segunda-feira, 3 de outubro de 2011

II ORI-BTT DE IDANHA-A-NOVA: IMPRESSÕES




No rescaldo do II Ori-BTT de Idanha-a-Nova, o Orientovar teve a oportunidade de auscultar as impressões de alguns dos principais protagonistas e aqui deixa uma súmula desses depoimentos.


Em termos pessoais foi muito bom. Consegui fazer duas provas relativamente certas, quer em termos técnicos quer em termos físicos, levando à conquista da prova em si. No sábado (Distância Longa), perdi cerca de dois minutos no total. Nem foram erros técnicos, foram mais más opções, no entanto consegui impor um bom ritmo, fazendo com que esse tempo perdido, de certa forma fosse recuperado pela parte física. Na Distância Média fiz uma prova limpa tecnicamente, fisicamente era mais dura pois a relação desnível/distância era superior à Longa, mas também não tive problemas nesse sentido. Os mapas eram bons, sendo o já esperado daquela zona - eram físicos e com algumas partes técnicas -, os percursos estavam bem concebidos pois vários pontos estavam colocados em locais estratégicos de forma a dificultar a escolha das opções mais fáceis e óbvias por parte dos atletas. Em relação à organização, mais uma vez a ADFA mostrou estar à altura da organização de qualquer grande evento, proporcionando a todos ao participantes um óptimo fim de semana de competição, lazer e convívio. Grandes arenas, bons mapas, local lindíssimo, bar à disposição, excelentes condições no Solo Duro e muito sol, que ajudou e muito na qualidade do evento, ficando apenas a faltar mais adesão de participantes para compensar todo este trabalho!
Davide Machado (.COM)


A ADFA organizou-se por forma a proporcionar mais um evento com boa qualidade técnica. Apresentaram-se sempre simpáticos e disponíveis. Os percursos, neste caso de Damas Elite, no primeiro dia senti que foram de leitura muito rápida e pouca dificuldade técnica. No entanto, no segundo dia já gostei mais... mais duros fisicamente e tecnicamente mais desafiantes, proporcionando a obrigação de gestão do esforço com a leitura de mapa. Gostaria de agradecer também às minhas adversárias que me fizeram estar atenta, pois não foram brincar e tive de me empenhar para poder vencer, o mérito é delas. Obrigado ;) Tivemos um fim-de-semana quentinho, mas agradável, a brisa que nos premiou foi a suficiente para podermos ter uma prova com temperaturas aceitáveis. Fiquei satisfeita por me terem dado mais esta oportunidade de gozar a Orientação...
Susana Pontes (CPOC)


Foi mais um excelente fim de semana de Ori-BTT, num mapa aliando uma boa rede de caminhos à beleza da zona. Desde o inicio da época que tinha expectativas elevadas em relação a esta prova, tanto pelo relatos da última prova realizada neste zona, como pela famosa maratona de BTT que por ali se realiza. Pessoalmente cheguei a esta prova já um pouco cansado fisicamente, foi uma época muito longa e o corpo começa a dar sinais de precisar do merecido descanso antes de voltar a preparar a próxima época. Entrei para a prova de Distância Longa com algumas cuidado em não me desgastar muito fisicamente no inicio e tentar não cometer erros, acabei por não fazer muitos erros até meio do mapa, o tempo perdido até ali foi com as enormes dificuldades em manter o mapa devidamente preso no suporte, a parte final deu para utilizar as reservas de energia poupadas um pouco no início e assim conseguir uma boa parte final. No segundo dia fiz novamente uma prova sem grandes erros, apenas dois pequenos erros, mas as forças físicas já não eram muitas e foi uma prova que me custou bastante nesse aspecto, mas foi das provas que em termos técnicos melhor me correu e acabei por ficar bastante satisfeito com a minha prestação. Em termos organizativos foi uma prova muito bem estruturada e onde tivemos todos os ingredientes para uma excelente fim de semana de Ori-BTT. Bons mapas e percursos, uma Arena muito bem localizada e estruturada e a simpatia e disponibilidade de toda a organização, fazem com que só possa dar os meus parabéns ao ADFA.
Carlos Simões (COALA)


Muito boa organização, não encontro nenhum ponto negativo. O mapa foi muito interessante, boa rede de caminhos com muito desnível, o traçado dos percursos teve na componente física a sua grande dificuldade. Tive um despique interessante com o João Ferreira e o Carlos Simões na luta pelo 2º lugar. O Davide Machado não deu hipóteses e foi um vencedor indiscutível. Foi a minha última prova da época, vou agora começar a preparar o ano de 2012 e depois de um período de descanso vou voltar aos treinos.
Daniel Marques (COC)


Foi um fim de semana que no geral não correu mal. Tinha como objectivo ir ao pódio e se conseguisse os três primeiros lugares. No sábado consegui fazer uma prova que apesar dos erros que cometi me colocaram na terceira posição. Hoje, domingo, sabia que não era uma prova fácil pois seria mais técnica que no dia anterior e a componente física também bastante importante. Cometi alguns erros que me fizeram perder quatro ou cinco minutos e que ditaram o resultado geral da 4ª posição. Acabei por conseguir ir ao pódio, os três primeiros é continuar a trabalhar e começar a preparar a próxima temporada para disputar os primeiros lugares com os meus companheiros. A organização esteve à altura do evento. Um mapa rico em caminhos e com um relevo médio, excelente para a prática da modalidade. Pena é o número baixo de participantes e ao qual temos que combater e pensar em estratégias para cativar novos participantes. Como balanço da temporada, gostaria de agradecer à minha família, namorada e todos amigos que me apoiaram. Parabéns ao Orientovar e ao seu escritor que mais uma época nos presentearam com belíssimas reportagens.
João Ferreira (DA Recardães)


O fim de semana ficou, sem dúvida, marcado pela chegada (?) do Verão! Não me dou nada bem com este calor e a prova de Sábado, principalmente, custou-me muito mais. (Se estivesse a chover, a culpa era da chuva, obviamente! ahahah) Enfim, Sábado parti atrasada cerca de três minutos e com a cabeça no ar, claro. Peguei no mapa e pus-me a andar sem tomar muita atenção a nada. No início foram alguns erros parvos... No fim dava para andar bem, não havia pernas. "Treinasses!" No segundo dia já correu melhor, não acho que tenha feito más opções mas faltaram pernas, mais uma vez! Em termos organizativos, acho que foi uma prova bastante bem conseguida. O mapa era bastante agradável (bem... alguns atletas levantavam um bocado de pó!) e gostei muito dos percursos. Podia-se ter dado mais atenção ao abastecimento (não havia água quando lá passei), mas também acredito que tenha havido "muita sede"... Os meus parabéns à ADFA e um muito obrigado pela boa disposição com que sempre nos brinda!
Ana Filipa Silva (CPOC)


Foi um evento muito bem estruturado pela ADFA num local bem agradável e com um bom mapa e percurso. Quanto à minha prestação, ficou assinalada pela não marcação do ponto de água (desatenção indesculpável causada, possivelmente, por estar a necessitar de ingerir líquidos e, quando cheguei ao local, já não encontrei água!) na primeira etapa. No segundo dia, consegui uma boa prestação a nível físico e técnico, ainda que um pouco cansado duma época que já se encontra no ocaso.
Paulo Palhinha (CP Abrunheira)


Toda a informação sobre o evento em http://www.adfa-evora.com/bttidanha/home.html.


Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO

Sem comentários: