terça-feira, 8 de maio de 2012

II OPEN DE ORIENTAÇÃO DE PRECISÃO DO HOSPITAL DA PRELADA: IMPRESSÕES (V)




Esta vitória é o culminar dum conjunto de provas que implicaram muito trabalho e muito empenho face a um nível de exigência superior. Para este resultado acho que contou muito a participação nas provas de Viseu e em Espanha, porque já tinham um bocadinho este nível. A aprendizagem que essas provas me deram foram realmente fundamentais para que alcançasse este resultado.

Este mapa e este percurso já apresentava muitos dos desafios que encontrámos am Plasência e em Viseu. Espero realmente é que este tipo de traçados desafiantes e muito mais exigentes sejam a regra no futuro e que eu possa continuar a alcançar mais e melhores resultados. Seria um sinal de que estariamos todos a progredir.

Este Open esteve impecavelmente organizado. Tive a oportunidade de fazer pela primeira vez um Model Event, sem a pressão do resultado. Não apenas deu para descontrair como pude ver que há outras pessoas que se interessam pela modalidade, que afinal não se colocam de parte e, quando convidadas, participam de certeza. Estou a falar do Fernando Gomes, o padrinho da prova, mas também de pessoas com mobilidade reduzida como eu. Foi com muito agrado que as vi experimentar, a tentar compreender os desafios da Orientação de Precisão, a dar o seu melhor. É realmente um desporto para todos e isso é fantástico.

O futuro passa por participar no maior número de provas possível, poder adquirir mais experiência e conseguir controlar melhor a minha ansiedade. Está nos meus objectivos poder vir a representar Portugal nos Campeonatos da Europa de Orientação de Precisão em 2014, mas tenho a absoluta consciência que, para lá chegar, vou ter de trabalhar muito.


Diana Coelho
Vencedora do II Open de Orientação de Precisão do Hospital da Prelada
Classe Paralímpica

1 comentário:

Presidente disse...

Parabéns Diana.
Obrigado pelo excelente testemunho na 1ª pessoa.
Bjinho