terça-feira, 6 de março de 2012

V ORI-BTT ROTA DA BAIRRADA: VEM AÍ UM FIM DE SEMANA RECHEADO DE EMOÇÕES




O DAR - Desportivo Atlético de Recardães, em colaboração com as Câmaras Municipais da Mealhada e de Águeda, Juntas de Freguesia de Barcouço, Cordinhã e Recardães, Federação Portuguesa de Orientação e com o apoio de algumas empresas, leva a efeito nos próximos dias 10 e 11 de Março mais um grande evento de Orientação em BTT. Pretexto para espreitarmos o VIII Campeonato Ibérico O-BTT 2012 / V Ori-BTT Rota da Bairrada pelo buraco da fechadura.


Corria o ano de 2008 quando, sob os melhores auspícios, o Desportivo Atlético de Recardães tomou sobre os ombros a tarefa de levar por diante um evento que designou, muito justamente, “Troféu Ori-BTT Rota da Bairrada”. Nessa primeira edição, levada a cabo entre os dias 25 e 27 de Abril, o evento teve honras de Campeonato Nacional, consagrando a título individual Daniel Marques e Susana Pontes como os grandes vencedores no escalão de Elite, aos quais se juntaram os emblemas do Clube de Orientação do Centro (Masculinos) e do Grupo Desportivo União da Azoia (Femininos), como os primeiros Campeões Nacionais de Estafetas no escalão Sénior.

Com denodo e paixão, a novel coletividade de Águeda soube manter a “menina dos seus olhos” na mó de cima, tornando-a numa referência incontornável no panorama das organizações de Orientação em BTT nacionais. A quarta edição do troféu, disputada em Junho passado nas localidades de Cordinhã e Barcouço, recebeu o primeiro Campeonato Nacional Absoluto da modalidade e constituiu mais uma prova inequívoca de qualidade e capacidade organizativa. Este ano, o Ori-BTT Rota da Bairrada volta a percorrer os suaves declives plantados de vinhedos da região bairradina, elevando a fasquia ao nível dum Campeonato Ibérico, que aqui verá disputada a primeira etapa.


Fazer o essencial da forma mais simples possível”

Ao encontro de Carlos Ferreira, o grande timoneiro do Desportivo Atlético de Recardães, ficámos a saber que “esta é mais uma prova de elevado nível a que o DAR responde, depois do Campeonato Nacional de Estafetas em BTT em 2008, dos Campeonatos de Desporto Escolar Orientação Pedestre em 2010 e do Campeonato Nacional Absoluto de BTT em 2011. Foram provas que estão bem referenciadas na memória de quem as viveu, quer nos organizadores, quer nos participantes.” O lema, para aquele responsável, baseia-se em “fazer o essencial da forma mais simples possível, respondendo aos objetivos da prova, mas continuando a surpreender os participantes.”

No tocante aos aspectos gerais que envolvem o V Ori-BTT Rota da Bairrada, o evento vai desenrolar-se em terrenos de dois concelhos e oito freguesias, tendo no Parque Desportivo de Barcouço, no concelho da Mealhada, o seu epicentro. Com efeito, será aí que ocorrerão as chegadas dos dois dias. Trata-se dum espaço renovado com um campo de futebol, um moderno Pavilhão Desportivo e uma pista de saltos para os amantes do Cross. Para os frequentadores assíduos das provas do Desportivo Atlético de Recardães, não é novidade nenhuma que o terreno é muito variado, com uma morfologia média e caminhos na generalidade bons, sendo alguns de excelente qualidade. Carlos Ferreira refere ainda que, “se chover, mas em pequena quantidade, vão ficar macios e fáceis de manobrar e com uma emaranhada rede de caminhos. São provas que exigem dos atletas que a componente física ande em paralelo com a técnica.”


51 km2 de mapa

A prova do primeiro dia – uma Distância Longa, com 31,7 km para a Elite masculina e 570 metros de desnível acumulado, e 21,6 km para a Elite Feminina, com o desnível acumulado a chegar aos 430 metros - vai realizar-se numa grande parte no mapa usado em Junho passado, “uma situação que não nos conforta perante as responsabilidades deste evento, mas a ausência de qualquer apoio para a sua realização obrigou-nos configurar a prova doutro modo e a colocar, mesmo assim, um elevado nível técnico com os recursos conseguidos”, adianta Carlos Ferreira. Já a prova de domingo – Distância Média, com 23,0 km e 17,6 km, respectivamente para a Elite Masculina e Feminina - vai ser totalmente realizada em mapa novo, sendo de referir que o DAR, com esta ampliação, consegue ter 51 Km2 de mapa contíguo para a prática da modalidade.

Quanto às novidades em relação às provas anteriores, embora para o Clube seja sempre um ponto de honra introduzir pequenos itens, a verdade é que “os tempos que correm não permitem andar em altos voos”, diz Carlos Ferreira, adiantando contudo que “irão aparecer algumas novidades que espero que sejam valorizados pelos participantes”. Desde já há essa garantia do aumento da segurança no atravessamento de vias públicas. E, para os apaniguados do pequeno, tenro, saboroso e tostadinho bácoro, proceder-se-á ao habitual sorteio dum Leitão à Bairrada no final. Mas isto já não é surpresa!


Clément Souvray e Hana Bajtosová, as estrelas

Surpresa mesmo é o elevado nível de inscrições, demonstrando que, quando se faz um trabalho sério e se semeia, mesmo nas situações mais difíceis, os resultados vêm ao de cima. O número de inscritos cifra-se já nos 271, dos quais 40 na Elite Masculina e 15 na Elite Feminina. No sector masculino, o francês Clément Souvray, nº 16 do ranking mundial, é o cabeça de cartaz. Trata-se dum atleta muito jovem , que tivemos oportunidade de ver no pódio dos Mundiais de Montalegre 2010 por duas vezes, graças ao 6º lugar alcançado nas provas de Distância Média e de Distância Longa. Com ele virão outros três nomes bem conhecidos da modalidade, Stéphane Toussaint, Yoann Garde e Matthieu Barthélémy, este último medalha de bronze nos Campeonatos do Mundo de Israel, em 2009, na final de Distância Longa. Uma excelente oportunidade para os nossos atletas testarem o seu valor, com especial destaque para Davide Machado (.COM), actual 21º classificado do ranking mundial.

No tocante à Elite Feminina, a grande figura vem da Eslováquia e dá pelo nome de Hana Bajtosová. Campeã do Mundo de Sprint em 2008 (Óstroda, Polónia) e 2009 (Ben Shemen, Israel), Bajtosová ocupa actualmente o nº 9 do ranking mundial e estará frente a frente com a sua compatriota Stanislava Fajtová, a lituana Karolina Mickeviciute, a francesa Madeleine Tirbois-Kammerer e, naturalmente, todos os melhores valores portugueses e espanhóis do momento. E há ainda essa curiosidade de termos entre nós a brasileira Bárbara Bomfim, uma autêntica pioneira da Orientação em BTT no país irmão.


Apoios e expectativas

Falando de apoios, Carlos Ferreira refere que “o DAR tem conseguido bons apoios logísticos, que só por si já suportam a estrutura funcional da prova. Assim, o Município da Mealhada tem demonstrado um elevado posicionamento no apoio ao desporto, sendo o nosso essencial parceiro. As freguesias de Barcouço e Recardães apoiam-nos em outros recursos logísticos. A freguesia de Cordinhã tem sido, desde sempre, um apoio às nossas realizações. Pequenas empresas fecham a lista de apoios.”

Quais as expectativas? Talvez a organização pudesse estar mais confiante se nas últimas semanas o “motor” desta prova, Carlos Ferreira, não tivesse sofrido um acidente em plena atividade técnica para o evento. Mas estamos seguros que o reforço de trabalho dos restantes elementos e uma maior envolvência de todos fará com que não fiquem defraudadas as expectativas dos participantes. “Que o V Ori-BTT Rota da Bairrada esteja ao mesmo nível dos restantes e que se desenrole sem qualquer problema técnico, é o nosso objetivo”, remata Carlos Ferreira.

Saiba mais em http://www.dar.pt/dar/


Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO

Sem comentários: