domingo, 27 de maio de 2012

FILIPE MARQUES E OS NACIONAIS DE DESPORTO ESCOLAR: "TUDO MUITO POBRE"




Relativamente à minha apreciação destes Campeonatos Nacionais do Desporto Escolar (CNDE), em termos de resultados, este foi um ano de "colheita". Apesar de alguns erros cometidos por alguns alunos, a nossa equipa era sem dúvida a segunda melhor no escalão de Iniciados Masculinos. O João Novo cometeu dois erros na etapa individual de Monsanto, que lhe custaram o primeiro lugar, pois tinha vencido as duas mangas da primeira etapa de sábado por uma diferença significativa.

Quanto à organização destes CNDE - e de acordo com a minha experiência de muitos anos -, estes foram os mais fracos. Em termos técnicos, foi pena a primeira etapa ser uma prova urbana e outra de parque. Bastava a urbana.

Quanto ao resto, tudo muito fraco. No plano do transporte, foram oito horas de viagem de Braga a Lisboa e outras oito de Lisboa a Braga. A alimentação era em quantidade suficiente mas a qualidade muito fraca. O alojamento - em bungalows no camping de Monsanto - apesar de mais aconchego, fez com que se perdesse o espírito de grupo. Os alunos encontravam-se espalhados por vários bungalows, não deu para falar muito e partilhar muitas emoções com eles. O enquadramento deixou muito a desejar. Os guias não demonstraram interesse pela nossa comitiva e não conheciam os locais. A título de exemplo, da Escola Secundária de Camões até ao Parque Eduardo VII era para fazer em 10 minutos a pé e demorámos 45 minutos... Os guias andaram “ao banano” uns com os outros. Não conheciam o programa. Nunca vi nada assim. Foi lamentável. Como lamentável foi a Cerimónia de Entrega de Prémios. Qual pódio, qual quê! Uma cadeira de plástico e está a andar. Basta comparar as fotos do facebook da Orientação da AEmaximinos deste ano com as do ano passado. Dá logo para perceber as diferenças. A finalizar, uma falha ainda e que se prende com o facto de não ter havido programa de diversão para os alunos.

Eu tenho dito, desde há três anos para cá, a partir do momento em que começaram a separar as modalidades por jornadas, que se está a perder o espírito dos Campeonatos Nacionais. Antigamente concentravam todas as modalidades, eram 2500 alunos concentrados na cidade. Tinham um programa de festa e convívio. Os miúdos conviviam entre todos os das várias modalidades e de regiões diferentes. Era tudo feito em três dias e num só fim de semana.

Este ano, enfim, tudo muito pobre.

Neste Nacionais, fiz uma experiência piloto. Fiz a cobertura dos CNDE desde a saída de Braga até ao regresso. Digamos que fiz praticamente a cobertura em direto com fotos e comentários. Os Encarregados de Educação adoraram. Houve muita gente a acompanhar a reportagem, incluindo os directores de turmas, professores, avós, tios, irmãos e um jornalista. Creio que esse aspeto foi interessante e para repetir... se puder.

Filipe Marques
Agrupamento de Escolas de Maximinos



Sem comentários: