria (Lisa Pirker, Saskia Hofer, Julia Ritter) 2:53:51

Veteranos Masculinos M40
1º República Checa (Ales Linhart, Jan Kourimsky, Jaroslav Rygl) 2:07:22
2º Dinamarca (Finn Johanssen, Jörn Svensen, Michael Hoffmann) 2:21:58
3º Hungria (András Holluby, Tibor Tamás, László Paulovits) 2:28:05
4º Austrália (Richard Robinson, Bruce Paterson, Peter Cusworth) 2:53:23
5º Alemanha (Olaf Kaden, Michael Sturm, Thomas Hartung) 2:56:27

Veteranos Masculinos M50
1º República Checa (Jiri Král, Jaroslav Fajtl, Ivan Svoboda) 1:56:46
2º Dinamarca (Jens Peter Gundorf, Laus Seir Hansen, Troels Bent Hansen) 1:57:22
3º Alemanha (Sergej Sonnenberg, Haral Maennel, Peter Heinrich) 2:02:56
4º Grã-Bretanha (Tony Brand-Barker, Keith Dawson, Stuart Norman) 2:13:24
5º Nova Zelândia (Rob Garden, Michael Wood, Dave Armstrong) 2:19:55
6º Finlândia (Vesa Saari, Hannu Kaasalainen, Heikki Tyrväinen) 2:31:17

Veteranos Masculinos M60
1º Dinamarca (Keld Johnsen, Christian Strandgaard, Jes Steen) 1:55:07
2º Suécia (Claes-Göran Lundberg, Lars-Ake Sjökvist, Esbjörn Andrén) 2:07:05

Veteranos Femininos W40
1º República Checa (Olga Koutná, Andrea Rejholcová, Jindra Dohnalova) 2:09:08
2º Nova Zelândia (Marquita Gelderman, Vivienne Prince, Christine Browne) 2:28:01
3º Lituânia (Giedre Rubazeviciene, Egle Mackuviene, Ruta Staneviciene) 2:58:22

Consulte os resultados completos em http://www.mtbo.hu/mtbwoc2012.php/lists.

[Foto gentilmente cedida por Daniel Marques]


Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO

Sem comentários: