quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

DUAS OU TRÊS COISAS QUE EU SEI DELA...




1. O MEO Kanal é um serviço inovador que permite criar canais para partilha de vídeos e fotografias com a família, amigos (canais privados) ou com a comunidade de clientes MEO Fibra e Adsl (canais públicos). Aproveitando esta nova possibilidade, durante o Portugal O' Meeting 2012 estará disponível um canal público para divulgar fotos e vídeos do evento. Os interessados poderão aceder ao mesmo através da tecla VERDE do comando do Meo, inserindo o número 246070 seguido de OK. Neste momento já está publicado o vídeo promocional. A organização espera, todos os dias à noite, por volta da hora do jantar, “mas sem compromisso”, disponibilizar fotos e reportagens vídeo do dia, em primeira mão. Se estiver em Viseu e for a um café ou espaço que tenha MEO, peça para aceder ao canal do POM 2012. Com jeitinho, a sua foto em prova aparece lá. Para mais informações vá a http://kanal.meo.pt/246070. Vemos-nos lá, no POM e no MEO!


2. “Após o esforço coletivo, dos praticantes e organizações, efectuado no ano passado, para manter as Corridas de Aventura vivas, parece que voltamos à estaca zero.” Quem o afirma é Jorge Baltazar, no grupo de discussão fpo-corridas-aventura, do google groups. Com efeito, o Raid Aventura “Por Terras d'Armada” - http://raidaventuracpa.webnode.pt/ -, agendado para o próximo dia 3 de Março, está a ter um adesão muito reduzida, contando-se até ontem apenas 8 equipas inscritas. A organização está a tentar ter a prova organizada atempadamente e informação sobre os percursos com antecedência, mas Baltazar adianta que há falhas que podem comprometer o sucesso. Entre elas, estão, ainda segundo Jorge Baltazar, “as taxas de inscrição elevadas para uma prova de um dia, a pouca variedade de atividades e meios de locomoção, um local de realização pouco atractivo para os aventureiros amantes da natureza e da descoberta de locais desconhecidos e a fraca divulgação junto dos praticantes assíduos, nomeadamente reduzida informação nos foruns e redes sociais. Continua-se à espera da concretização de medidas apontadas como úteis para a motivação e fidelização dos praticantes, como por exemplo o site que agregue as informações das organizações e a implementação de pacotes de inscrição para a época. Urge desencadear acções para segurar em primeiro lugar os actuais praticantes, antes de se pensar em cativar novos praticantes.


3. O Campeonato da Europa de Orientação em Esqui 2012 tem na seleção espanhola uma baixa. Com efeito, a partida para a Ucrânia, agendada para 18 e 19 de Fevereiro, foi cancelada, simplesmente porque não foi possível reunir um conjunto de atletas espanhóis. A explicação é simples: das 6 provas do calendário de esqui da Federação Espanhola de Orientação, não foi possível realizar qualquer uma delas por falta de neve. “Não seria justo selecionar os atletas ao acaso sem saber como estão realmente todos os pretendentes ao um lugar”, diz David Soria, responsável máximo pela disciplina em Espanha. A aposta daquele responsável vai no sentido de formar uma seleção competitiva, escusando-se a ir às provas apenas “para ver o que se passa”. As condições climatéricas roubaram o sonho desta participação, mas não as forças para continuar a trabalhar e a dar a conhecer este belo desporto. Em vista está a elaboração dum plano a seis anos e a eventualidade de “nuestros hermanos” poderem estar presentes nos Jogos Olímpicos de Inverno. Tudo para ir acompanhando em http://esp-ski-o.blogspot.com/.


4. Com o apoio do Brasil, o Suriname dá os primeiros passos na Orientação. Até o momento foram ministrados seis Cursos pela Confederação Brasileira de Orientação (CBO) e também foram desenhados dois mapas, nos quais foram realizados o primeiro percurso de Orientação e a primeira competição de Orientação naquele país. Além do apoio técnico prestado através dos Cursos ministrados por Carlos Alberto Xavier, Presidente da Federação Paranaense de Orientação e Luiz Sérgio Mendes da Federação de Orientação do Distrito Federal, ambos instrutores da CBO, o país necessita de ajuda com materiais diversos para poder dar continuidade ao desenvolvimento do desporto, realizar treinos e organizar as suas competições. Em vista está a organização duma Campanha Nacional para arrecadar diversos materiais por meio de doação dos Clubes e Entidades. Todas as entidades que colaborem serão relacionadas no documento que oficializará a doação posteriormente. Esta é uma iniciativa que o Orientovar saúda com entusiasmo, desejando o maior sucesso à campanha. Para mais informações, consulte a página da Federação Paranaense de Orientação, em http://orientaparana.com.br/fpo1/.


5. Teve lugar no passado dia 11 de Fevereiro, em Sant Joan d'Alacant, o III Conselho da COMOF – Confederation of Mediterranean Orienteering Federations, na qual Portugal foi admitido como membro de pleno direito da Confederação. Presidida por Sergio Grifoni e contando com a presença de representantes de Itália, Espanha, Sérvia Turquia, Macedónia, Portugal e Chipre, a reunião começou por aprovar a ata do anterior Conselho, que teve lugar em França durante o WOC, ao que seguiu uma nota de boas vindas aos novos países membros – Portugal e Chipre -, cuja ratificação de adesão apenas poderá ser formalizada na próxima Assembleia Geral da COMOF mas que participaram já, de pleno direito, neste Conselho. Com estas entradas a COMOF é agora constituída por 8 países: Itália, Espanha, Portugal, Sérvia, Montenegro, Macedónia, Turquia e Chipre. Foi entretanto traçado o Calendário para os próximos dois anos, assim constituído: 14 a 21 de Julho de 2012 (Lausanne, Suíça) – 4º Conselho e Assembleia Geral (durante o WOC); 2 a 4 de Novembro de 2012 (Istambul, Turquia) – 5º Conselho e Congresso (durante os 5 dias de Istambul); Data a definir em 2013 (Local a definir, Turquia) - 6º Conselho e II COMOF Cup; 2014 (local a designar) – III COMOF Cup. Refira-se que a organização da II COMOF Cup estava inicialmente prevista para Junho/Julho na Turquia, integrada nos Jogos do Mediterrâneo, o que seria excelente do ponto de vista da promoção da modalidade a diversos níveis, nomeadamente junto do Comité Olímpico Internacional. Contudo foram relatadas dificuldades de variadíssima natureza colocadas pelas entidades governamentais turcas e pela organização dos Jogos. Assim, caso até ao WOC a situação não esteja resolvida, a competição terá lugar em Antalya (Turquia) em Fevereiro de 2013, integrada numa outra competição. Foi igualmente decidido que a “COMOF Cup” passará a chamar-se Mediterranean Championship in Orienteering – MCO. A designação mais natural seria Mediterranean Orienteering Championship – MOC, mas esta sigla prestar-se-ia a confusões com os Mediterranean Open Championships. Finalmente, há uma forte possibilidade de Portugal organizar a III COMOF Cup (2014), durante uma das provas pontuáveis para o ranking mundial.


Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO

Sem comentários: