quinta-feira, 5 de julho de 2012

WMOC 2012: QUATRO PORTUGUESES APURADOS PARA A GRANDE FINAL DE DISTÂNCIA LONGA




Prosseguiram em Bad Harzburg os Campeonatos do Mundo de Veteranos de Orientação Pedestre WMOC 2012. Os últimos dois dias foram dedicados às séries qualificatórias de Distância Longa e nas quais Joaquim Sousa voltou a ser o nosso atleta mais destacado.


Mantendo o figurino inaugurado em 2008, quando Portugal recebeu a 13ª edição dos Campeonatos do Mundo de Veteranos de Orientação Pedestre, os dias intermédios foram dedicados às séries qualificatórias da prova de Distância Longa. Ontem correu-se a primeira série, em Drei Annen Hohne, num terreno de floresta bastante sujo nalguns pontos, com detalhe de relevo e de vegetação apreciável e desnível acentuado. A segunda série teve lugar hoje, em Pulverhaus Clausthal-Zellerfeld e com uma receita em tudo idêntica.

Joaquim Sousa esteve uma vez mais em grande plano, alcançando a quarta posição em ambas as séries qualificatórias de M40 e garantindo o apuramento para a final de forma tranquila. João Casal foi uma revelação no primeiro dia, graças ao 11º lugar alcançado em M45; viria a não estar tão bem no dia de hoje, mesmo assim sem comprometer. O mesmo aconteceu com João Pedro Valente, que em igual escalão concluiu no 17º lugar. O quarto e último português apurado para a final A é José Fernandes que, depois dum esperançoso 18º lugar na série inaugural, arrancou hoje uma brilhante 8ª posição e que lhe valeu o 15º lugar final na sua série.

Manuel Dias, em M60, não esteve longe do apuramento. O 18º lugar na primeira série qualificatória deixava tudo em aberto, mas o grande atleta não conseguiu ir além do 20º lugar na série decisiva, cotando-se a 3:12 do tão almejado passaporte. À semelhança do que aconteceu na prova de Sprint, Portugal volta a não ter representantes na final A de Distância Longa, tendo Ana Casal sido a nossa melhor representante, graças ao 38º lugar alcançado no escalão W40. Nas grandes finais A de sábado, José Fernandes será o primeiro atleta a partir, assim que forem 12h36 (menos uma hora em Portugal). Seguem-se-lhe João Pedro Valente, às 12h59 e João Casal, às 13h05. Na defesa da medalha de bronze alcançada em Pécs, no ano transacto, Joaquim Sousa será o último atleta português a partir, quando os ponteiros do relógio marcarem as 13:41.


Resultados

Masculinos

M40
Joaquim Sousa
Portugal O Team
1:17:55 (4º)
1:17:48 (4º)
2:35:43
M50
15º
José Fernandes
Portugal O Team
1:14:49 (18º)
1:01:40 (8º)
2:16:29
M45
16º
João Casal
Portugal O Team
1:11:27 (11º)
1:24:38 (24º)
2:36:05
M45
17º
João Pedro Valente
CPOC
1:16:07 (14º)
1:20:01 (19º)
2:36:08
M60
19º
Manuel Dias
Lisboa OK
57:37 (18º)
55:54 (20º)
1:53:31
M55
25º
Rui Antunes
Portugal O Team
1:03:50 (32º)
1:02:59 (23º)
2:06:49
M60
27º
Roy Dawson
GafanhOri
1:10:18 (41º)
57:14 (17º)
2:07:32
M35
36º
Ricardo Oliveira
Portugal O Team
2:12:40 (38º)
1:47:05 (26º)
3:59:45
M50
41º
António Aguiar
Portugal O Team
1:44:51 (46º)
1:21:02 (38º)
3:05:53
M45
46º
José Bolrão
Portugal O Team
1:57:17 (46º)
1:58:31 (47º)
3:55:38
M50
46º
Carlos Coelho
CPOC
1:29:05 (46º)
1:23:14 (46º)
2:52:19
M55
46º
Vítor Rodrigues
CPOC
1:35:47 (54º)
1:10:54 (32º)
2:46:41
M50
55º
José Pires
Portugal O Team
2:16:19 (57º)
1:44:09 (57º)
4:00:28
M55
64º
Norman Jones
Lisboa OK
2:10:52 (66º)
1:47:23 (64º)
3:58:15
M65
64º
Coelho dos Santos
Ori-Estarreja
1:40:32 (66º)
1:56:05 (67º)
3:36:37
M55

Escada da Costa
AFAP
1:39:15 (61º)
dnf

M55

António Reyes
GafanhOri
mp
1:47:38 (67º)

M70

José Grada
Ori-Estarreja
1:42:32
mp


Femininos

W40
38º
Ana Casal
Portugal O Team
1:50:51 (41º)
1:47:54 (41º)
3:38:45
W55
39º
Margarida Rocha
GD4C
1:31:30 (43º)
1:16:04 (38º)
2:47:34
W55
51º
Catherine Dawson
GafanhOri
1:55:53 (57º)
1:14:49 (44º)
3:10:42
W50
56º
Gabriela Coelho
Portugal O Team
2:12:21 (57º)
1:50:02 (58º)
4:02:23
W45

Maria Silva
Portugal O Team
mp
1:45:25

W45

Eugénia Tavares
Portugal O Team
dnf
dns


Mais informações e resultados completos em http://wmoc2012.de/.


Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO

1 comentário:

Luís Sérgio disse...

Força aí Sousa... vai com a cabeça na terra e os habituais pés de vento!