sexta-feira, 18 de maio de 2012

EOC/ETOC 2012: TÍTULOS DE DISTÂNCIA MÉDIA PARA OLAV LUNDANES E SIMONE NIGGLI




São já conhecidos os novos Campeões Europeus de Distância Média. Nas grandes finais desta tarde, em Skattungbyn, Olav Lundanes e Simone Niggli estiveram imparáveis, arrecadando o ouro de forma imperial.


Após três dias de provas qualificatórias, os Campeonatos da Europa de Orientação EOC 2012 entraram na fase decisiva. A série de quatro emocionantes finais abriu hoje com a prova de Distância Média, nas quais marcaram presença 50 atletas no sector masculino e 53 no sector feminino. Thierry Gueorgiou (França), Campeão Mundial da distância em título, foi o grande ausente da prova de hoje, tornando mais aberta ainda a luta pelo primeiro lugar no sector masculino.

Depois das vitórias nas respectivas séries de qualificação, Olav Lundanes (Noruega), Valentin Novikov (Russia) e Johan Runesson (Suécia) chamavam sobre si as atenções. Todavia, era ao russo que se atribuía maior dose de favoritismo, ele que ostentava os galões de Campeão Europeu em título (Primorsko, 2010). E a verdade é que as expectativas não foram goradas. Runesson acabaria por ser, desde muito cedo, uma carta fora do baralho, deixando a discussão do título nas mãos de Olav Lundanes e Valentin Novikov. Não que nomes como os de Daniel Hubmann (Suiça) ou Carl Waaler Kaas (Suécia) não fossem tidos igualmente em conta, mas a verdade é que a luta pelo primeiro lugar acabou por ser travada entre os dois principais contendores.

Olav Lundanes viria a assumir a liderança a partir do ponto 6, não mais a largando até ao final. O norueguês acabou por ser o grande vencedor com o tempo de 34:21, impondo-se a Novikov pela “módica” diferença de 01:19 e arrecandando a primeira medalha individual da sua carreira num Campeonato da Europa (com a Estafeta da Noruega, tinha chegada à medalha de bronze nos Europeus anteriores). Na terceira posição viria a classificar-se Carl Waaler Kaas, com o tempo de 35:46, enquanto no 4º lugar ficou, algo surpreendentemente, o ucraniano Oleksandr Kratov, com o tempo de 36:13. Gustav Bergman (Suécia) e Matthias Merz (Suiça) ocuparam ex-aequo a 5ª posição, creditados com o tempo de 36:27. Daniel Hubmann não conseguiria melhor que a 9ª posição, a 02:35 do vencedor, enquanto Runesson não iria além do 30º lugar, com 38:23.


Simone Niggli ao seu melhor nível

No sector feminino, assistimos a um regresso de Simone Niggli ao seu melhor nível. Depois do segundo lugar nas séries classificatórias, a melhor orientista de todos os tempos fez uma prova absolutamente fenomenal, levando de vencida a concorrência por larga margem e revalidando o título Europeu. Na primeira metade da prova foi possível acompanhar um intenso duelo entre a atleta suíça e a finlandesa Minna Kauppi. Minna Kauppi chegou mesmo a liderar no início, mas sensivelmente a meio da prova acabou por ver o sonho de conquistar o título desvanecer-se. A finlandesa perdeu quase um minuto para sua mais direta opositora, demorou a restabelecer-se e, depois disso, já nada havia a fazer.

Gerindo parcimoniosamente a vantagem alcançada, Simone Niggli acabaria por vencer com um registo de 33:42, deixando Minna Kauppi à distância de 01:25. Na terceira posição, com mais 01:39 que a vencedora, classificou-se uma surpreendente Tatiana Ryabkina (Russia), apenas 6ª classificada numa das séries de qualificação no primeiro dia dos Campeonatos. Grandes pretendentes a uma das três medalhas, as suecas Helena Jansson - Campeã Mundial em título - e Tove Alexandersson acabariam por não ir além dos 4º e 5º lugares, com os tempos de 36:06 e 36:31, respetivamente, enquanto outra atleta sueca, Annika Billstam, fechava o pódio na 6ª posição, com um registo de 36:35.


Resultados

Masculinos
1º Olav Lundanes (Noruega) 34:12
2º Valentin Novikov (Russia) 35:31
3º Carl Waaler Kaas (Noruega) 35:46
4º Oleksandr Kratov (Ucrânia) 36:13
5º Gustav Bergman (Suécia) 36:27
5º Matthias Merz (Suiça) 36:27
7º Marc Lauenstein (Suiça) 36:28
8º Dmitry Tsvetkov (Russia) 36:44
9º Daniel Hubmann (Suiça) 36:47
10º François Gonon (França) 36:50

Femininos
1º Simone Niggli (Suiça) 33:42
2º Minna Kauppi (Finlândia) 35:07
3º Tatiana Ryabkina (Russia) 35:21
4º Helena Jansson (Suécia) 36:06
5º Tove Alexandersson (Suécia) 36:31
6º Annika Billstam (Suécia) 36:35
7º Merja Rantanen (Finlândia) 37:00
8º Mari Fasting (Noruega) 37:05
9º Anne Margrethe Hausken Nordberg (Noruega) 37:22
10º Sofia Haajanen (Finlândia) 37:42

Amanhã é dia de final de Distância Longa, a qual terá lugar a partir das 10h15 (hora de Portugal), de novo em Skattungbyn. São esperadas corridas com tanto de dureza – 15,4 km na prova masculina e 9,7 km na feminina – como de emoção. Vejamos se Simone Niggli conseguirá repetir o feito de hoje e alcançar a sua nona medalha de ouro em Campeonatos da Europa, ou se será desfeiteada por Annika Billstam, a Campeã Mundial em título. No sector masculino a luta estará mais acesa do que nunca, face às ausências dos Campeões Europeu e Mundial em título, Daniel Hubmann e Thierry Gueorgiou, respectivamente. Devido a problemas no calcanhar, Hubmann abdicou mesmo de correr as séries qualificatórias de Distância Longa para se concentrar apenas nas provas mais curtas, enquanto Thierry Gueorgiou, a contas com uma canelite, está de fora destes Europeus. Assim sendo, será que vamos assistir ao “bis” de Olav Lundanes?

[Fotos de Anders Öberg]


Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO

Sem comentários: