sexta-feira, 23 de março de 2012

GRUPO DESPORTIVO DOS QUATRO CAMINHOS: SETE SEMANAS, SETE PROVAS




Sete provas em sete semanas! Para os cabalistas, não haverá nada de mais perfeito. Mas para o Grupo Desportivo dos Quatro Caminhos, esta autêntica maratona organizativa é sinónimo dum intenso desafio, muito trabalho árduo e cinquenta dias de enorme ansiedade e expectativa. Pelas mãos de Fernando Costa, deixemo-nos levar de baliza em baliza, num roteiro que terá o seu inicio nos Jardins do Palácio de Cristal, no Porto, e irá terminar no interior das alcantiladas muralhas da vila de Marvão.


Ao longo de quase quinze anos de existência, o Grupo Desportivo dos Quatro Caminhos tem-se notabilizado pela sua enorme capacidade organizativa. Competência técnica, matrizes inovadoras e uma forte aposta na promoção da modalidade são referentes que induzem a chancela de qualidade aos eventos com a sua assinatura organizativa.

Neste ano de 2012, o Grupo Desportivo dos Quatro Caminhos volta a pôr mãos à obra e, num curto espaço de tempo, propõe um leque variado de provas, cinco novos mapas e a promessa de aliciantes desafios, ao encontro de todos os gostos. Pelas ruelas e escadarias do centro histórico da Cidade Património Mundial da Humanidade ou no interior das muralhas da vila alentejana de Marvão, em brincadeiras e correrias com o Desporto Escolar ou em sorrisos com o Desporto Adaptado, no calor da luta pelos títulos nacionais de Sprint e Distância Média ou comemorando o Dia Nacional da Orientação, é numa oferta rica e variada que se fundem sete provas em sete semanas da melhor Orientação. Para gáudio dos amantes do desporto da floresta!


Palácio de Cristal, um lugar com história

A cidade do Porto absorve a parcela de leão deste leque de organizações, abrindo as suas portas a quatro das iniciativas. O pontapé de saída será dado já no próximo dia 14 de Abril, com o Justlog Park Race a estender-se pelos Jardins do Palácio de Cristal, no Porto. Os relvados, jardins e lagos dum dos mais belos e verdes espaços da cidade, serão palco duma multiplicidade de percursos destinados a todos aqueles que, individualmente ou em grupo, queriam aceitar o desafio duma prova de Orientação. Modalidade vocacionada para pessoas com mobilidade reduzida, a Orientação de Precisão volta a ter aqui um dos seus pontos altos, com a disputa da 5ª etapa do II Circuito “Todos Diferentes, Todos Iguais” e, simultaneamente, da 2ª etapa da Taça de Portugal 2012. Como vem sendo habitual, haverá ainda lugar a um percurso de demonstração de Atividade de Orientação Adaptada, vocacionado para pessoas portadoras de Deficiência Intelectual.

Mas porquê o Palácio de Cristal? Para Fernando Costa, um dos grandes responsáveis por todo este trabalho, “é o regresso lógico, cinco anos depois, a um espaço emblemático da cidade do Porto e o retomar dum novo ciclo, depois de termos feito provas em todos os espaço verdes da cidade. Mas também a oportunidade de aproveitarmos um mapa que existe, numa altura em que se anunciam grandes obras de remodelação do edifício e dos espaços envolventes.” Bonito, interessante e desafiante são alguns dos adjectivos com que Fernando Costa “brinda” o espaço onde terá lugar a primeira das sete provas, “um espaço que caiu um bocadinho em desuso mas que merece ser mais visitado”.


Percurso permanente, a razão de ser dum mapa

O Justlog Park Race dá o pontapé de saída na 8ª edição do Troféu de Orientação do Porto, cuja segunda etapa terá lugar no dia seguinte, 15 de Abril, à descoberta do Centro Histórico da Cidade do Porto. O O’Porto Urban Race 1 marca o arranque do recém-criado Circuito Nacional Urbano 2012 e destina-se a todos os públicos, com escalões Abertos (qualquer idade ou sexo, individualmente ou em grupo), 4 classes de Formação e 26 classes de Competição.

Resultado dum “longo namoro” com a autarquia portuense, o O' Porto Urban Race é, para Fernando Costa, “uma prova num mapa muito interessante, numa zona com o peso enorme de ser Património Mundial”. Mas pode ser mais do que isso: “Temos um projecto de fazer aqui um percurso permanente de carácter urbano e essa é, objectivamente, a razão de ser deste mapa. Para além dos vários percursos temáticos já existentes, pretende-se criar um percurso de Orientação ao encontro de quinze monumentos históricos da cidade”. O futuro é uma incógnita mas, para aquele responsável, “se tudo correr bem, pode acontecer como em Londres, com as coisas a começarem num bairro e depois o mapa foi alastrando e hoje já cobre a cidade toda”.


Uma estreia absoluta na Maia

Ainda não se desvaneceram as emoções da dupla jornada e já um fim de semana se configura “ao virar da página”, com duas novas propostas com tanto de emotivo como de desafiante. O dia 21 de Abril promete transformar-se em mais uma data de referência para o Grupo Desportivo dos Quatro Caminhos, porquanto o município da Maia irá receber pela primeira vez na sua história uma prova de Orientação. O Parque de Avioso – S. Pedro oferece os seus magníficos espaços verdes à realização do I Troféu de Orientação da Maia, com percursos ao gosto e ao ritmo de cada um, podendo participar individualmente ou em grupo. O evento integra a terceira etapa do Ranking Regional Norte do Desporto Escolar, preparando-se para receber 600 alunos de quatro dezenas de estabelecimentos de ensino. Para além disso, a Actividade de Orientação Adaptada abre-se de novo às pessoas com Deficiência Intelectual e, muito especialmente neste caso, aos alunos com Necessidades Educativas Especiais.

Espaço natural de treino de muitos dos atletas do Grupo Desportivo dos Quatro Caminhos, a Maia era, até há bem pouco tempo, o único município que tinha indeferido projectos do clube. Daí que a viabilização deste I Troféu de Orientação da Maia seja entendida por Fernando Costa como “uma batalha ganha”. Falando do Parque de Avioso – S. Pedro, refere tratar-se dum espaço com “uma área bastante boa, embora com alguma vegetação um pouco agreste, o que inibe a utilização plena dos 30 hectares do Parque.” Também aqui, a implementação dum percurso permanente está em cima da mesa e as perspectivas para a sua concretização parecem ser excelentes: “Da forma como as coisas estão a correr, se calhar a Maia ainda vai bater o Porto e ter mais cedo um percurso permanente”, diz Fernando Costa.


Orientação “em casa”

No dia 22 de Abril terá lugar a 3ª edição do Troféu de Orientação Sálvio Nora, ainda e sempre no Parque do Carriçal, na Senhora da Hora. Oportunidade para, uma vez mais, o clube prestar homenagem a um dos seus, “um homem muito estimado, um exemplo para todos nós”. A Orientação de Precisão volta a merecer uma atenção especial, com a disputa da 6ª e penúltima etapa do II Circuito “Todos Diferentes, Todos Iguais”, este ano de mãos dadas com essa inovação chamada Atividade de Orientação Adaptada e que aqui terá mais um percurso de demonstração.

A propósito do evento, Fernando Costa lembra ser este o quarto ano consecutivo que aquele espaço recebe uma prova de Orientação de Precisão e “temos sempre algum orgulho neste género de inciativas onde, afinal de contas, fomos um bocado pioneiros”. Admitindo que estas iniciativas paralelas “sobrecarregam um bocadinho as provas”, aquele responsável não deixa de reconhecer que “é gratificante ver que a nossa insistência na Orientação de Precisão, com a criação do Circuito, teve sucesso e daqui nasceu a Taça de Portugal. Foram passos importantes e que demonstram claramente que, das pequenas coisas, é que nascem as grandes coisas.” E faz um voto: “Espero que esta dinâmica alastre a outros clubes, porque a força da modalidade só pode fazer-se com a intervenção de todos e não apenas de alguns.”


A grande festa do Desporto Adaptado

O dia 05 de Maio traz com ele a etapa final do II Circuito de Orientação de Precisão “Todos Diferentes, Todos Iguais”, agendada para o Hospital da Prelada e para os espaços contíguos. Preparada que está uma grande festa do Desporto Adaptado, o II Open do Hospital da Prelada trará com ele algumas novidades bem interessantes e que em muito contribuirão para a valorização da modalidade. O evento inscreve-se na Taça de Portugal de Orientação de Precisão e representa, em si mesmo, uma homenagem ao esforço, dedicação e pioneirismo do Núcleo de Desporto Adaptado do Serviço de Medicina Física e de Reabilitação do Hospital da Prelada.

Fernando Costa enaltece a persistência e o empenho dos responsáveis do Núcleo, salientando que “todas as associações devem desempenhar um papel social na área onde estão inseridas, pois só assim é que têm razão de existir.” Este é o principal motivo pelo qual o Grupo Desportivo dos Quatro Caminhos vem associando o seu nome a este tipo de iniciativas, considerando ser “fundamental nesta altura colaborar com o Hospital, a cujo envolvimento se deve certamente a actual dinâmica da Orientação de Precisão em Portugal, pelo menos como a reconhecemos”.


Regresso ao “Património da Humanidade”

O sábado seguinte, dia 12 de Maio, é um dia especial, nele se festejando, pela quarta vez no nosso País, o Dia Nacional da Orientação. Os desafios de mapa e bússola na mão regressam ao Centro Histórico para a realização do O' Porto Turístico - Dia Nacional da Orientação, a derradeira etapa do 8º troféu de Orientação do Porto. À semelhança das inúmeras iniciativas que, neste dia, irão varrer o país de Norte a Sul, também aqui o grande objectivo será o de divulgar a modalidade, convidando as pessoas para, informalmente, se aventurarem à descoberta dum Porto diferente.

O Inatel quer aproveitar esse dia para levar a efeito uma atividade integrada no Ano Europeu do Envelhecimento Activo e da Solidariedade entre Gerações 2012 e este pode ser um bom motivo para chamar ali um número de pessoas muito interessante”, afirma com optimismo Fernando Costa, garantindo que “os participantes vão ficar surpreendidos, uma vez que, com um mapa de Orientação na mão, vão descobrir um Porto muito diferente”.


Ponto final em Marvão

Ponto alto desta autêntica maratona de provas, a sexta edição do Norte Alentejano O' Meeting encerra sete semanas intensas de Orientação. Depois de Nisa, Castelo de Vide, Alter do Chão, Crato e Portalegre, será a vez de Marvão abrir as suas portas ao grande evento, com a disputa de dois dos mais importantes troféus da temporada: Os Campeonatos Nacionais de Sprint e de Distância Média. A competição de Sprint terá lugar no dia 02 de Junho, com a realização duma primeira manga na Herdade do Pereiro, numa zona de floresta, e a decisiva manga a ter lugar no espaço urbano da vila de Marvão. No dia seguinte, as atenções voltam-se para o Vale de Rodão, em pleno Parque Natural da Serra de S. Mamede, para a disputa dos títulos nacionais de Distância Média.

Numa altura em que os preparativos não se encontram tão adiantados quanto seria desejável, Fernando Costa esclarece que “esta é a prova que até hoje mais dores de cabeça tem acarretado ao clube em termos de organização e, curiosamente, foi aquela que começou mais cedo a ser preparada.” Com os mapas da prova de Distância Média concluídos há seis meses, a verdade é que as coisas complicaram-se com os proprietários dos terrenos e houve a necessidade de alterar por completo os planos.” Hoje, o mapa de Distância Média ainda não está iniciado, mas “apesar duma fase final acelerada, esperamos que corra tudo bem e que as pessoas gostem daquilo que temos preparado para elas.”

Tudo para conferir em http://www.gd4caminhos.com/pt/


Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO

Sem comentários: