terça-feira, 1 de novembro de 2011

NUNO REBELO E O CNA 2011: "TIVE DE APRENDER COMO SE FAZ"




Conhecemo-lo da organização das provas no papel de Supervisor. Pela vez primeira, Nuno Rebelo assumiu a Direcção duma prova... e que prova! É com as suas impressões que o Orientovar põe fim a mais uma maratona jornalística que deu pelo nome de Campeonato Nacional Absoluto de Orientação Pedestre 2011.


Orientovar – Ser Supervisor ajudou de alguma forma na sua tarefa enquanto Director do Evento?

Nuno Rebelo – Ajudou nalgumas coisas, embora ao nível burocrático já seja mais complicado. Nós, Supervisores, acompanhamos apenas aquilo que é realmente necessáio para o bom estado da prova. Com Director de Prova, esta foi realmente uma estreia para mim – e gostaria de agradecer publicamente ao Ori-Estarreja que me tenha dado o apoio e a confiança necessários ao bom desempenho da minha tarefa – e aí tive de aprender como se faz.

Orientovar – Quais as grandes dificuldades com que se deparou?

Nuno Rebelo – Arranjar terrenos bons para se fazer uma boa prova. Embora a região de Viseu seja fértil em terrrenos de grande qualidade, sem a ajuda das Câmaras e das Juntas de Freguesia não seríamos capazes. Os municípios de S. Pedro do Sul e de Vouzela foram incansáveis no apoio dado e graças a eles conseguimos levar por diante um evento de qualidade, em terrenos excepcionais.

Orientovar – No conjunto destes dois dias, que aspectos mais o satisfazem?

Nuno Rebelo – Os terrenos e os percursos, por um lado. E, por outro, o ambiente em torno das Arenas.

Orientovar – Este ambiente familiar e de grande animação vamos vê-lo multiplicado largamente dentro de muito pouco tempo, quando o Ori-estareja organizar o Portugal O' Meeting 2012. Esta organização fez já aqui algum tipo de ensaio com vista ao grande desafio que se avizinha?

Nuno Rebelo – Sim, estas provas serviram de apronto e foram já um pequeno aperitivo para o grande evento que vem aí. Viemos aqui testar as equipas e afinar a articulação com os elementos do Clube de Orientação de Viseu – Natura, que nos irão coadjuvar na organização do evento. Eles vieram cá para aprender e esperemos que nada falha quando o POM chegar. Podemos dizer que serão terrenos similares aqueles que temos para oferecer e espera-se muita emoção. Valerá a pena as pessoas participarem nesse evento.

Orientovar – Há novidades preparadas? Pode levantar a pontinha do véu?

Nuno Rebelo – Estamos à espera de ultrapassar a fasquia dos dois mil participantes. Fizemos imensa publicidade no estrangeiro, conversámos com muitos atletas e temos já a confirmação da sua vinda e esperamos também a presença de três atletas japoneses, um dos quais já foi atleta cá em Portugal. Quanto às surpresas, estão a ser preparadas e serão desvendadas apenas na altura da prova.


Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO

1 comentário:

Anónimo disse...

A final deste campeonato nacional absoluto teve aquilo que todos os atletas desejam bons terrenos, bons mapas e bons traçados de percursos, aliado ao que eu considero ser o melhor speaker português só tenho uma coisa a dizer à organização-EXCELENTE :)

Patrícia Casalinho