segunda-feira, 7 de maio de 2012

II OPEN DE ORIENTAÇÃO DE PRECISÃO DO HOSPITAL DA PRELADA: IMPRESSÕES (I)




Gostaria de manifestar aos atletas que participaram no II Open de Orientação de Precisão do Hospital da Prelada a grande satisfação que o Serviço de Medicina Física e de Reabilitação tem em recebê-los e, através do desporto, partilhar alguns momentos de alegria e saudável competição. Um agradecimento especial ao Fernando Gomes e Hanka Dolezalova pelo seu apoio e pela visibilidade mediática que trouxeram à nossa prova, extensivo a todos aqueles que, de alguma forma, contribuíram para a realização deste evento.

O Serviço de Medicina Física e de Reabilitação do Hospital da Prelada está bem consciente do seu papel e dos seus deveres para com os utentes que a ele recorrem. Somos o maior Serviço de Reabilitação do Norte do País, tratamos e acompanhamos doentes desde 1988 e temos consciência que a nossa acção não se pode limitar à de um simples Serviço de Reabilitação hospitalar, mas antes que se aproxima àquela que compete a um Centro de Reabilitação. Assim se compreendem os esforços que temos vindo a desenvolver em prol do Desporto Adaptado, como elemento de grande importância no programa de Reabilitação, promovendo o bem estar físico e psíquico e como factor de reintegração social.

É de salientar o importante papel dinamizador do Núcleo de Desporto Adaptado do Serviço de Medicina Física e de Reabilitação do Hospital da Prelada. É justo que se reconheça o seu trabalho e a sua dedicação, sacrificando muitos fins de semana para acompanhamento dos nossos atletas, angariando patrocinadores, estabelecendo contactos, divulgando o Serviço, o Hospital e a Santa Casa da Misericórdia do Porto. A eles quero dar os parabéns por mais esta organização em conjunto com o Grupo Desportivo dos Quatro Caminhos.

Apelo à continuação do apoio que tem sido dado pela Mesa Administrativa da Santa Casa da Misericórdia do Porto, aos habituais patrocinadores do Desporto Adaptado do Hospital da Prelada, aos colaboradores e voluntários, para que se mantenha a actividade do Desporto Adaptado do Hospital da Prelada e se possa mesmo encarar a sua legítima ambição de crescimento e diversificação.

Rúben de Almeida
Director do Serviço de Medicina Física e de Reabilitação
Hospital da Prelada

Sem comentários: