terça-feira, 8 de novembro de 2011

OS VERDES ANOS: VANESSA SAYANDA



Olá!

Eu sou a Vanessa Saianda, mas quase toda a gente me trata pelo diminutivo de Sayanda, por causa do meu irmão!! Tenho 13 anos, vivo em S. Pedro da Gafanhoeira, estou no 8º Ano na Escola EB 2/3 Cunha Rivara (Arraiolos) e actualmente estou no GafanhOri!

Foi o meu irmão e o meu pai que me levaram à minha primeira prova de Orientação em 2005 (não me recordo onde e não tenho esse mapa). Eu era muito pequena, não ligava nenhuma à Orientação e nessa prova nem olhava para o mapa, ia apenas nas cavalitas do meu irmão enquanto ele tentava que eu prestasse alguma atenção ao que ele me dizia! O meu irmão bem que me tentava incentivar e eu sei o quanto ele ficava tristonho quando eu dizia que não gostava nada de Orientação, apesar de ele nunca mo ter admitido!

A primeira prova que fiz apenas com o meu irmão a orientar-me foi no dia 21 de Janeiro de 2006, em Estarreja. Aí já eu olhava para o mapa, o meu irmão explicava o que é que eu tinha que fazer e eu corria que me matava (claro, enquanto eu corria, o meu irmão andava ao meu lado)! Nessa prova fiquei em primeiro com 30 minutos em OPT1, foi a primeira prova em que subi a um pódio, fiquei tão contente!...

Claro que eu só ia quatro ou cinco vezes a provas de Orientação por ano!! Nos inícios de 2008 comecei a despertar algum interesse pela Orientação e como o meu irmão queria tanto que eu andasse ganhei coragem e pedi-lhe para me mostrar alguns mapas. Quando vi aqueles dossiers todos cheios de mapas, arrependi-me de lhe ter pedido mas não disse nada. E quando ele acabou de me mostrar o primeiro mapa, já eu estava farta, mas continuei sem dizer nada (claro que ele já tinha percebido e contou-me a história dele naquela vida de que ele tanto gostava, a Orientação). A partir daquele dia eu deixei que ele me ensinasse alguns símbolos da Orientação. A minha primeira prova sozinha foi nesse mesmo ano, no Portugal O'Meeting, onde acabei uma das provas a chorar, mas não desisti!

Em 2009 o meu irmão convenceu-me a ir ao meu primeiro OriJovem, na Marinha Grande. Na altura a ideia não me agradou lá muito, mas como ia com dois conhecidos fiquei mais contente. Foi lá que conheci grandes amigos, deixei de ser envergonhada, comecei a falar com toda a gente e adorava meter-me com as pessoas que me faziam rir imenso. Nesse OriJovem fiquei no grupo mais pequeno, o dos Laranjas, o que me desanimou um pouco porque só conhecia as pessoas dos Verdes e dos Azuis! Além disso tudo o que me ensinavam já o meu irmão me tinha ensinado, por isso quando alguém não sabia, sabia-o eu mas mesmo assim não me agradou e no terceiro dia finalmente consegui convencer um “professor”, como lhe chamava, a deixar-me fazer um percurso em Verdes e para minha grande admiração safei-me muito bem! A partir desse OriJovem passei a ir a muitas provas e além do mais - para grande orgulho do meu irmão (penso eu) - fazia-as sozinha, sem ajuda de ninguém!

Actualmente continuo em D13, por causa da minha idade. Ganho quase todas as provas, mas nunca me sinto orgulhosa de as ganhar porque não treino praticamente nada e além disso não há competição nenhuma no meu escalão. Isso desmotiva-me um pouco, mas nunca me deita abaixo.

Além da Orientação já pratiquei muitas actividades como Acrobacias, HipHop, Natação, Futsal feminino, etc. Actualmente pratico apenas a Orientação, o Futsal feminino e a Natação; a Natação pratico-a já há 10 anos!!

Sou muito privilegiada com o clube que tenho e que me deu a grande oportunidade de ir ao O-Ringen (Suécia) em 2010, ao WOC Tour (Noruega) também em 2010, e ao WOC Tour (França) em 2011! Sinto-me mesmo muito privilegiada e só tenho é de agradecer ao meu clube por me ter dado tão boa oportunidades!

Sobretudo, sei que concretizei o sonho de uma pessoa muito importante para mim, que me ensinou a nunca desistir e fez de mim uma nova pessoa, com novos sonhos e novos objectivos. E aprendi a fazer da Orientação muito mais do que um desporto. Fiz da Orientação uma competição, uma forma de vida, um objectivo, um sonho. O meu sonho!

Desde os três anos que quero ser Veterinária, mas quero ser também Campeã do Mundo de Orientação! (Coisa quase impossível). E continuo a ser óptima aluna. Mas com uma vida tão agradável, como não o poderia ser?

Quero agradecer imenso ao meu irmão David Saianda por me ter ensinado a nunca desistir, aos meus treinadores Raquel Costa e Tiago Aires por me terem mostrado o que é treinar e ao meu clube Gafanhori. Por todo o seu apoio! E digo a todos os que tiveram paciência de ler a minha história que a Orientação não é um simples desporto, mas sim uma grande paixão!

Despeço-me com um grande abraço,

Vanessa Saianda
GafanhOri – Clube de Orientação da Gafanhoeira - Arraiolos
Fed 5010

5 comentários:

Anónimo disse...

Bom Dia;

Aqui está uma história igual a tantos outras no conteúdo, mas muito diferente no essencial e isto porque ao lê-la se nota nela o setimento profundo com que é narrada. Eu adorei lê-la e quero dar os meus parabéns á Vanessa que não conheço, ao David seu irmão pela também preserveransa que teve e aos seu treinadores.
Um bonito exemplo para todos.

Obrigado e continua
Rui Antunes

José Grada disse...

Quereres ser campeã do mundo (coisa quase impossivel ), dizes tu...
Nada é impossível, muito menos para uma jovem de 13 anos apoiada por um clube que lhe proporciona boas condições de treino e lhe dá acesso a provas importantes no estrangeiro.

E com o David a teu lado acredita, luta, podes chegar longe na Orientação, ( mas não te esqueças o teu curso de Veterinária).

Vanessa disse...

Obrigada a ambos, tanto por terem tido paciência para ler o meu texto como para o comentar.
Um abraço,

Inês Sayanda disse...

A minha pequenina está tão grande!!... :)
Uma bonita história que escreveste, cheia de paixão!
Vanessinha, nunca te esqueças que na verdade foi o teu pai (o SAIANDA sénior)que "levou" a orientação lá em casa...foi "às cavalitas" dele que o David fez as primeiras provas...e com certeza está muito orgulhoso de ti, é o teu fã nº 1!:)
Continua a sonhar,é assim que tudo na vida começa, com um sonho a que se segue um plano, mto trabalho "et voilá"! um feito alcançado.
Um abraço apertado e os desejos de muitas vitórias,
Beijinho grande de muitos parabéns,
Inês Sayanda

Vanessa disse...

Obrigada prima =D