quinta-feira, 12 de abril de 2012

XX TROFÉU DE ORIENTAÇÃO DO CPOC: A FESTA REGRESSA À CAPITAL



O dia 19 de Maio promete ser de festa para a Orientação. É que, precisamente nessa data, o Clube Português de Orientação e Corrida está apostado em aproveitar o que de melhor a cidade de Lisboa tem para oferecer naquilo que muitos consideram ser o seu ponto mais forte: a Orientação em ambiente urbano, nomeadamente na disciplina de Sprint. Este é o ponto de partida para, com a ajuda de Luís Santos, conhecermos mais de perto o programa das festas do XX Troféu de Orientação do CPOC.


Sejam bem-vindos ao XX Troféu de Orientação do CPOC. Prova de Nível 2 pontuável para a Taça de Portugal de Orientação Pedestre, o evento integra ainda a 4ª etapa da Taça de Portugal de Orientação de Precisão e uma etapa dos Campeonatos Nacionais de Desporto Escolar. A aposta do CPOC visa oferecer aos participantes os melhores desafios que a cidade tem para oferecer na vertente de Sprint, com duas etapas a contar para a Taça de Portugal: uma etapa matinal a prometer bons desafios técnicos num "downhill" que levará os participantes através das ruas de Alfama, desde o Castelo de São Jorge até à Praça do Comércio. Mais lá para a tarde, o Parque Eduardo VII, ampliado com o Jardim Amália Rodrigues, será então o palco de todas as emoções.

Luís Santos, Presidente do CPOC e um dos responsáveis pelo traçado de percursos deste XX Troféu de Orientação do CPOC, recorda que “já não há provas de Taça de Portugal em Lisboa desde que o CDCE organizou um evento de um dia em Monsanto, já em 2002.” Também o mapa de Alfama só foi usado em iniciativas locais, nomeadamente na BaixAnima de boa memória, tal como acontece com o mapa do Parque Eduardo VII. Por esse motivo, apesar de serem locais emblemáticos da cidade e do país, são praticamente desconhecidos da generalidade dos praticantes de Orientação e prometem agradáveis surpresas. Estes mapas, todavia, “estão já divulgados no site da prova, para que todos fiquem em igualdade de circunstâncias”, adianta aquele responsável.


Um dia bem orientado

Revelando um pouco daquele que é o roteiro do XX Troféu de Orientação do CPOC, Luís Santos explica que “tudo irá começar num local bem especial que é o Castelo de São Jorge” e deixa já um conselho importante relacionado com o uso obrigatório de peitoral: “Os federados poderão dirigir-se directamente ao Castelo, enquanto os não federados terão inicialmente de recolher o peitoral na Arena da manhã, na Praça do Comércio”. Quanto aos melhores locais para estacionar, o ideal será a zona do Campo das Cebolas, sobretudo pela proximidade com o local de Arena e chegadas. “Não se assustem os que pensam que será muito longe do Castelo pois, ainda que seja a subir, a Praça do Comércio dista menos de 1000 metros da entrada do Castelo de São Jorge”, esclarece Luís Santos.

O Orientovar sabe que a Praça de Armas será o único local permitido para circular livremente no interior do Castelo, pois o restante espaço irá ser utilizado no desenrolar da prova, numa iniciativa coordenada com a entidade gestora do espaço, a EGEAC. Depois, e sendo a chegada na Praça do Comércio, não custa adivinhar que os percursos constituirão autênticos circuitos de "downhill" pelas ruas de Alfama, com a zona de Chegadas instalada na simbólica Praça do Comércio. Da parte da tarde, como já se disse, a caravana da Orientação desloca-se de armas e bagagens para o Parque Eduardo VII. Também aqui, Luís Santos sugere que se opte pelo estacionamento “nos vários locais indicados no site da prova, na zona norte do parque, onde se irá situar a Arena do evento.” Nesta prova da tarde, a começar às 16h00, a ênfase será colocada num mapa de características totalmente diferentes das do mapa da manhã e onde irá prevalecer a vertente do espectáculo, aproveitando o potencial da Arena num local pouco conhecido de Lisboa mas imensamente bonito, o Jardim Amália Rodrigues.


A Orientação de Precisão também faz parte da festa

O evento irá ter também uma etapa de Orientação de Precisão a contar para a primeira edição da Taça de Portugal desta disciplina e com início agendado para as 15h00. Apesar de ser vocacionada para para pessoas portadoras de mobilidade reduzida, deslocando-se em cadeira de rodas, a prova é aberta a todos e encerra surpresas seguramente bem interessantes. Entre elas estará, para muitos, a descoberta duma modalidade inclusiva por excelência e onde, ainda que singulares nas suas diferenças, todos são iguais. Numa prova onde a presença do DAHP – Núcleo de Desporto Adaptado do Serviço de Medicina Física e de Reabilitação do Hospital da Prelada é já uma certeza, a capacidade da organização em mobilizar os utentes do Centro de Reabilitação do Alcoitão poderá fazer toda a diferença, fazendo desta uma jornada inolvidável para o Desporto Adaptado em Portugal. Para além disso, Luís Santos confessa ainda que um dos seus maiores gostos seria “ver muitos dos participantes no evento pedestre também a experimentar e a participar nesta iniciativa”.

Finalmente, uma novidade de última hora neste XX Troféu de Orientação do CPOC é o facto dele vir a integrar os Campeonato Nacionais de Desporto Escolar 2012. A este propósito, Luís Santos adianta que, “em paralelo, estamos a ultimar o acordo com responsáveis do Desporto Escolar, para que os Nacionais decorram em conjunto com a prova, embora com dois eventos adicionais que irão decorrer em Monsanto no dia seguinte.”


Apareçam e divirtam-se!

Restará dizer que a prova é aberta a todos os interessados, irá ter serviço de baby-siting e técnicos disponíveis na zona de partidas para briefings de introdução à Orientação. Todas as informações sobre o evento podem ser encontradas na respectiva página, em http://www.cpoc.pt/eventos.php?ev=20Trofeu. Aí encontrará igualmente um pequeno vídeo de apresentação do evento, da autoria de João Dias e cuja visualização se aconselha vivamente.


Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO

Sem comentários: